26 de fevereiro de 2020, 18h48

Luís Castro: "O Benfica é uma equipa competente com um treinador competente"

Futebol

O Shakhtar visita as águias no Estádio da Luz (quinta-feira, às 20h00) na 2.ª mão dos 16 avos de final da Liga Europa.

Na quinta-feira há noite europeia no Estádio da Luz com o Benfica a receber o Shakhtar na 2.ª mão dos 16 avos de final da Liga Europa. Luís Castro, treinador do conjunto ucraniano, reconhece a competência de "uma equipa de grande poder" como a das águias. 

"O nosso objetivo é sempre ganhar, não sei como se diz a uma equipa que vamos a jogo para empatar. Vai ser um jogo como foi o da 1.ª mão, em que as duas equipas se equivalem. As hipóteses são muito divididas pelas duas equipas. São dois grandes emblemas, que vêm da Champions...", lembrou o técnico do conjunto ucraniano em conferência de Imprensa no Estádio da Luz.

"O Benfica é uma equipa competente, com um treinador também ele competente, uma grande instituição que nos vai criar muitos problemas em campo", alertou Luís Castro. 

O duelo que decide a passagem aos oitavos de final da Liga Europa está marcado para as 20h00, na Catedral, onde o técnico de 58 anos espera "um ambiente fantástico".

"É uma emoção voltar ao Estádio da Luz, onde sei que se vivem sempre ambientes fantásticos. Gostamos desses ambientes e é isso que espero amanhã [quinta-feira]: ver um Estádio cheio, que se anime com o jogo que está a ver, que estas duas equipas deem um espetáculo fantástico a quem nos vier ver", desejou.

Questionado sobre a hipótese de Bruno Lage gerir o esforço do plantel, tendo em conta o desafio da 23.ª jornada da Liga NOS, Luís Castro foi perentório, enalteceu a qualidade do conjunto encarnado e até esboçou as diferenças apresentadas pelo Benfica no jogo de Kharkhiv e na última ronda do Campeonato Nacional.

"Em Kharkhiv o Bruno jogou com o Florentino, com o Taarabt, com o Chiquinho na direita e o Pizzi na posição 10. Em Barcelos jogou o Weigl, o Samaris e apresentou o Taarabt atrás do ponta de lança. Sentiu-se um Benfica mais condensado, com mais volume e mais controlador naquela zona do meio-campo. As equipas de grande poder têm grandes jogadores para colocar em campo, e o Benfica tem esses atletas. Temos de ter o máximo cuidado", informou.

"Os nossos jogadores estão totalmente identificados com aquilo que foram as dinâmicas coletivas do Benfica no último jogo, com a aparição de Samaris na equipa, e também estão totalmente identificados com aquilo que foi o Benfica até à entrada do Samaris no onze inicial, antes da partida com o Gil Vicente. Não podemos dar ao Benfica os espaços que eles querem alcançar. Creio que irá ser um grande jogo entre duas grandes equipas", acrescentou. 

"Sabemos que o Benfica tem uma grande equipa"

Ismaily, lateral-esquerdo do Shakhtar, é conhecedor do futebol luso e mostrou-se feliz por estar de volta a Portugal, mas reconheceu que espera encontrar dificuldades no jogo desta quinta-feira.

"Sabemos que o Benfica tem uma grande equipa e que nos vai causar muitos problemas", vincou.

Para além dos elogios ao Benfica, o defesa recordou os jogos que disputou no Estádio da Luz e relembrou que a atmosfera vivida é sempre fantástica. 

"Já joguei neste Estádio pelo Olhanense e pelo Braga. O ambiente é fantástico, a atmosfera é incrível. Sempre que o Benfica joga em casa, os adeptos apoiam a equipa da melhor maneira possível. Espera-nos um ambiente hostil, mas temos de estar preparados para isso", finalizou.

Após a conferência de Imprensa de antevisão ao Benfica-Shakhtar, a equipa ucraniana realizou um treino de adaptação ao relvado do Estádio da Luz

Texto: Diogo Nascimento e Filipa Fernandes Garcia

Fotos: David Martins / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar