Polo Aquático

15 junho 2021, 16h50

António Machado, treinador da equipa feminina de polo aquático

António Machado, treinador da equipa feminina de polo aquático, comentou a recente vitória do Benfica na final da Taça de Portugal e a conquista da dobradinha na época 2020/21, em entrevista à BTV.

Orgulhoso, o técnico sublinhou esta ser a segunda "época de sonho" da equipa benfiquista e deixou uma nota de reconhecimento à dedicação e ao trabalho das suas comandadas.

Equipa de polo aquático do Benfica

O jogo da conquista da Taça

"A final foi para nós um dia único. Como digo às jogadoras: aquele é o dia. No Campeonato pode haver um dia mau; numa Taça de Portugal não podemos ter dias maus, porque quem os tem fica pelo caminho. A equipa percebeu isso e entrou muito determinada, sendo que correu tudo bem ao Benfica e menos bem ao Pacense. Quando assim acontece, há aquele desnível no marcador [21-6]."

Favoritismo na final

"Fomos primeiros classificados no Campeonato e eles terceiros. Assumimos o favoritismo, mas tudo podia acontecer. Partimos com a ambição de não dar hipótese e, quando a partida começa a correr bem, as jogadoras libertam-se da pressão e fazem coisas que ninguém espera. A vitória foi principalmente mérito do Benfica. Nós estivemos muito bem a nível defensivo e no contra-ataque conseguimos uma diferença muito grande no marcador, o que nos permitiu gerir o jogo e não deixar dúvidas a ninguém de que ganharíamos a Taça."

Equipa de polo aquático do Benfica

A época de sonho

"É a segunda vez que fazemos isso [alcançar o Campeonato Nacional e a Taça de Portugal em simultâneo]. O Benfica ganhou um Campeonato a valer por dois, dado que antes da pandemia íamos muito bem encaminhados para o título. Na Taça não aconteceu o mesmo, porque ainda não estavam definidos os finalistas e estava tudo em aberto. Para nós, internamente, este bicampeonato é um tricampeonato."

Superação da equipa

"As vitórias são fruto de muito trabalho e refletem a qualidade da equipa. Individualmente podemos ser muito dotados, mas se não o fizermos coletivamente, principalmente num desporto como o polo aquático, não é possível. O mérito parte da dedicação das jogadoras, que, no fundo, são 100 por cento amadoras. A maioria delas é estudante, algumas já trabalham, e treinam cinco vezes por semana, das 20h00 às 22h30, ainda desempenhando as suas funções diariamente. Só assim se atingem objetivos. De outra forma, não acredito ser possível."

Texto: Rafaela Certã Alves
Fotos: SL Benfica e Arquivo / SL Benfica
Última atualização: 15 de junho de 2021

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar