8 de setembro de 2019, 00h42

"Cabo Verde e o Benfica partilham dimensão de presença em muitos pontos do mundo"

Clube

Discurso do Presidente Luís Filipe Vieira no jantar da inauguração da Casa do Benfica na cidade da Praia.

Foi numa sala a rebentar pelas costuras que o Presidente do Sport Lisboa e Benfica, Luís Filipe Vieira, foi recebido para o jantar de comemoração da inauguração da Casa do Clube na cidade da Praia.

Gritos de "SLB, SLB, Glorioso SLB..." e estridentes palmas criaram um ambiente cheio de emoção e que elimina fronteiras. À Benfica!

"É bom sentirmo-nos como se estivéssemos em casa. E em Cabo Verde, estamos mesmo em casa. Não há palavras para descrever a forma calorosa como nos têm recebido. Desde a nossa chegada ao aeroporto, o carinho e apoio recebido por todos vós, pelos principais responsáveis do país, é algo que demonstra a forte identidade que nos liga e que nos une. Toda a afirmação, crescimento e história do Benfica tem África no coração. Basta lembrar que o nosso maior símbolo é Eusébio. Sim, isso mesmo, o Benfica tem África no coração!", exclamou Luís Filipe Vieira. 

"E vejam bem como é fácil dizer isso. É que, estando em Cabo Verde, não posso deixar de começar por invocar a memória de Fortunato Levy, o nosso primeiro capitão da equipa de futebol e distinto atleta do clube no desporto-rei e no ciclismo, nascido e falecido nesta bela cidade da Praia", acrescentou.

"Cabo Verde é terra de afetos, de coisas simples, de identidade forte, de gente boa e de uma imensa diáspora. Partilha com o Sport Lisboa e Benfica essa dimensão de estar presente em muitos pontos do mundo, com a sua forma diferente de sentir, de ser e de viver. Somos andarilhos da Lusofonia e do mundo, sem nunca deixarmos de ser nós próprios. E por tudo isso, esta era uma visita que tinha de acontecer", assinalou o Presidente.

"Regressamos à cidade da Praia, depois de cá termos estado no final da época 2004/05 e em 2009. E desde essa altura temos uma boa história para contar. Não pequena, mas grande, bem grande, por sinal, para contar. De como crescemos, de como evoluímos e de como hoje todos os Benfiquistas têm orgulho na obra feita no seu Clube", enquadrou Luís Filipe Vieira.

"Mas quero começar, antes de mais, por elogiar o extraordinário trabalho que se está a desenvolver nesta Casa do Benfica, que hoje assinalamos com a sua inauguração. Também aqui a fazer história novamente, ao ser a primeira Casa do Benfica 2.0 criada com todas as novas valências e serviços e que tem realizado múltiplas atividades e iniciativas de âmbito social, cultural e desportivo desde a sua abertura há cerca de um ano", destacou.

"Recordo e agradeço o papel importante que teve o então presidente da Câmara da cidade da Praia, Ulisses Correia, quando numa reunião em 2014 no Estádio da Luz deu início a todo este ambicioso projeto. Apoio que teve enorme continuidade com o decisivo contributo do atual presidente da Câmara, Óscar Santos. Num percurso em que importa também elogiar de forma muito veemente todo o empenho e determinação do presidente, Lumumba Barbosa, do vice-presidente Rui Levy e de toda a restante Direção da Casa do Benfica, e de todos os Benfiquistas que tornam possível dar corpo a este projeto no dia a dia", elogiou o Presidente.

"Só com o vosso contributo, com a participação de muitos parceiros, como por exemplo a Sagres ou a Cabo Verde Telecom, foi possível concretizar e ter a funcionar esta Casa do Benfica aqui na Praça Eusébio da Silva Ferreira. Mas temos novos projetos e nova ambição para alargar as instalações e as atividades desta Casa, de forma a proporcionar mais oportunidades a todos os jovens deste bairro, da cidade da Praia, e, afinal, de Cabo Verde", vincou o líder do Glorioso.

"Gostaria agora de vos falar da história que vos disse que podemos contar sobre o que fizemos e crescemos desde 2005. Com a vossa força e o nosso trabalho conjunto, o Sport Lisboa e Benfica vive um dos momentos mais felizes da sua história. Recuperámos a hegemonia do futebol português, a recente reconquista da Liga significou o quinto título de campeão nos último seis anos. A nossa ambição, as nossas vitórias e a afirmação do nosso projeto desportivo são marcas presentes em todas as modalidades e com cada vez mais equipas femininas", detalhou Luís Filipe Vieira.

"Este foi o ano em que a nível patrimonial recuperámos para o Clube a posse de 100% da titularidade do nosso Estádio e da BTV, tal como tinha prometido a todos os Benfiquistas. Prometemos, cumprimos. A nível financeiro praticamente tornámos residuais as nossas dívidas bancárias e temos progressivamente diminuído o nosso passivo", lembrou o Presidente.

"Em Portugal e fora do território português, são consensuais os elogios ao trabalho que temos vindo a desenvolver, devidamente reconhecido pela presença do Benfica em todos os principais rankings internacionais nas mais variadas áreas. Mas estes resultados desportivos, financeiros e patrimoniais só foram possíveis porque houve uma estratégia e um rumo há muito refletidos e discutidos dentro do Clube", vincou.

"Quando tive a visão de que apostar na formação no Seixal devia ser a prioridade principal, lembro-me de muitos que criticavam e diziam ser impossível conciliar isso com a conquista de vitórias. Pois bem, hoje não só a base da nossa equipa e das seleções de Portugal têm cada vez mais jogadores formados no Seixal como o nosso melhor cartão de visita é sem dúvida a excelência da nossa formação e o ADN dos jogadores à Benfica", salientou o Presidente.

"A qualidade dos nossos jogadores, os recordes de vendas como a recente do João Félix – que de todo era impossível de evitar, tamanha era a procura e a oferta de diversos clubes em cobrir a cláusula de rescisão – são sinais claros do prestígio e da confiança que atualmente existe sobre a nossa famosa formação. E é com satisfação que verifico que hoje a aposta de quem comprou o João Félix já é elogiada por todos, face ao valor que tem demonstrado", sublinhou Luís Filipe Vieira.

"Em recentes estudos efetuados o Benfica é apresentado como o clube com melhores resultados de rentabilidade tendo em conta os custos e as receitas com os seus recursos. E quando olho para trás e me recordo de quando aqui estive há cerca de 14 anos e vejo o que hoje é o Benfica, só me dá ainda mais energia para continuar", confessou.

"Para este ano, os objetivos são claros: revalidar o título e lutar pela conquista de todas as provas onde o nosso Clube entre. Os níveis de ambição e exigência são cada vez maiores. Mas sei que todos temos consciência disso. Temos um plantel forte, uma equipa técnica de enorme qualidade e conhecimento do Clube e criámos uma estratégia que na realidade era a única que nos poderia permitir dar um salto qualitativo, tendo em conta a diferença de orçamentos para os principais clubes das cinco ligas mais ricas do mundo", objetivou o Presidente.

"Temos resultados e infraestruturas criadas e por criar que falam por nós. E daqui, saímos todos com a motivação redobrada. Ver o trabalho que aqui é feito, o carinho com que somos recebidos, a proximidade cada vez maior do Clube com as suas Casas. Ver a vossa alegria, a vossa arte de receber bem, o vosso sentido de vida e a vossa vontade de partilhar. Não sei se é pelo passado comum, se é pelo presente ou se é por nos entendermos com facilidade, mas é mesmo muito bom estar aqui, Pelo Benfica! Viva a cidade da Praia! Viva Cabo Verde! Viva o Benfica! Viva Portugal!", rematou Luís Filipe Vieira.

Texto: Marco Rebelo

Fotos: João Paulo Trindade / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar