15 de maio de 2018, 14h00

Pipa é o nono reforço para o futebol feminino

Futebol

A internacional portuguesa chega proveniente do Estoril-Praia e pode jogar como defesa ou como média. Representar o Benfica "é o realizar de um sonho".

Vanessa Filipa Santos Rodrigues, ou simplesmente Pipa, é a 9.ª contratação para a equipa de futebol feminino do Benfica, projeto que arranca cheio de ambição para a temporada 2018/19.

Para a atleta, este passo na carreira é o cumprir de um sonho, pois chega ao clube do coração. O convite deixou-a muito feliz.

Não sabia o que havia de fazer. Lembro-me que tinha ido para um jogo do Estoril-Praia e recebo um telefonema a dizer que o Benfica ia fazer uma equipa feminina e que queriam muito que fizesse parte do projeto. Olhei ao meu redor e pensei que estavam a gozar comigo, que não poderia ser verdade. Conversámos e nem disse a ninguém porque não conseguia, nem aos meus pais. O convite do Benfica era o meu sonho, queria tanto que nem estava a acreditar que se iria realizar”, revelou Pipa em conversa com a BTV.

Falava com os meus pais e dizia que um dia ia jogar no Benfica. Era o que eu queria, mas pensava que não se ia concretizar. Via outros clubes grandes a entrar [no futebol feminino] e o meu Benfica não entrava. Quando entrei pensei logo que queria muito”, admitiu.

A entrevista com o reforço do futebol feminino do Benfica foi à flor da relva, algo que a futebolista considerou ser uma “sensação incrível”.

“É a melhor sensação do mundo. Acompanho quase todos os jogos do Benfica na Luz, sempre no piso 3. Nunca estive tão perto da relva, é uma sensação incrível

Filipa Rodrigues

“O convite do Benfica era o meu sonho”

 Aos 24 anos, a defesa/média chega à Luz proveniente do Estoril-Praia, clube que representou nas últimas duas temporadas. Antes, representou Atlético Ouriense e Fundação Laura Santos. Ao serviço dos canarinhos contabilizou 42 jogos e apontou nove golos.

“Não tive muita sorte no início, porque os meus pais eram contra o facto de eu jogar futebol. Porém, tive a sorte de um senhor me ter visto na rua a jogar e me convidar para ir fazer testes ao Fundação, no distrito da Guarda. Assim foi e fiquei lá cinco anos. Depois tive o convite do Ouriense, uma equipa que tinha subido à 1.ª Divisão e tinha grandes ambições. Foi Campeã, venceu a Taça de Portugal. No meu primeiro ano fomos a Liga dos Campeões, passámos a fase de grupos e ainda hoje somos a única equipa a fazê-lo. Passados três anos no Ouriense, tive o convite do Estoril-Praia e estive lá dois anos”, recordou.

Filipa Rodrigues

“Vou dar tudo pela camisola”

Na hora de se dar a conhecer aos Benfiquistas, Pipa partilhou os seus pontos fortes e deixou uma promessa: “Os meus pontos fortes são o passe longo, tenho um bom passe longo; sou aguerrida; sou esforçada. Posso prometer que vou dar tudo pela camisola que vou representar.”

Pipa é, ainda, internacional por Portugal, Seleção que já representou em 13 ocasiões. Marcou três golos.

Ao nível de títulos, conquistou o Campeonato Nacional e a Taça de Portugal pelo Atlético Ouriense em 2013/14.

O futebol feminino está a crescer em Portugal e a presença do Benfica é mais uma ajuda para alavancar a modalidade no país Campeão Europeu no futebol masculino.

O futebol feminino está a crescer em Portugal. Há dois anos entraram equipas grandes e agora entra o maior Clube do mundo, que vai trazer muita coisa boa ao futebol feminino, principalmente adeptos porque temos os melhores adeptos do mundo e tenho a certeza de que, com esse apoio, vamos conquistar mais jogadoras, mais público e haverá mais equipas a querer entrar no futebol feminino”, elogiou.

Filipa Rodrigues

“Quando o Benfica entra é para ganhar”

Quando o Benfica entra é para ganhar. Acho que os nossos objetivos são subir de Divisão, ir o mais longe possível na Taça, conquistar a Taça de Portugal. Fazer uma boa temporada e ficar muito tempo no Benfica”, assegurou.

A internacional portuguesa Pipa é assim a nona atleta contratada e oficializada pelo Sport Lisboa e Benfica, isto depois dos ingressos das brasileiras Dani NeuhausDaiane RodriguesAna Alice e Darlene de Souza Reguera, das portuguesas Carlota CristoJassie Vasconcelos e Tita, e da cabo-verdiana Evy Pereira. O técnico, João Marques, também já foi formalmente apresentado no Estádio da Luz.

CONTRATAÇÕES ASSEGURADAS

Nome Posição Idade
Dani Neuhaus guarda-redes 24 anos
Daiane Rodrigues lateral-direita 31 anos
Carlota Cristo avançada 20 anos
Jassie Vasconcelos avançada 23 anos
Evy Pereira avançada 23 anos
Ana Alice defesa-central 29 anos
Darlene de Souza avançada 28 anos
Tita média 28 anos
Pipa defesa/média 24 anos

Texto: Marco Rebelo

Fotos: Tânia Paulo / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar