15 de abril de 2019, 15h20

50 em 14: ninguém dispara como o Benfica

Futebol

Nos últimos 14 jogos nas sete principais ligas da Europa, apenas os encarnados chegam à meia centena de golos.

Com Bruno Lage ao leme, o Benfica tem-se mostrado um autêntico bombardeiro. Com a mira afinada, há 14 jornadas seguidas que dispara tiros para todos os gostos. No total já são 50 golos, número que é recorde no período entre as sete principais ligas da Europa.

A média de golos do Benfica nas últimas 14 rondas da Liga NOS – desde que Bruno Lage treina as águias – impressiona. Está fixada nos 3,6 tentos por partida e supera todos os emblemas dos sete maiores campeonatos sob a chancela da UEFA. Os germânicos do Bayern Munique são quem mais se aproxima, com 46 golos (média de 3,3). Mais longe estão PSG com 40 tentos (2,9)Manchester City com 35 (2,5). Barcelona com 31 remates certeiros, Juventus com 29 e Krasnodar com 24 fecham a lista.

Benfica-V. Setúbal

Últimas 14 jornadas no top 7 europeu

Equipa Golos marcados Média
BENFICA 50 3,6
Bayern 46 3,3
Paris Saint-Germain 40 2,9
Manchester City 35 2,5
Barcelona 31 2,2
Juventus 29 2,1
Krasnodar 24 1,7

O caminho começou a ser construído a 6 de janeiro, no Estádio da Luz, frente ao Rio Ave (4-2). Para além da cadência de golos, é de destacar a fluência com que tendem a aparecer. Em 14 partidas no Campeonato, o Benfica marcou quatro ou mais golos em oito ocasiões, o que é o mesmo que dizer em 57% dos encontros. Destes oito, cinco foram em casa (Rio Ave, 4-2; Boavista, 5-1; Nacional, 10-0; GD Chaves, 4-0 e V. Setúbal, 4-2) e três fora de portas (Sporting, 2-4; Moreirense, 0-4 e Feirense, 1-4).

A veia goleadora verifica-se, ainda, no facto de as águias faturarem há 14 jornadas consecutivas, registo que mais nenhum emblema acompanha na Liga NOS. O Benfica marcou em 27 das 29 rondas já disputadas e é a equipa com mais pontos na 2.ª volta da prova nacional (34).

Lá por fora, no top 7 europeu, apenas o Manchester City (equipa na luta pelo título da Premier League e pelas meias-finais da Champions), o Bayern (formação que lidera a Bundesliga) e o Paris Saint-Germain (emblema que pulveriza todos os recordes em França) superam os encarnados. O conjunto gaulês marcou em todos os jogos da Ligue 1 (32 jornadas); os bávaros, mesmo com uma época periclitante, faturam há 22 rondas; e os comandados por Pep Guardiola, em Inglaterra, não ficaram em branco nos últimos 17 desafios.

Benfica-Setúbal

Tão goleador como há 35 anos

Desde a temporada de 1983/84, à época com Sven-Göran Eriksson à frente dos destinos do Benfica, que o Clube da Luz não atingia ou ultrapassava os 80 golos em 29 jornadas do Campeonato. Há 35 anos, o plantel liderado pelo sueco demorou 27 rondas a chegar às oito dezenas de tiros certeiros. Nessa 27.ª jornada o Benfica recebeu o SC Espinho e goleou, por 6-0, chegando aos 82 tentos. Diamantino, com um hat-trick, Manniche, Álvaro Magalhães e Nené fizeram os golos.

Volvidos 35 anos, o Benfica chega aos 81 golos à jornada 29. Para se perceber o quão difícil é atingir ou ultrapassar a marca, note-se que nas últimas 35 temporadas só em cinco os encarnados conseguiram fazê-lo: 1990/91, 2014/15, 2015/16, 2017/18 e 2018/19, esta ainda a decorrer.

Se voltarmos a olhar para o top 7 do Velho Continente, o Benfica continua em destaque. Os 81 golos em 29 jornadas dão uma média de 2,8 tentos por desafio. Apenas o Paris Saint-Germain, com 2,9 (90 em 31), o supera. Bayern com 2,7 (78 em 29), Manchester City com 2,6 (86 em 33), Barcelona com 2,5 (81 em 32), Juventus com 2 (65 em 32) e Krasnodar com 1,8 (41 em 23) partem atrás.

Benfica-V. Setúbal

15 minutos à Benfica

No antigo Estádio da Luz havia uma frase que praticamente se tornou um ditado popular: “15 minutos à Benfica.” A frase aludia à forte entrada em jogo da equipa nos jogos no seu recinto, resolvendo, não raras vezes, a contenda logo no seu início.

Pois bem! Parece que a frase continua a fazer sentido na nova Catedral. Na presente temporada, o Benfica é a equipa com mais golos apontados nos 15 minutos iniciais das partidas: nove. Moreirense, com oito, V. Guimarães, Portimonense e Sporting, todos com sete, seguem no encalce.

Destes nove jogos com golos a abrir, mais de metade – cinco – foram já sob o comando de Bruno Lage, frente a Boavista (casa), Sporting (fora), Nacional (casa), Aves (fora) e V. Setúbal (casa).

Texto: Marco Rebelo

Fotos: Arquivo / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar