19 de agosto de 2019, 17h38

Defesa do título ao ataque

Futebol

Entre as equipas das principais ligas europeias que foram campeãs na época passada, o Benfica é a que está a ter melhor desempenho no arranque de 2019/20.

O Benfica está a ter um arranque vigoroso na Liga NOS 2019/20, tendo o "Bi" como objetivo. O Site Oficial comparou o desempenho das águias com o arranque dos outros campeões em título nas principais ligas da Europa. A equipa de Bruno Lage está no topo… e não apenas na classificação.

Nesta viagem pela Europa do futebol, Itália “não foi visitada” pelo facto de a Serie A ainda não ter dado o tiro de partida. De resto, foram analisados os resultados dos campeões em Inglaterra, Espanha, França, Alemanha, Rússia e, claro, Portugal, os maiores campeonatos do Velho Continente, como espelha o ranking da UEFA.

Os dois triunfos em outros tantos jogos já por si seriam matéria merecedora de destaque, mas o Benfica liderado por Bruno Lage foi mais além e polvilhou o arranque com números que impressionam, e que não encontram paralelo na Europa ou mesmo no registo histórico do Clube neste século.

A liderança no Campeonato Nacional com seis pontos, sete golos marcados e zero golos sofridos é cenário único neste século, e é preciso recuar até à década de 1970 para encontrar melhor. Em 1974/75, sob o comando de Pavic, as águias venceram nas duas primeiras jornadas, lideravam a classificação e tinham um saldo positivo de oito golos (8-0).

Benfica-Paços de Ferreira

Ainda assim, os comandados por Bruno Lage contam com mais alguns registos que merecem ser assinalados. O Benfica tem o melhor marcador da Liga NOS: Pizzi, com três tentos, ex-aequo com Zé Luís; dois dos melhores assistentes da prova: Pizzi e Nuno Tavares, com dois passes para golo, tantos como Fábio Martins, do Famalicão; tem o jogador (Pizzi) com maior participação direta em golos: cinco (três remates certeiros e duas assistências).

Mais: os sete golos apontados tiveram a assinatura de cinco jogadores, o que atesta bem da importância do coletivo no futebol desenvolvido nas duas rondas.

Em termos coletivos, o Benfica destaca-se neste início de temporada noutros parâmetros. Segundo o Wyscout, é o emblema da Liga NOS – juntamente com o Portimonense – com menos cartões amarelos: um; é a equipa com mais passes por jogo (481), sendo que tem um acerto na ordem dos 86%; e é o conjunto com mais passes decisivos: 17. Ou seja, os encarnados são a formação que efetua mais passes que permitem criar oportunidades claras de golo no jogo.

Se aos jogos do Campeonato Nacional juntarmos a Supertaça, o Benfica conta com três desafios seguidos a vencer e sem sofrer golos (12-0). Esta é a 9.ª vez que tal acontece na história do Clube.

Belenenses SAD-Benfica

Sem paralelo nas ligas de topo

No Velho Continente, nos campeonatos que já arrancaram – Itália tem pontapé de saída agendado para dia 23 de agosto –, há equipas com o mesmo número de jogos, com mais e com menos. Ainda assim, o desempenho permite fazer uma análise comparativa entre o Benfica e os restantes emblemas campeões em 2018/19.

Na Premier League, o Manchester City, conduzido por Pep Guardiola, soma uma vitória e um empate em duas jornadas. Está no 3.º lugar, com quatro pontos, contabiliza sete golos marcados, mas já cedeu dois, frente ao Tottenham. Os citizens contam com Sterling como um dos goleadores da competição (quatro golos) e Kevin de Bruyne como o assistente de serviço (três passes para golo).

Apesar de totalizar o mesmo número de golos do Benfica, o Manchester City tem os marcadores mais concentrados. Apenas três já fizeram o gosto ao pé.

Em Espanha, o Barcelona não começou da melhor forma a La Liga. Na única ronda disputada, os catalães perderam na deslocação ao recinto do Atlético Bilbau, por 1-0. Encontram-se atualmente na 16.ª posição da tabela.

O Paris Saint-Germain também conta com duas jornadas realizadas. Na Ligue 1 está em 8.º depois de perder na deslocação ao Rennes (2-1), isto após ter aberto a prova de pé direito, ao vencer o Nimes por 3-0.

Tal como o Barcelona, também o Bayern tem um jogo disputado na Bundesliga. Na Allianz Arena, diante do Hertha de Berlim, empate a duas bolas e um ponto conquistado. Lewandowski bisou, mas não livrou os bávaros – para já – do 8.º posto da classificação.

De todas as principais ligas, a russa é a que vais mais adiantada, com seis jornadas. O Zenit é, aliás, para além do Benfica, o único campeão de 2018/19 que lidera o campeonato, com 14 pontos. A formação de São Petersburgo, treinada por Serguei Semak, tem quatro triunfos e dois empates e a mesma diferença de golos das águias: sete (9-2).

Benfica-Paços de Ferreira

O Benfica iniciou a defesa do título ao ataque! Uma perspetiva que ganha um sentido ainda mais profundo se recordarmos as palavras de Bruno Lage após o triunfo no terreno do Belenenses SAD: "Os homens mais importantes para estarmos a zero são o Seferovic e o Raul de Tomas. Vejam o que eles correm para não sofrermos golos."

No próximo sábado, no Estádio da Luz, o Benfica enfrenta o FC Porto na 3.ª jornada da Liga NOS. Os bilhetes estão à venda e disponíveis no mercado secundário.

Texto: Marco Rebelo

Fotos: Arquivo / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar