Futebol

02 agosto 2022, 23h35

Gonçalo Ramos

RESUMO DO JOGO

O Benfica venceu nesta terça-feira, no Estádio da Luz, o Midtjylland por 4-1, em jogo da 3.ª pré-eliminatória de acesso à fase de grupos da Liga dos Campeões e deu o primeiro passo rumo ao play-off. Gonçalo Ramos marcou três golos e fez o primeiro hat-trick pela equipa A; Enzo estreou-se a faturar de águia ao peito.

Primeiro jogo oficial da temporada e de elevada exigência dada a importância que acarreta um apuramento para a fase de grupos da Liga dos Campeões.

Roger Schmidt escalou Odysseas, Gilberto, Morato, Otamendi e Grimaldo; Florentino, Enzo e João Mário; Neres, Rafa e Gonçalo Ramos para o desafio com o Midtjylland.

Tal como demonstrou nos jogos particulares, a equipa voltou a mostrar intensidade, velocidade e muita garra.

Os dinamarqueses começaram com uma pressão alta a tentar limitar a saída para o ataque dos encarnados e foi deles o primeiro remate do jogo. Aos 12', num rápido contra-ataque, Sisto chutou ao lado da baliza de Odysseas.

Foi de resto a única ameaça do Midtjylland na primeira parte, equipa que a partir daí tentou ao máximo impedir o primeiro golo do Benfica. Ao quarto de hora, Enzo levou perigo à baliza do guarda-redes Olafsson, e no minuto seguinte (16') o endiabrado Neres com uma bela jogada pela direita assistiu para o 1-0 marcado de cabeça por Gonçalo Ramos. Estava desbloqueado o marcador no Estádio da Luz para gáudio dos muitos Benfiquistas que encheram a Catedral.

Benfica-Midtjylland

O Benfica não parou com o golo obtido e aos 18' foi a vez de Neres colocar à prova os reflexos de Olafsson. A equipa orientada por Roger Schmidt insistiu, não deixou o Midtjylland jogar e foi sem surpresa que chegou novamente ao golo. Gonçalo Ramos, que momentos antes não conseguira dar o melhor seguimento a um cruzamento-remate de Gilberto, voltou a marcar. Novamente os protagonistas do primeiro golo, Neres outra vez pela direita assistiu o camisola 88 para o 2-0, resultado verificado aos 32'. Empolgados, os adeptos viram Rafa partir isolado para a baliza aos 36', o camisola 27 não foi egoísta e tentou servir Gonçalo Ramos, que desta feita não conseguiu chegar a tempo de fazer o 3-0.

Sempre com o golo na cabeça e sem parar, os encarnados queriam mais. Aos 39' Grimaldo, de bola corrida, obrigou Olafsson a uma grande defesa para canto. O golo de antologia não apareceu para o espanhol, apareceu para Enzo na sequência do pontapé de canto. Aos 40' João Mário, com conta, peso e medida, serviu o argentino fora da área, e Enzo rematou de primeira e certeiro para mais um golo na Catedral. Uma obra de arte do reforço, que se estreou a marcar pelo Clube e que fechou a contagem ao intervalo. Um Benfica forte com 8 remates na primeira parte, fruto dos 68% de posse de bola que teve nos primeiros 45 minutos.

Benfica

Filme do jogo

Ver mais ›

No reatamento, Roger Schmidt não mexeu na equipa e os onze jogadores em campo mantiveram a receita do primeiro tempo. O sinal foi dado de imediato, 47' e já Gonçalo Ramos estava novamente perto do golo, após cruzamento de Otamendi. Dois minutos depois foi a vez de João Mário rematar com perigo à baliza do Midtjylland.

Impotentes para parar o caudal ofensivo das águias, os dinamarqueses tentaram ao máximo impedir novo golo do Benfica e só Olafsson e a barra conseguiram adiar novos festejos. Primeiro o guardião dos visitantes a impedir novo golo de Gonçalo Ramos (57') e depois foi Neres que rematou com estrondo ao ferro (59').

Foi apenas o adiar porque o Benfica voltou mesmo a marcar. Gilberto fez um lançamento de linha lateral na direita, e Rafa, em insistência pelo flanco, assistiu Gonçalo Ramos, que, após um bom movimento dentro da área, fez o 4-0 aos 61'. O avançado do Benfica completou o primeiro hat-trick pela equipa principal.

Benfica

Foram três golos, podiam ter sido mais. O camisola 88 teve ainda nos pés por duas vezes (64' e 75') a oportunidade de voltar a marcar. Pelo meio, mais um grande remate de Grimaldo (67') num livre direto e mais uma grande defesa de Olafsson.

Sem realizar nenhum remate à baliza de Odysseas, o Midtjylland acabou por conseguir uma oportunidade clara para reduzir a desvantagem. Aos 76' o árbitro Alejandro Hernández entendeu que Morato derrubou Paulinho já depois de este rematar por cima da baliza e apontou para o castigo máximo. Sisto não desperdiçou e reduziu para 4-1.

Roger Schmidt mexeu na equipa, colocando primeiro Henrique Araújo e Yaremchuk e minutos depois Chiquinho para os lugares de Rafa, Gonçalo Ramos e Neres. Henrique Araújo e Yaremchuk estiveram em foco na parte final da partida. Aos 88' o ucraniano serviu magistralmente o português, que rematou com perigo ao lado. Já nos descontos, as posições inverteram-se e foi o ucraniano a estar perto do golo. Valeu ao Midtjylland a ação de Paulinho, que impediu Chiquinho de chegar primeiro à bola.

Resultado final: 4-1. O Benfica dá um passo importante rumo ao play-off da Liga dos Campeões e concentra agora as atenções no próximo jogo. É já na sexta-feira, às 20h15, que os encarnados recebem o Arouca dando o pontapé de saída na Liga Bwin 2022/23.

Texto: Redação
Fotos: Isabel Cutileiro e Tânia Paulo / SL Benfica
Última atualização: 2 de agosto de 2022

Patrocinadores principais do Futebol


Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar