Futebol

29 dezembro 2020, 20h52

Darwin e Rafa "fabricaram" os golos

RESUMO DO JOGO

O Benfica terminou 2020 com uma vitória por 2-1 sobre o Portimonense na 11.ª jornada da Liga NOS. Darwin e Rafa foram os artífices dos golos numa primeira parte muito dinâmica das águias, que depois, na fase final do encontro, tiveram de sofrer para segurar e aguentar o resultado.

Rápido e profundo na circulação de bola, com a intenção declarada de atacar bem e depressa colher frutos, o Benfica lançou-se na caça ao golo logo na madrugada do desafio. Apresentando-se no relvado do Estádio da Luz com os mesmos onze jogadores que iniciaram a partida da Supertaça (Odysseas, Gilberto, Otamendi, Vertonghen, Grimaldo, Weigl, Taarabt, Rafa, Everton, Waldschmidt e Darwin), a equipa benfiquista conquistou dois cantos ainda antes de se esgotarem os primeiros cinco minutos do encontro. Era um sinal.

Benfica-Portimonense 11.ª jornada Liga NOS

O golo inaugural foi materializado ao minuto 13. Pressão, recuperação de bola e desenvolvimento veloz da ofensiva foram os ingredientes letais utilizados pelo Benfica para ganhar vantagem na partida. Weigl parou uma tentativa de ataque dos algarvios, Everton entregou a Taarabt, e este endossou a bola a Rafa, para o português armar uma tabela com Waldschmidt e soltar-se pela esquerda para servir com classe a conclusão de Darwin (1-0). O internacional uruguaio apontou o seu segundo golo na Liga NOS, sétimo na temporada, ao passo que Rafa aumentava para três as assistências nesta edição do Campeonato.

Destemido, enérgico como o coletivo na entrada no jogo, Rafa esburacou na direita aos 18' e entregou o esférico a Waldschmidt. Na grande área, o internacional alemão disparou de pé direito, mas à figura do guarda-redes Samuel. O aviso estava dado... e o 2-0 para as águias aconteceu pouco depois com toda a naturalidade. Mais um lance rápido, com combinações curtas entre as unidades de ataque, cabendo a Rafa, o motor da ofensiva, a assinatura que valorizou o momento, ao concluir na área, de pé direito, chutando para golo aos 23'. Estava feito o terceiro golo do internacional português na Liga NOS 2020/21.

Benfica-Portimonense 11.ª jornada Liga NOS

Dinâmico na construção e produtivo na zona da verdade, o Benfica podia ter ampliado para 3-0 ao minuto 27, mas o remate de Taarabt, à entrada da área do Portimonense, ganhou alguma altura e passou sobre a trave. E aos 35' houve nova oportunidade para se festejar golo na Catedral: na execução de um livre direto (a penalizar uma falta sobre Rafa) em posição privilegiada para um esquerdino, Grimaldo bateu com categoria, mas Samuel voou e com a luva esquerda inviabilizou o terceiro dos encarnados.

O Portimonense tentou reagir e, antes do intervalo, beneficiou de um livre perto da linha limite da grande área, em razão de uma falta assinalada a Otamendi, que foi admoestado com cartão amarelo – por ter sido o quinto na competição, o internacional argentino falha o embate com o Santa Clara na 12.ª jornada, no próximo domingo, dia 3 de janeiro, na entrada em 2021.

Estendendo as suas linhas, a formação algarvia atreveu-se e complicou a tarefa e a missão do Benfica no segundo tempo. Ao minuto 56, porém, os encarnados tiveram tudo nos pés para esvaziar a esperança do antagonista. Forte na recuperação de bola nas imediações da grande área do Portimonense, Taarabt articulou a iniciativa com Grimaldo, este passou a Waldschmidt, e o camisola 10 alemão deixou Darwin com espaço para rematar e faturar, mas a bola pontapeada pelo avançado foi travada pelo poste esquerdo!

Benfica-Portimonense 11.ª jornada Liga NOS

Com o leque de opções limitado por sete ausências (André e Gabriel lesionados, Jardel, João Ferreira, Pizzi, Seferovic e Gonçalo Ramos infetados com COVID-19), Jorge Jesus mexeu na equipa ao minuto 60: saiu Waldschmidt, entrou Pedrinho.

O Portimonense continuava vivo na partida, arriscava o adiantamento das suas unidades e fazia aproximações à grande área benfiquista, dando trabalho e obrigando os encarnados a um estado de concentração constante.

A partir dos 79' o Benfica contou com Nuno Tavares e Cervi na equipa. O português e o argentino substituíram Grimaldo e Everton, acrescentando energia ao coletivo, que espreitou o 3-0 pela janela de Otamendi aos 82', mas a bola cabeceada pelo central (no seguimento de um canto cobrado na direita) passou ao lado da baliza.

Benfica-Portimonense 11.ª jornada Liga NOS

O recém-entrado Nuno Tavares teve mesmo hipótese de arrumar as contas aos 86', a passe de Taarabt, mas Samuel defendeu. E quem não matou... teve de viver sobressaltado nos derradeiros instantes para garantir o resultado. O Benfica sofreu face ao último ímpeto do Portimonense, passou por momentos de intranquilidade no sector defensivo e, já aos 90'+2', viu a vantagem ficar curta: 2-1, autogolo de Gilberto em despique aéreo com Beto.

Para congelar os três pontos, Jorge Jesus ainda lançou Ferro e Samaris por Taarabt e Rafa aos 90'+5'. E o Benfica assegurou o essencial, despendido-se de 2020 com uma vitória, a quarta consecutiva, tendo ainda o primeiro lugar do Campeonato à distância de dois pontos!

O novo ano, para a equipa benfiquista, "começa" nos Açores, em Ponta Delgada, com a deslocação ao reduto do Santa Clara na jornada 12 da Liga NOS.

Oferta 3 Meses Benfica Play

Texto: João Sanches
Fotos: Isabel Cutileiro e Tânia Paulo / SL Benfica
Última atualização: 1 de janeiro de 2021

Patrocinadores principais do Futebol


Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar