Futebol

28 fevereiro 2021, 13h52

Jorge Jesus

ANTEVISÃO 

No dia do 117.º aniversário do Sport Lisboa e Benfica, Jorge Jesus anteviu o encontro com o Rio Ave, relativo à 21.ª jornada da Liga NOS. O técnico analisou o conjunto vila-condense (9.º classificado), frente ao qual confia que os seus jogadores podem transformar a melhoria de forma num resultado positivo.

Jorge Jesus garantiu, em declarações à BTV, que o grupo está com "vontade de mudar o último resultado", mas alerta que terá pela frente uma equipa com "um contra-ataque muito forte".

Jorge Jesus

Como perspetiva o duelo com o Rio Ave?

Hoje é um dia especial. O Benfica faz 117 anos. É um momento especial para todos os Sócios e simpatizantes do Clube, também sentimos falta deles no Estádio. Estamos desejosos que possam regressar. Não foi por acaso que um dos melhores jogos que fizemos na Liga Europa foi o único que teve duas mil pessoas nas bancadas, com o Standard Liège. Quanto ao jogo com o Rio Ave, dizer que o adversário é uma equipa que tem uma ideia e um modelo de jogo muito diferente com o Miguel Cardoso. É uma equipa com um contra-ataque muito forte, com jogadores que conheço bem porque já fui treinador deles. Vamos encontrar uma equipa muito organizada, que sai bem para o contragolpe. Estamos preparados para esses momentos. Não há outra forma de pensar… Precisamos de uma vitória e sabemos que, para ganhar ao Rio Ave, precisamos de jogar bem. Temos dado alguns sinais de melhoria e espero que amanhã [segunda-feira] isso se confirme.

Jorge Jesus

Depois do jogo com o Arsenal, relativo à 2.ª mão dos 16 avos de final da Liga Europa, qual é o estado de espírito dos jogadores?

No futebol o próximo jogo é aquele que os treinadores e os jogadores querem que chegue mais rápido, sobretudo quando não vimos de uma vitória. Estávamos desejosos que este jogo acontecesse. Nos momentos difíceis é que se constroem os grandes jogadores, os grandes treinadores, portanto, sabemos que estamos num momento difícil, mas estamos preparados para tentar ultrapassar esta fase de alguns resultados menos positivos. Trabalhámos física e psicologicamente. As indicações que obtivemos ao longo da semana foi de uma equipa alegre, uma equipa com vontade de mudar o último resultado e amanhã [segunda-feira] vamos à procura da vitória.

Jorge Jesus

Neste jogo não poderá contar com Otamendi devido à suspensão por cartões amarelos. Admite regressar ao sistema de três centrais?

Cada jogo tem a sua estratégia em função do adversário. Não é que a equipa não tivesse dado sinais muito bons, porque se não desse esses sinais não tinha disputado a eliminatória com o Arsenal tal como disputou. Este jogo tem outras características, mas não está colocada de parte essa possibilidade. Nas poucas horas que tivemos de treino, trabalhámos em cima dessa possibilidade de jogar com os três centrais.

Jorge Jesus

Acredita que o Benfica pode vencer os 14 jogos que faltam deste Campeonato, ou o foco da equipa está no jogo a jogo?

O Benfica tem duas competições com muito para recuperar e para ganhar, seja na Taça de Portugal, onde nos falta um jogo para chegar à final, seja no Campeonato. Há muita coisa para ganhar, mas vai ser jogo a jogo. A prioridade é ultrapassar o rival que está à frente. Quando chegarmos ao segundo, pensar se ainda temos margem pontual para poder ainda pensar no primeiro. Neste momento, não há outra maneira. Temos de ir à procura dos rivais que estão à nossa frente, com resultados. As nossas contas só podem ser feitas, neste momento, jogo a jogo.

Texto: Diogo Nascimento e Filipa Fernandes Garcia
Fotos: Tânia Paulo / SL Benfica
Última atualização: 1 de março de 2021

Patrocinadores principais do Futebol


Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar