7 de março de 2019, 20h15

Dar a volta no inferno da Luz

Futebol

O Benfica recebe o Dínamo Zagreb na quinta-feira (14 de março) com a missão de emendar a derrota (1-0) averbada na Croácia e seguir para os quartos de final da Liga Europa.

O Benfica perdeu por 1-0 na visita ao Dínamo Zagreb no primeiro jogo dos oitavos de final da Liga Europa. Falta a segunda parte da eliminatória, marcada para as 20h00 da próxima quinta-feira (14 de março) no inferno do Estádio da Luz, onde efetivamente se decidirá quem avança para a ronda seguinte.

Com algumas alterações no onze, o Benfica apresentou Corchia no lado direito da defesa e Florentino, Gabriel, Gedson e Krovinovic no meio-campo. Frente a um Dínamo que apostou todas as fichas no ponto em que é mais forte, ou seja, as saídas em ataque rápido e contra-ataque, as águias desenharam a primeira oportunidade clara de golo no Estádio Maksimir: uma combinação perfeita com João Félix deixou Grimaldo na cara do guarda-redes da equipa croata, mas o remate do lateral espanhol seria parado por Livakovic (7').

Dinamo Zagreb-Benfica

Olmo destacava-se na dinamização das transições velozes do Dínamo, que aos 11' teve Orsic a acelerar na esquerda, a puxar a bola para dentro e a disparar ao lado. O conjunto benfiquista não era eficaz na ligação dos lances ofensivos, nesta fase, e o anfitrião aproveitou para arriscar um pontapé de meia distância por intermédio de Olmo, aos 19', sobressaindo então a categoria de Odysseas, que sacudiu para canto.

Seferovic, aos 31', ficou caído no relvado, em dificuldades físicas. Foi assistido, mas não estava em condições de prosseguir na partida, sendo substituído por Cervi. Com esta modificação, Krovinovic passou a atuar mais sobre o corredor central, próximo de João Félix, a unidade mais adiantada nos encarnados.

Dinamo Zagreb-Benfica

O jogo estava indefinido quando, aos 36', o árbitro inglês Michael Oliver considerou que Rúben Dias cometeu falta sobre Olmo já no interior da grande área do Benfica. De penálti, o Dínamo Zagreb adiantou-se no marcador aos 38': Petkovic foi o marcador do único golo da primeira parte (1-0). Gojak, aos 45'+1', ainda rompeu pelo eixo, mas Odysseas estava lá a mostrar serviço.

Aumentando a velocidade na circulação de bola, o Benfica rondou a grande área do Dínamo Zagreb no primeiro quarto de hora do segundo tempo, mas não conseguiu ser incisivo nos últimos metros, diante de um adversário que se fechou bem e procurava converter as recuperações em venenosos contragolpes, exigindo concentração e um estado de alerta máximo por parte dos defensores encarnados.

Dinamo Zagreb-Benfica

Florentino saiu aos 58' (entrou Rafa) e Gedson cedeu a posição aos 71' (substituído por Zivkovic). O Benfica variava a matéria-prima nas zonas ofensivas, mas rareavam as bolas de golo. Aos 84', num livre direto, Grimaldo tentou o empate, mas o esférico saiu à figura do guardião Livakovic.

O resultado não se alterou, mas a passagem aos quartos de final está em aberto. Tudo se decide na noite da próxima quinta-feira (14 de março) no Estádio da Luz.

Texto: João Sanches

Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar