Futsal

30 novembro 2021, 19h16

Treino do Haladás

Treino do Uragan

Treino do Levante

Entre 1 e 4 de dezembro, todos os caminhos vão dar ao Pavilhão Fidelidade! Joga-se a Ronda de Elite da UEFA Futsal Champions League e o Benfica está no grupo D, com os húngaros do Haladás, os ucranianos do Uragan e os espanhóis do Levante.

À BTV, treinadores e jogadores dos adversários das águias perspetivaram esta fase. Entre elogios ao clube da Luz e às instalações fica a ideia de que haverá "jogos competitivos e equilibrados" em que todos se querem mostrar.

Haladás

ANTEVISÃO DO HALADÁS: Juanra e Rezala

O treinador da formação húngara do Haladás é o espanhol Juanra. Conhece Pulpis, técnico dos encarnados, a quem deixa elogios, mas afirma que os futsalistas que lidera estão "com muita vontade".

"Sem dúvida que vai ser um grande duelo. O Pulpis é treinador há muitos anos e é um grandíssimo treinador. Eu só tenho três anos a treinar e a diferença é grande. Não só entre treinadores, como entre as equipas. O Benfica é um grande, mas vimos com muita vontade de fazer o melhor possível. Que se veja uma boa partida", desejou.

"Pelo ranking somos a equipa mais débil do grupo, fomos a única que fez uma ronda preliminar. Temos menos recursos do que as demais equipas. Com os recursos que temos disponíveis, vamos tentar mostrar na quadra. Vai ser difícil, mas queremos ter um bom rendimento", completou Juanra.

Haladás

Rezala é um dos brasileiros da equipa, é ala e alinha com a camisola 28. Tem noção do que vai encontrar no grupo D, mas enalteceu as virtudes do Haladás.

"Sabemos das dificuldades que vamos ter perante estes adversários, mas temos qualidades e sabemos o que temos de fazer para conseguir a qualificação. O nosso conjunto é muito forte, tanto no um para um como no jogo de pivô. Vamos apostar nessas qualidades", apontou.

"O Benfica… sabemos da qualidade dos jogadores do Benfica, são bons jogadores. Há qualidade do lado do Benfica, mas também do nosso lado", sublinhou, ainda, Rezala.

O Haladás estreia-se com o Benfica na quarta-feira, 1 de dezembro, às 20h00, enfrenta o Levante no dia seguinte, 2 de dezembro, às 17h30 e fecha a participação no grupo D com o Uragan, às 17h00 de sábado.

Uragan

ANTEVISÃO DO URAGAN: Maxym Pavlenko e Roman Koltok

Maxym Pavlenko é o treinador do Uragan e alertou para a qualidade evidenciada pelo Levante e pelo Benfica. O segredo para ganhar é "fazer uma boa prestação".

"Ganhámos grande parte dos últimos jogos que disputámos e estamos nesta Ronda de Elite. Vamos jogar frente a grandes equipas, como o Levante e o Benfica. Temos de treinar muito e bem, porque queremos fazer uma boa prestação", observou.

Os encarnados e as condições oferecidas pelo Clube foram, igualmente, reconhecidas pelo técnico ucraniano.

"O Benfica é um grande clube, um dos maiores da Europa e do mundo. É uma honra estar aqui, até porque já nos apercebemos que as infraestruturas têm muita qualidade. Estamos ansiosos e motivados por jogar com o público no pavilhão", assumiu Maxym Pavlenko.

Uragan

O guarda-redes Roman Koltok seguiu pelo mesmo diapasão do treinador e apontou o "bom desempenho" como receita para alcançar um bom resultado.

"O nosso objetivo é ter um bom desempenho, porque vamos jogar contra grandes equipas. Queremos estar bem e mostrar a nossa qualidade. Esperamos jogos competitivos e com boa energia por parte do público. O pavilhão tem boas condições", elogiou.

"O Benfica é muito forte individual e coletivamente. Conhecemos o Benfica, temos acompanhado o percurso que tem feito e é um grande desafio. Estamos ansiosos", enfatizou, ainda, o guardião, de 34 anos.

O Uragan arranca o grupo D com o Levante, às 17h00 de 1 de dezembro, mede forças com o Benfica na quinta-feira, às 20h30 e termina com o Haladás, sábado (4 de dezembro), às 17h00.

Levante

ANTEVISÃO DO LEVANTE: Diego Rios e Rubi Lemos

Diego Rios, treinador do Levante, admitiu algum favoritismo das águias, mas quer carimbar a passagem para a final four.

"Nós cumprimos o objetivo de estar nesta ronda. Sabemos que vai ser complicado, porque estão presentes grandes equipas, nomeadamente o Benfica, que joga em casa. Há, ainda, duas grandes equipas a quem temos de prestar atenção. Os jogos vão ser equilibrados e competitivos. Esperamos, no sábado, frente ao Benfica, conseguir a qualificação", desejou.

"Creio que o facto de jogar em casa é um plus, por ser uma competição bonita. Julgo que o Benfica parte em vantagem, mas antes do Benfica, sábado, para consumar a qualificação, temos de competir bem na quarta-feira com a conjunto ucraniano e na quinta-feira ante a equipa húngara", lembrou Diego Rios.

Levante

O experiente ala, de 34 anos, Rubi Lemos também considerou o Benfica como "uma equipa muito importante e um adversário muito difícil".

"Estamos com muitas expectativas. É uma competição europeia, com boas equipas e nós vamos entrar com muita vontade para fazermos o melhor possível. Na Europa, todos os rivais são difíceis, mas, evidentemente, por jogar em casa e pela sua trajetória, o Benfica é uma equipa muito importante e um adversário muito difícil", analisou.

O Levante dá o pontapé de saída na Ronda de Elite com o Uragan, às 17h00 de 1 de dezembro; no dia 2 de dezembro, às 17h30 há jogo com o Haladás e a 4 de dezembro, pelas 20h00, joga diante do Benfica.

Venda de bilhetes

Ver mais ›

Texto: Marco Rebelo
Fotos: Cátia Luís e Isabel Cutileiro / SL Benfica
Última atualização: 30 de novembro de 2021

Patrocinadores Futsal


Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar