17 de maio de 2019, 17h51

"Vai ser um jogo esperado e bonito de se ver"

Futebol feminino

O treinador João Marques e a avançada Darlene, do Benfica, lançaram a final da Taça de Portugal de futebol feminino, que se joga às 15h00 de sábado, no Estádio do Jamor.

O Estádio do Jamor recebe, às 15h00 de sábado, a final da Taça de Portugal de futebol feminino, que junta SL Benfica e Valadares Gaia na luta pelo troféu. O treinador João Marques e a jogadora Darlene anteviram o desafio na manhã de sexta-feira.

Vai ser o jogo mais importante para nós. Preparámo-nos durante esta semana, estando muito ansiosas e focadas também, pois sabemos que amanhã [sábado] não vai ser um jogo fácil. Esperamos sair com um resultado positivo daqui [Estádio do Jamor]”, começou por responder Darlene numa flash interview realizada junto ao relvado da grande final.

A equipa de futebol feminino treinou, na manhã de sexta-feira, no Estádio do Jamor, e Darlene contou o que as jogadoras sentiram quando pisaram o relvado: “A primeira coisa que fizemos quando entrámos aqui no Estádio foi olhar para o sítio onde a Taça vai ficar. É uma emoção muito grande e, se Deus quiser, amanhã [sábado] estaremos a subir as escadas para receber a Taça.”

A jogadora do Benfica afirmou que o grupo está focado e só pensa na final.

Estamos felizes, focadas e somente a pensar neste jogo. Queremos entrar em campo e pôr em prática o trabalho que temos vindo a fazer desde o começo da época”, referiu a futebolista.

Futebol feminino

Darlene garantiu que o adversário foi bem estudado e que vai ser um bom espetáculo de futebol no Jamor.

“Estudámos bastante a equipa adversária, como acredito que elas tenham estudado a nossa. Não vai ser um jogo fácil. Já jogámos contra o Valadares, mas cada jogo é um jogo, é sempre diferente. Se o Valadares está na final é porque tem qualidade, e isso deixa-nos mais confiantes ainda porque sabemos que vai ser um jogo esperado e bonito de se ver”, enfatizou.

Questionada se já pensou que sábado pode ser um dia de festa a dobrar, caso a equipa principal se sagre campeã...

“Já pensámos muito nisso, claro. Independentemente de qualquer coisa, confiamos em nós, sabemos do nosso potencial e temos de acreditar que vamos sair daqui com a Taça, mas tudo pode acontecer. Se não acontecer a nosso favor, estamos tranquilas, mas queremos que aconteça e vamos estar lá no Estádio da Luz, no intervalo, para apoiar a equipa masculina”, contou.

A avançada do Benfica falou das metas que ainda faltam atingir, referindo que, apesar dos bons números individuais, o que interessa são as vitórias coletivas.

“Pretendo ganhar a Taça, depois ser campeã da II Divisão e subir para a Primeira, que é esse o objetivo principal, e quanto mais golos eu puder fazer, melhor para mim, mas sobretudo quero ajudar a minha equipa porque o que interessa são as vitórias”, reforçou.

Darlene agradeceu ainda o gesto dos jogadores da equipa principal do Benfica e deixou também uma mensagem de apoio: “Gostámos muito e agradeço, porque nos deu ainda mais motivação, e passo a mensagem também para eles, desejo boa sorte para o jogo de amanhã [sábado]. Tenho a certeza de que eles vão conseguir, tal como nós.”

Futebol feminino

O treinador da equipa de futebol feminino, João Marques, afirmou que o grupo está confiante, mas que ainda nada está ganho.

“Aquilo que eu passo para as minhas jogadoras é que têm de ter humildade e respeito pelo adversário. Nada está ganho, ao contrário do que oiço. Vencer uma Taça em Portugal não é fácil, temos de ter respeito pelo adversário, pois se ele está numa final é porque tem muita qualidade. E o que eu digo às minhas jogadoras é que elas têm de ser aquilo que foram desde o início, trabalhadoras, dedicadas, com muita entrega e uma família muito unida”, disse o treinador das águias.

Quanto a estratégias, o técnico afirmou conhecer bem o adversário e lançou um Benfica preparado e fiel à sua identidade.

“O Valadares é uma equipa que tem qualidade, que pratica um bom futebol, joga muito em transições, mas nós estamos preparados, pois conhecemos bem o adversário”, vincou.

“Quanto ao Benfica, vai ser aquilo que foi desde o início. Uma equipa com muita posse e ofensiva. Nunca mudamos a nossa forma de ser independentemente do jogo. Acredito muito nesta equipa porque ela tem provado que merece estar nesta final”, acrescentou.

João Marques confessou que a conquista será o realizar de um sonho.

“Se ganharmos, isto será um prémio por tudo o que elas têm feito desde o início. Vai ser importante para o Clube, visto ser o primeiro ano e a primeira conquista desta equipa que atua na II Divisão. Desde o início que este era o nosso objetivo e muitas pessoas não acreditavam que estaríamos na final, mas estamos, e para mim é o realizar de um sonho”, contou.

“Se conseguirmos ganhar a Taça de Portugal e se a equipa principal ganhar o jogo, em casa, será um dia fantástico, e para estas jogadoras que vão poder presenciar algo além deste jogo, porque ainda vamos ao Estádio da Luz ver a equipa principal. Será um momento de sonho e algo que não acontece muitas vezes”, enfatizou o treinador.

Futebol feminino

PERCURSO DOS FINALISTAS

Eliminatórias  BENFICA VALADARES
1.ª  Palmelense (f) 0-20 -
2.ª Torreense (c) 16-0 -
3.ª Marítimo (f) 1-5 Os Sandinenses (c) 6-0
Oitavos Ribeirão (c) 21-0 A-dos-Francos (c) 4-1
Quartos Atl. Ouriense (c) 16-0 Fut. Benfica (f) 3-4
Meias-finais (1.ª mão) Braga (c) 1-2 C. Albergaria (c) 1-0
Meias-finais (2.ª mão) Braga (f) 2-4 C. Albergaria (f) 1-0; 3-4 gp

 

Texto: Márcia Dores

Fotos: Cátia Luís / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar