"/>

21 de agosto de 2020, 10h10

A Casa Benfica Miranda do Corvo abriu as suas portas…

Casas Benfica

Embaixada n.º 233 conta com 200 Sócios.

REPORTAGEM

Esta semana, o programa da BTV "Pelas Casas do Benfica" viajou até Miranda com Corvo para conhecer o braço armado n.º 233.

Inaugurada a 12 de novembro de 2011 pelo presidente Luís Filipe Vieira, já nas segundas instalações, a Casa Benfica Miranda do Corvo tem agora vista para a Serra da Lousã e conta com 200 Sócios.

Casa Benfica Miranda do Corvo

Marco Moita, presidente da Casa, explicou a razão pela qual nasceu a instituição e com que objetivo.

"A Casa Benfica Miranda do Corvo surgiu por incentivo do presidente da altura do Núcleo do Sporting aqui da terra, que disse que éramos muitos, mas que não conseguíamos fazer uma Casa como esta que temos aqui. Então juntámo-nos e quisemos demonstrar que conseguimos fazer mais e melhor", contou Marco Moita (na foto acima) à BTV.

"O objetivo principal era ter um espaço para os benfiquistas. Para que pudessem estar num local onde se sentissem bem e onde pudessem confraternizar e ver os jogos", acrescentou.

Casa Benfica Miranda do Corvo

A Casa Benfica Miranda do Corvo é conhecida também pelos torneios de sueca, as várias excursões realizadas ao Estádio da Luz e o convívio. No que toca à área da restauração, o braço armado do Clube serve vários tipos de petiscos e pratos típicos da região, como a chanfana ou nagalhos.

Casa Benfica Miranda do Corvo

Ao fim de 10 anos de espaço, José Maria Silva, um dos Sócios fundadores, fez um balanço do percurso feito até aqui. "O balanço é positivo. Inaugurámos duas Casas, tivemos algumas dificuldades, mas pelo Benfica é sempre positivo", confessou.

Casa Benfica Miranda Corvo

A instituição encarnada é feita dos adeptos benfiquistas e elogios ao bem-receber não faltaram: "Gosto de tudo o que é Benfica. Frequento esta Casa muitas vezes e gosto da maneira como nos recebem, com amor, carinho, no fundo... à Benfica."

Casa Benfica Miranda do Corvo

Miguel Baptista, presidente da Câmara Municipal de Miranda do Corvo, enumerou os motivos que fazem da Casa Benfica uma parte importante do município: "A Casa do Benfica é um dos exemplos do associativismo que temos muito forte no nosso concelho, em todas as áreas, desde o desporto, cultura, às artes… e isso é importante para a dinâmica do concelho."

Texto: Márcia Dores

Fotos: SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar