15 de outubro de 2020, 14h20

Arnette Hallman: "O nosso ponto forte tem de passar pela defesa"

Basquetebol

Benfica e Imortal encontram-se às 15h00 de sábado, 17 de outubro, para o desafio da 2.ª jornada da Liga Placard de basquetebol.

O Benfica recebe, às 15h00 de sábado no Pavilhão Fidelidade, o Imortal para o duelo da 2.ª jornada da Liga Placard de basquetebol.

Arnette Hallman anteviu a partida, começando por analisar o adversário.

"Sabemos que o Imortal é uma equipa com jogadores experientes, que subiu à Liga com bastante mérito. Tem um bom núcleo de portugueses, gostam de jogar agressivo e sair em contra-ataque. Estamos a preparar-nos para tentar minimizar os pontos fortes do Imortal", afirmou o basquetebolista, em declarações à BTV.

Depois da boa entrada na competição com a vitória frente ao CAB Madeira, o extremo/poste encarnado falou sobre qualidade defensiva do Benfica.

"O treinador tem-nos transmitido para estarmos focados na defesa, a nível ofensivo as coisas irão aparecer. O nosso ponto forte neste ano tem de passar pela defesa, porque vai dar-nos bastantes frutos", afirmou.

Arnette Hallman

Arnette Hallman apresentou-se nesta temporada com um número e um nome diferentes na sua camisola e explicou o porquê.

"Em toda a minha carreira joguei com o n.º 22, mas neste ano decidi mudar o número para 30 porque era o dia de aniversário do meu avô, e mudei também o nome para 'Scharfhausen' porque era o apelido dele com que mais me identifico. É uma homenagem ao meu avô, que faleceu nesta pandemia. É o mínimo que posso fazer por ele depois de tudo o que ele fez por mim, e a minha ideia é tentar manter este número e este nome na camisola ao longo do meu percurso desportivo", pormenorizou o basquetebolista.

Texto: Márcia Dores

Fotos: Arquivo / SL Benfica

PATROCINADORES MODALIDADES


Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar