31 de março de 2020, 23h52

COVID-19: o que se passou em Portugal e no mundo no mês de março

Covid-19

Resumo das principais notícias oficiais, desportivas e generalistas sobre o coronavírus nos jornais e sites nacionais e internacionais.

Tags

Covid-19

A pandemia COVID-19 parou o mundo desportivo, financeiro e político. Leia aqui as principais notícias oficiais, desportivas e generalistas do que se passou em Portugal e no mundo em março. Ver DIRETO aqui.

 

31 de março

PSP e GNR

PORTUGAL: Expresso [19h38] | Número de detidos por desobediência cresce. "A PSP e a GNR detiveram até hoje 84 pessoas pelo crime de desobediência no âmbito do estado de emergência iniciado dia 22 de março e decretado devido à pandemia da COVID-19, anunciou esta terça-feira o Ministério da Administração Interna. (…) Estas duas forças de segurança encerraram também 1600 estabelecimentos por incumprimento das normas estabelecidas no estado de emergência."

FRANÇA: Le Figaro [18h35] | Mais de 3500 óbitos registados em França pela COVID-19. "O diretor-geral de saúde, Jérôme Salomon, indicou que França chegou às 3523 mortes desde o primeiro dia do coronavírus (499 nas últimas 24 horas). Há um total de 22 757 pessoas hospitalizadas, incluindo 5565 casos graves em terapia intensiva. A Direção-Geral da Saúde francesa relatou 9944 casos curados. O número total confirmados no país é de 52 128."

PORTUGAL: RTP3 [18h26] | Triagem Smart lançada em Lisboa. A nova tecnologia desenvolvida por físicos e cientistas portugueses entrou em ação nesta terça-feira no Hospital da Cruz Vermelha, em Lisboa, mas vai ser ainda utilizada em lares para idosos. Os ministros do Trabalho, Solidariedade e da Segurança Social e o da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Ana Mendes Godinho e Manuel Heitor, respetivamente, estiveram presentes.

O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior explicou aos jornalistas em que consiste a Triagem Smart e como foi criada. "É a demonstração de que a ciência cura e que, quando mobilizada com a tecnologia desenvolvida em Portugal e com a mobilização da Cruz Vermelha Portuguesa associada ao esforço do Ministério de Trabalho e da Segurança Social, mostra que vale a pena. O que temos aqui é uma tecnologia desenvolvida por físicos e cientistas portugueses ao longo de 14 anos e que pode fazer a triagem no Hospital da Cruz Vermelha e em lares de idosos. Esta é uma operação inédita lançada em Lisboa, mas que vai ser alargada a vários pontos do País", assegurou Manuel Heitor.

"Esta Triagem Smart serve para fazer uma pré-amostragem em três níveis. Isso facilita e reduz a necessidade de tantos testes. Possibilita uma triagem inicial que acelera a prevenção", completou.

ESTADOS UNIDOS: Universidade Johns Hopkins [18h09] | EUA ultrapassam China no número de mortes. Com mais de 175 mil casos positivos desde o início da pandemia (175 067), os Estados Unidos da América é o país com mais casos de coronavírus no mundo. No que concerne a óbitos, o país ultrapassou a China e tem agora 3415 mortes pela COVID-19. Os recuperados já são 6000.

Médicos

LUXEMBURGO: Le Quotidien [17h28] | Cerca de 200 novos casos de coronavírus no país. "Os últimos números divulgados pelas autoridades luxemburguesas em relação à epidemia do coronavírus mostram 2178 casos confirmados e 23 mortes no total. Estes números representam um aumento de casos em 24 horas de 190 novos infetados."

ITÁLIA: La Repubblica [17h27] | Números do coronavírus em Itália. "Novo boletim doloroso por parte da Proteção Civil, com o número de mortes a aumentar face ao valor apresentado ontem: 837 hoje contra as 812 de ontem. O total de óbitos desde o início da epidemia é de 12 428. Atualmente, há 77 635 casos positivos em Itália (105 792 desde o início) e 15 729 já recuperaram."

ESTADOS UNIDOS: New York Times [16h39] | Andrew Cuomo deixa apelo quando Nova Iorque ultrapassa as 1500 mortes. "O Governador do Estado de Nova Iorque informou que as mortes nas últimas 24 horas ascenderam às 332, passando o número de óbitos para os 1550. Os casos confirmados no Estado já passaram os 75 000."

Andrew Cuomo deixou, ainda, um apelo a profissionais de saúde de outras localidades dos Estados Unidos da América: "Precisamos de toda a ajuda possível. Se a vossa localidade não tem ainda uma crise sanitária venham ajudar-nos. Precisamos da ajuda de médicos e enfermeiros, que fazem turnos seguidos de 12 horas."

REINO UNIDO: Sky News [15h49] | Atualização do número de óbitos no Reino Unido. Nas últimas 24 horas, "faleceram 393 pessoas, elevando o número de mortes no Reino Unido para 1808". "As mortes no Reino Unido são divididas da seguinte forma: Inglaterra 367 mortes, totalizando 1551; Escócia 13 mortes, totalizando 60; País de Gales sete mortes, totalizando 69; Irlanda do Norte seis mortes, totalizando 28."

PORTUGAL: TSF [14h54] | Pedro Proença admite jogos à porta fechada. Em entrevista à TSF, o presidente da Liga Portugal está convicto que "vai ser possível jogar na presente temporada". "Temos três meses para retomar", referiu Pedro Proença ao recordar que a época fecha a 30 de junho. "É fundamental que as competições nacionais terminem as suas épocas desportivas", apontou, completando: "Temos a plena convicção de que vai ser possível ainda jogar na presente temporada." Ainda assim, Pedro Proença lembra que o regresso das competições "depende sempre das indicações das autoridades de Saúde". "Jogar à porta fechada é uma possibilidade, assim como uma metodologia de torneio que permita condensar as competições", reconheceu.

Marcelo Rebelo de Sousa

PORTUGAL: RTP3 [14h20] | Marcelo Rebelo de Sousa: "Impõe-se manter as medidas de contenção." Após uma reunião com especialistas da saúde e epidemiologistas, o Chefe de Estado reforçou que "vale a pena manter as medidas de contenção". "Da posição dos especialistas e epidemiologistas através de videoconferência, destacaria duas conclusões: primeira é que a evolução da curva dos casos positivos tem uma diferença apreciável entre a primeira fase dessa evolução e agora. A continuar o que parece ser uma tendência, temos uma fixação em valores que podem vir a ser menos de metade, em média, daqueles que se verificavam na primeira fase, e pode haver uma relação com o encerramento das escolas e com as medidas já adotadas. Se assim for – e os próximos dias vão confirmar – essa é uma boa notícia a premiar o esforço dos portugueses. A segunda conclusão: foi unânime por parte dos especialistas é que, no futuro imediato, vale a pena manter as medidas de contenção. Aliás, impõe-se manter as medidas de contenção. Isso foi dito por todos e assumido como uma prioridade para o nosso futuro imediato", afirmou.

Sem tomar uma decisão definitiva, Marcelo Rebelo de Sousa deu a entender que o estado de emergência poderá ser estendido a partir do dia 9 de abril. "Para a semana, no dia 7 de abril, haverá uma outra reunião que analisará os dados do passado recente e as previsões para o futuro, tendo em conta a decisão a tomar pelo Governo no dia 9 de abril. Em relação ao processo da renovação do estado de emergência, este passo foi importante, porque dá um fundamento cientifico e de observação da realidade, o passo seguinte será, naturalmente, o da posição formal do Governo em concertação com o Presidente da República e depois com a autorização da Assembleia da República. Mas não escondo que, da reunião de hoje, decorre que é importante dar um sinal de manutenção daquilo que foi adquirido pelos portugueses que não pode nem deve ser perdido", considerou o Presidente da República.

HOLANDA: Expresso [14h16] | Holanda ultrapassa as 1000 mortes por coronavírus. "O número de pessoas que morreram depois de acusarem positivo nos testes ao coronavírus na Holanda chegou esta terça-feira aos 1039. O balanço reflete 175 novas mortes. Os casos confirmados de infeção são mais 845 e totalizam agora 12 595. Na Holanda, há um total de 250 recuperados."

ALEMANHA: Kicker [13h44] | Bundesliga suspensa até 30 de abril. "Como esperado, os 36 clubes profissionais aprovaram a extensão da suspensão da liga alemã recomendada pela Liga de Futebol Alemão até, pelo menos, 30 de abril. O plano é começar a jogar à porta fechada no primeiro fim de semana de maio."

PORTUGAL: RTP3 [12h31] | António Sales explica a pouca oscilação no número de recuperados. Em conferência de Imprensa, o secretário de Estado da Saúde, António Sales, esclareceu a razão por que o número de recuperados em Portugal está estabilizado nos 43 há vários dias. "Vou começar pelos casos recuperados. Este número tem alterado pouco em relação a outros indicadores. Trata-se de uma doença de convalescença lenta e de notificação tardia. Grande parte dos doentes são tratados em casa, o que pode levar a um hiato de recuperação maior, que é aferido por dois testes negativos em 24 horas. Os doentes ficam assintomáticos antes da cura, mas demoram mais tempo até testarem duas vezes negativo", explicou.

Apesar de os números de mortes e infetados crescerem diariamente, há exemplos positivos e de esperança. "Há histórias que nos chegam e que são um sinal de esperança. Por exemplo, uma senhora de 93 anos da Grande Lisboa que chegou ao hospital com pneumonia e diagnosticada com COVID-19, que recuperou e voltou para casa para perto do marido. E há mais casos e exemplos de superação. Mas também há mais solidariedade e entreajuda. Todos temos a obrigação de cuidar de todos", sublinhou.

"Uma das preocupações do Governo tem sido as populações mais vulneráveis. Já estão no terreno várias opções em conjunto com as autarquias e com as IPSS para os sem-abrigo, reclusos, doentes crónicos e vítimas de violência doméstica. Agradecemos ao sector social e pedimos às pessoas que usem estas respostas. As medidas de contenção dos estabelecimentos prisionais têm mantido o vírus fora das cadeias, registando-se um caso numa reclusa e dois em funcionários", revelou António Sales.

Boletim DGS

PORTUGAL: TVI24 [12h07] | COVID-19: números atualizados em Portugal. A Direção-Geral de Saúde já divulgou o boletim de 31 de março. Há, neste momento, no País, 160 mortes pelo coronavírus (mais 20 do que ontem) e os infetados subiram para 7443.

ESPANHA: El País [12h01] | Novo máximo de mortes num dia em Espanha. O país "voltou a quebrar o seu próprio recorde de mortes num dia: 849. No total, desde o início da crise [epidémica], 8189 pessoas perderam a vida para a COVID-19, de acordo com dados oficiais. O número de [casos] positivos registados cresceu 9222 casos para 94 417."

BÉLGICA: La Libre [10h52] | Cerca de 200 mortes, incluindo uma menina de 12 anos. "Na manhã desta terça-feira, o centro nacional de crise e o Serviço Nacional de Saúde belga, em conferência de Imprensa, avaliaram a evolução da epidemia de coronavírus na Bélgica. Segundo os dados divulgados, registam-se 876 novos casos de contaminação, elevando o total para 12 775 pessoas oficialmente infetadas com a COVID-19. Há, ainda, a assinalar 98 pessoas que faleceram nas últimas 24 horas, que se juntam a 94 óbitos em dias anteriores, mas só contabilizados esta terça-feira. Entre eles, está uma menina de 12 anos que faleceu no sábado, 28 de março. O número total de mortes desde o início da epidemia é de 705."

30 de março

PORTUGAL: Expresso [19h41] | "81 pessoas detidas por desobediência." "Voltou a aumentar o número de pessoas detidas pelas autoridades pela prática do crime de desobediência. São agora 81 detenções, confirma o Ministério da Administração Interna. O balanço foi feito até às 18h00 desta segunda-feira e diz respeito a detenções feitas pela Guarda Nacional Republicana e a Polícia de Segurança Pública. Em causa estão pessoas que violaram a ‘obrigação de confinamento obrigatório’ e ‘outras situações de desobediência ou resistência’. Também por incumprimento das regras estabelecidas pelo decreto do estado de emergência, foram encerrados 1565 estabelecimentos."

Benjamin Netanyahu

ISRAEL: Reuters [18h57] | Benjamin Netanyahu testa negativo para coronavírus. "O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, testou negativo para o coronavírus, depois que um assessor parlamentar ter sido confirmado como portador do vírus. ‘Ainda assim, o líder, de 70 anos, permanece em isolamento’, disse o seu porta-voz."

FRANÇA: Le Figaro [18h15] | Recorde de mortos em França num só dia. "França ultrapassou a barreira dos 3000 mortos devido ao coronavírus (3024 óbitos), sendo que 418 foram registadas nas últimas 24 horas, recorde diário desde o início da epidemia", segundo divulgou o governo gaulês. O país tem ainda "perto de 21 000 pessoas hospitalizadas, das quais 5056 pacientes estão em terapia intensiva".

EUROPA: UEFA.com | Reunião entre UEFA e federações para discutir calendário na quarta-feira. "A UEFA convidou os presidentes das 55 federações que são membros do organismo para uma videoconferência na quarta-feira, dia 1 de abril, às 12h00, de forma a compartilhar o progresso feito pelos dois grupos de trabalho criados há duas semanas e discutir opções identificadas para o possível reagendamento de jogos.

A reunião analisará os desenvolvimentos em todas as competições de seleções e de clubes que estão sob a égide da UEFA, além de discutir o progresso da FIFA em questões de contratos de jogadores e sistema de transferências."

ESTADOS UNIDOS: Le Figaro [17h56] | "EUA com 2405 mortes e mais de 140 mil casos confirmados." "Cerca de 300 mortos e 18 000 novos casos de contaminação do coronavírus foram registados num só dia nos Estados Unidos da América, de acordo com um relatório divulgado pelo Centro de Controlo e Prevenção de Doenças (CDC)." Os últimos dados revelam "2405 mortes e 140 904 pessoas infetadas" no país.

ITÁLIA: Corriere della Sera [17h51] | Itália ultrapassa os 100 mil casos positivos de coronavírus. "Em Itália, desde o início da epidemia de Coronavírus, há registo de 101 739 casos de pessoas contraíram o vírus Sars-CoV-2. Destas, 11 591 morreram (mais 812 nas últimas 24 horas) e 14 620 recuperaram. Atualmente, existem 75 528 indivíduos positivos, segundo dados foram fornecidos pela Proteção Civil."

PORTUGAL: Lusa [17h25] | "Distribuídas 13 900 máscaras de proteção nas cadeias." "Um total de 13 900 máscaras de proteção foram hoje distribuídas por vários estabelecimentos prisionais e centros educativos e mais 8100 ao hospital prisional de Caxias, indica o Ministério da Justiça em comunicado."

Marcelo Rebelo de Sousa

PORTUGAL: SIC Notícias [17h00] | Marcelo Rebelo de Sousa ouviu as Confederações de Comércio e Serviços e de Turismo. O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, recebeu as Confederações de Comércio e Serviços e a do Turismo no Palácio de Belém, e revelou aos jornalistas os pontos abordados. "No Comércio há uma parte a trabalhar e quero agradecer aos que puderam ficar abertos, aos trabalhadores e aos empregadores. No comércio alimentar e de bens essenciais é fundamental para que a economia do país não pare; no Turismo a paragem é completa ou quase completa, em Portugal e noutros países. Por outro lado foi reconhecido que é importante ter no terreno as medidas sociais e económicas aprovadas pelo Governo. Ambos falaram no layoff e referiram que é importante que seja aplicado no mais rápido espaço de tempo possível", afirmou.

"O País não pode parar económica e socialmente, e é muito importante que no segundo semestre deste ano se comece a fazer um princípio de recuperação de um trimestre pesado como tem sido este", considerou Marcelo Rebelo de Sousa.

ESTADOS UNIDOS: Washington Post | "Donald Trump estende medidas sobre distanciamento social até ao final de abril." "Dias depois de o presidente [dos Estados Unidos da América] ter afirmado que esperava que o país regressasse à normalidade até a Páscoa, Donald Trump anuncia uma extensão da medida federal sobre distanciamento social até [ao final de] abril, num esforço contínuo para retardar a disseminação do novo coronavírus."

LUXEMBURGO: Le Quotidien [16h01] | "Coronavírus no Luxemburgo: contaminação diminui acentuadamente." "A ministra da Saúde, Paulette Lenert, atualizou nesta segunda-feira os últimos números relacionados com a epidemia de coronavírus no Luxemburgo. O balanço é de 1988 casos confirmados (mais 38 em comparação com domingo) e 22 mortes (mais uma do que domingo). Além disso, 202 pessoas estão atualmente hospitalizadas, incluindo 31 em terapia intensiva."

REINO UNIDO: The Guardian [15h32] | "Mortes em Inglaterra devido à COVID-19 sobem para as 1284." "O número de pessoas que morreram em Inglaterra depois de contrair coronavírus é agora de 1284 – um aumento de 159 em relação a ontem – informou o Serviço Nacional de Saúde inglês. (…) Nas últimas 24 horas, uma pessoa morreu na Irlanda do Norte, 14 pessoas morreram no País de Gales e seis morreram na Escócia."

PORTUGAL: Lusa [15h06] | "500 polícias em operações de sensibilização na Área Metropolitana de Lisboa." "Cerca de 500 polícias estiveram este fim de semana envolvidos em mais de 80 operações nos concelhos da Área Metropolitana de Lisboa para sensibilizar os cidadãos para as normas do estado de emergência decretado devido à pandemia da COVID-19. Em comunicado, o Comando Metropolitano de Lisboa da PSP revela que, durante o fim de semana, foram realizadas nos 18 municípios da área metropolitana operações ‘direcionadas para os principais eixos rodoviários, centros urbanos e zonas de concentração de pessoas’."

JO Tóquio 2020

JAPÃO: Comité Olímpico Internacional [14h40] | "Novas datas para os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos Tóquio 2020." "O Comité Olímpico Internacional (COI), o Comité Organizador de Tóquio 2020, o Governo Metropolitano de Tóquio e o Governo do Japão acordaram as novas datas para os Jogos Olímpicos 2020, que serão realizados de 23 de julho a 8 de agosto de 2021. Ficaram também definidas as novas datas para os Jogos Paraolímpicos, a realizar de 24 de agosto a 5 de setembro de 2021.

A decisão foi tomada com base em três considerações principais e em conformidade com os princípios estabelecidos pelo Conselho Executivo do COI a 17 de março de 2020, e confirmados na reunião de hoje. A decisão foi apoiada por todas as Federações Desportivas Olímpicas Internacionais e todos os Comités Olímpicos Nacionais:

  • Proteger a saúde dos atletas e de todos os envolvidos e apoiar a contenção da COVID-19.

  • Proteger os interesses dos atletas e do desporto olímpico.

  • O calendário internacional do desporto global.

Após a decisão de hoje, o Presidente do COI, Thomas Bach, disse: 'Quero agradecer às Federações Internacionais por apoio unânime e às Associações Continentais dos Comités Olímpicos Nacionais pela grande parceria e apoio no processo de consulta nos últimos dias. Também gostaria de agradecer à Comissão de Atletas do COI, com quem mantemos contacto constante. Com este anúncio, estou confiante que, trabalhando em conjunto com o Comité Organizador de Tóquio 2020, o Governo Metropolitano de Tóquio, o Governo Japonês e todas as nossas partes interessadas, podemos superar esse desafio sem precedentes'."

PORTUGAL: SIC Notícias [12h40] | António Sales: "Ficar em casa é salvar vidas." Na conferência de Imprensa do dia, o secretário de Estado da saúde, António Sales, deu a conhecer os números do dia e recordou que o combate ao coronavírus só se ganha se se respeitar a quarentena. "Temos de continuar todos este trabalho, porque este vírus não dá tréguas. Aos portugueses que têm sido exemplares no comportamento cívico, o nosso agradecimento; aos que ainda hesitam em manter essa conduta por causa de uma manhã de sol, lembrem-se: ficar em casa é salvar vidas", sublinhou.

"A grande preocupação do Ministério da Saúde é testar, isolar, proteger e tratar. Sempre de acordo com a Direção-Geral da Saúde. A reserva nacional recebeu a semana passada mais 66 mil testes, 5,2 milhões de máscaras cirúrgicas e 1,2 milhões de respiradores FFP2, entre outros equipamentos... Hoje devem chegar 700 mil respiradores FFP2 e 200 mil testes", revelou ao referir-se ao equipamento médico e de proteção individual que Portugal está a receber.

O número de testes diários realizados no País tem aumentado e António Sales deixou um agradecimento aos laboratórios do Estado e privados. "A capacidade laboratorial em Portugal tem crescido gradualmente e isso só é possível devido ao incansável trabalho dos laboratórios da rede pública e privada", elogiou.

Boletim da DGS

PORTUGAL: TVI24 [12h26] | Números do dia em Portugal. A Direção-Geral da Saúde já revelou os números desta segunda-feira da COVID-19 em Portugal. Há, neste momento, 6408 infetados por coronavírus e as mortes subiram para as 140 (mais 21 do que ontem). Há, ainda, 571 casos em internamento, dos quais 164 em Unidades de Cuidados Intensivos.

ESPANHA: El Mundo [11h58] | Espanha ultrapassa a China em número de infetados. "Os novos dados desta segunda-feira mostram 85 195 casos positivos de coronavírus em Espanha. Desses casos, o número de pacientes que necessitaram de internamento em Unidades de Cuidados Intensivos chega a 5231. Em Espanha, 7340 pessoas já morreram devido ao coronavírus, mais 812 em comparação com ontem."

PORTUGAL: Expresso [11h24] | António Costa: "Vamos entrar no mês mais crítico da pandemia." O primeiro-ministro visitou na manhã desta segunda-feira o centro de apoio militar preparado para receber doentes com COVID-19 caso seja necessário, montado no Hospital Militar de Belém. "O País está a entrar no mês mais crítico desta pandemia", começou por alertar António Costa.

Instado a comentar o crescente número de casos positivos presentes nos lares em todo o País, o primeiro-ministro foi perentório: "Estamos a fazer uma recolha mais ativa de amostras junto da população que está nos lares." E o objetivo é "escalar a todo o País", acrescentou.

RÚSSIA: France Presse [11h10] | Moscovo entra em confinamento. "Moscovo entrou, esta segunda-feira, no primeiro dia de confinamento até data indefinida. O Primeiro-ministro russo [Mikhail Mishustin] avisou que o restante país deverá estar preparado para adotar esta medida como modelo a seguir para interromper o progresso da COVID-19."

ARGENTINA: France Presse [11h06] | "Argentina amplia confinamento por mais duas semanas." "O isolamento social obrigatório será ampliado até 12 de abril na Argentina, porque o Governo considera que a medida cumpre o objetivo de atenuar a propagação do novo coronavírus, que desde o início de março registou 820 infetados e provocou 20 mortes no país. ‘A decisão que adotámos é prolongar a quarentena até o dia em que termina a Semana Santa, por recomendação dos especialistas, para continuar a controlar a transmissão [da COVID-19]’, afirmou o Presidente Alberto Fernández."

BÉLGICA: La Libre [11h00] | COVID-19: números do dia na Bélgica. O boletim das autoridades belgas informa que há "11 899 casos positivos de coronavírus detetados no país". "Há 513 mortes registadas, 4524 pessoas estão hospitalizadas, das quais 927 estão em terapia intensiva."

29 de março

PORTUGAL: Lusa [19h12] | "EDP recebe na sexta-feira ventiladores e monitores para doar aos hospitais." "Cinquenta ventiladores, 200 monitores e outros equipamentos de apoio médico adquiridos pela EDP para serem oferecidos aos hospitais portugueses chegam a Lisboa na próxima sexta-feira, anunciou fonte oficial da empresa. Os equipamentos foram adquiridos pela EDP e a pela sua principal acionista, a China Three Gorges (CTG), que previam fazer a sua entrega ao Ministério da Saúde no final do mês."

PORTUGAL: Observador [19h07] | "Força Aérea em várias ações de reforço de capacidade dos Serviços de Proteção Civil e Socorro." "Os militares da Força Aérea Portuguesa têm estado empenhados em várias missões de entrega de material para reforçar os serviços de Proteção Civil em vários concelhos e distritos do país. Em Ovar entregou 80 camas ao serviço municipal de Proteção Civil."

FRANÇA: Le Monde [18h43] | "292 mortes em 24 horas e 4632 pessoas necessitam de cuidados intensivos." No total são já 2606 mortes desde o início da pandemia, enquanto o número de infetados em França chega aos 40 174.

COVID-19

ANGOLA: O País [17h35] | "Angola regista as primeiras duas mortes por COVID-19." Angola registou as duas primeiras mortes de pessoas infetadas com o vírus da COVID-19 e o número de casos positivos subiu para sete, anunciou hoje a ministra da Saúde, Silvia Lutucuta. Ambos tinham chegado de Portugal.

PORTUGAL: Lusa [17h34] | "ITTF mantém suspensão até junho e volta a adiar Mundial de equipas." A Federação Internacional de Ténis de Mesa (ITTF) anunciou neste domingo que todos os eventos e atividades vão continuar suspensos até 30 de junho, devido à pandemia de COVID-19, e voltou a adiar o Mundial de equipas.

ITÁLIA: La Repubblica [17h33] | "3851 novos casos, 646 pessoas recuperadas e 756 mortes nas últimas 24 horas." A Proteção Civil italiana garantiu que a evolução da situação permanece estável face aos últimos dias, sendo que o número total de vítimas mortais ascendeu a 10 779.

ESTADOS UNIDOS: TVI24 [17h08] | "NBA: proprietário dos New York Knicks também infetado com a COVID-19." James Dolan, proprietário dos New York Knicks (NBA) e dos New York Rangers (NHL), está infetado com a COVID-19, segundo informou a equipa de NBA. De acordo com o comunicado divulgado pelos New York Knicks, James Dolan, de 64 anos, está em isolamento, apresenta apenas "sintomas ligeiros", mas continua a exercer funções administativas.

EGITO: LUSA [16h50] | "Egito com vários hospitais fechados e aldeias em quarentena." "Com cerca de 100 milhões de habitantes, o Egito declarou oficialmente 576 casos e 36 mortes devido à COVID-19.

COVID-19

HOLANDA: De Telegraaf [15h45] | "Mais 132 mortes na Holanda, número de infetados ultrapassa os 10 000." "O coronavírus já retirou a vida a 771 pessoas. O Instituto Nacional de Saúde Pública e do Ambiente deu conta de 132 mortes nas últimas 24 horas." No total, 10 866 holandeses testaram positivo.

ESPANHA: AS [15h45] | "FC Barcelona desencoraja os 670 atletas de La Masia a verem as notícias." O clube catalão informou através do seu site oficial que os atletas deverão manter as suas rotinas de treino, mas têm de limitar o acesso às notícias. Os responsáveis do Serviço de Compreensão de Atletas (SID) acreditam que esta é uma forma de evitar sentimentos de ansiedade ou insegurança. 

ESPANHA: El Confidencial [15h02] | "Jose Luis Capón morre de coronavírus." O Atlético Madrid anunciou este domingo a morte de Jose Luis Capón, aos 72 anos, uma das lendas do clube rojiblanco. O antigo jogador perdeu a vida por causa de uma pneumonia, como consequência da COVID-19.

REINO UNIDO: The Telegraph [14h04] | Há mais 209 vítimas mortais no Reino Unido nas últimas 24 horas. O número de infetados com COVID-19 no Reino Unido subiu para 19 522. Desde o início do surto no país já morreram 1228 pessoas, 209 das quais nas últimas 24 horas. Já foram testados 127 737 britânicos, sendo que, desses, 108 215 tiveram resultado negativo.

COVID-19

ITÁLIA: La Gazzetta dello Sport [13h17] | Gabriele Gravina agradece à Juventus: "Um exemplo para todo o sistema." O presidente da Federação Italiana de Futebol explicou que o clube deu prioridade ao que se passa atualmente no país e no mundo. "Somente com a contribuição de todos, fortaleceremos o futebol", explicou Gabriele Gravina. O clube italiano, onde atua Cristiano Ronaldo, chegou a um acordo com os jogadores, para a realização de um corte salarial.

PORTUGAL: SIC Notícias [12h40] | "Trata-se de um caso cuja causa de óbito está ainda sob investigação", esclarece Marta Temido. Sobre o caso concreto, anunciado nesta manhã, da morte de um rapaz de apenas 14 anos, no Hospital da Feira, a ministra da saúde confirmou que estava infetado com COVID-19 e que o óbito não consta ainda do boletim agora divulgado.

"Tomámos agora conhecimento do falecimento de um menino de 14 anos no Hospital de São Sebastião, em Santa Maria da Feira. Trata-se de um caso cuja causa de óbito está ainda em investigação. Era, contudo, um doente de COVID-19 e é um caso que não está ainda refletido neste boletim", esclareceu.

Marta Temido voltou a alertar para a necessidade de cumprimento das medidas de distanciamento social e para a previsão de um número elevado de casos. "O distanciamento social serve de pouco se o nosso comportamento não se disciplinar. Não podemos confiar na sorte", reforçou.

"Volto a frisar que continuamos a estimar um número muito elevado de infeção por COVID-19 e precisamos da ação de todos para diminuir o número de infetados e o número de vítimas", acrescentou.

"Neste domingo, a nossa preocupação central foca-se nas estruturas residenciais para idosos, sejam elas unidades de cuidados continuados integrados, pertencentes à rede nacional, sejam elas lares privados. É urgente que todos se preparem e respondam disciplinadamente perante um caso suspeito", reforçou.

COVID-19

A epidemia não está prestes a terminar, estando o combate à doença apenas a começar, revelou Graça Freitas durante a conferência de Imprensa.

"Os portugueses têm de perceber que não estamos a terminar nada, estamos apenas a iniciar um percurso. Depende de nós contrariar a atividade de um vírus extremamente inteligente e agressivo", afirmou a diretora-geral da saúde.

"Isto não é uma coisa de dois ou três meses, até haver vacina esta situação vai durar meses", garantiu.

"Não podemos desmobilizar. Temos de estar todos a tentar contrariar a dinâmica do vírus que é a de se transmitir entre nós. Até que haja uma vacina não podemos ficar descansados", disse Graça Freitas.

COVID-19

PORTUGAL: SIC Notícias [12h25] | "COVID-19: 119 mortos em Portugal." O número de vítimas mortais por COVID-19 em Portugal subiu até à meia-noite deste domingo para 119 – até sábado contavam-se 100 mortos. Já se contam 5962 infetados (eram 5170 no sábado), segundo os últimos dados avançados pela Direção-Geral de Saúde (DGS).

FRANÇA: Le Monde [11h36] | "Patrick Devedjian, ex-ministro francês, morreu de COVID-19." Patrick Devedjian, antigo ministro francês e autarca parisiense, morreu nesta manhã de domingo com COVID-19, aos 75 anos. 

IRÃO: Tehran Times [10h39] | "38.309 diagnosticados, 2640 mortos, 12.391 recuperados." As 123 mortes por COVID-19 nas últimas 24 horas fazem subir o balanço oficial das vítimas mortais no Irão para 2640. As autoridades de Saúde do Irão deram conta de 2901 novos casos de contágio nas últimas 24 horas, declarou Kianouche Jahanpour, porta-voz do ministério da saúde. No total, existem 38 309 infetados no Irão.

COVID-19

ESPANHA: El Confidencial [10h28] | "Espanha soma novo máximo com 838 mortes em 24 horas." Espanha registou mais 838 mortos nas últimas 24 horas, segundo os últimos dados oficiais. É um novo máximo diário de vítimas mortais em Espanha, onde já morreram 6528 pessoas por COVID-19. 

CHINA: Xinhua [09h34] | "Equipa médica chinesa chega ao Laos para ajudar a combater COVID-19." Uma equipa de médicos especialistas chineses, juntamente com materiais médicos, chegou à capital do Laos, num avião fretado, para ajudar no combate à pandemia de COVID-19. A equipa médica chinesa inclui especialistas em várias áreas, como prevenção e controlo de infeções, terapia intensiva, epidemias e testes laboratoriais. 

COREIA DO SUL: Yonhap [07h26] | "Coreia do Sul regista 105 novos casos de COVID-19." O Centro para o Controlo e Prevenção de Doenças da Coreia do Sul informou hoje que registou 105 novos casos de contágio com o novo coronavírus, o que eleva o número de contágios no país para 9583. As autoridades sul-coreanas também deram conta de mais oito mortes por causa da Covid-19. São agora 152 as vítimas mortais por causa do vírus no país.

28 de março

TURQUIA: Haber Turk [20h00] | "Mais de 100 mortos na Turquia." Mais de 100 pessoas (108) já morreram infetadas com o vírus da COVID-19 na Turquia, anunciou neste sábado o ministro da saúde turco, Fahrettin Koca. O número de total de contaminados subiu para 7402.

COVID-19

PORTUGAL: Observador [19h50] | "69 detidos por desobediência.As forças de segurança detiveram 69 pessoas por crime de desobediência desde o início o estado de emergência, a 22 de março, decretado devido à COVID-19, informou hoje o Ministério da Administração Interna (MAI). No mesmo período, segundo um balanço divulgado em comunicado e com dados até às 18h00 de hoje, foram encerrados 1509 estabelecimentos por incumprimento das normas estabelecidas.

PORTUGAL: Lusa [19h25] | "Câmara de Lisboa reforça distribuição diária de refeições quentes." A câmara de Lisboa anunciou hoje o reforço da resposta social com a distribuição de 1000 refeições por dia, confecionadas pelas escolas e pela Santa Casa da Misericórdia. A distribuição suplementar de 1000 refeições quentes por dia arrancou hoje em três locais-chave: junto à discoteca Lux (em Santa Apolónia), junto à Estação do Cais do Sodré e na Praça Paiva Couceiro (Penha de França), informou a câmara de Lisboa.

PORTUGAL: Lusa [19h06] | "COVID-19: Primeiro teste a bebé de mãe infetada em Lisboa deu negativo." O primeiro teste feito ao bebé de uma mulher infetada com COVID-19, nascido na sexta-feira na Maternidade Alfredo da Costa (MAC), em Lisboa, deu negativo, disse hoje à Lusa uma fonte do hospital.

ESPANHA: ABC [18h55] | "Pedro Sánchez decreta confinamento total." O primeiro-ministro espanhol disse ainda que todos os trabalhadores não essenciais da atividade devem ficar em casa nas próximas duas semanas. Pedro Sánchez considerou que esta medida é crucial para "reduzir ainda mais o risco de contágio".

COVID-19

FRANÇA: BFMTV [18h51] | "Coronavírus: 37 575 casos de contaminação e 2314 mortes registadas em França." As autoridades de Saúde francesas anunciaram este sábado que foram registados mais 319 mortos no país por causa da COVID-19 nas últimas 24 horas, elevando o número total de óbitos para 2314, desde o início do surto viral em França. O boletim epidemiológico regista, ainda, um aumento de casos confirmados de infeção para 37 575 (mais 4600), sendo que 17 620 pacientes estão hospitalizados, 4273 em estado grave. Recuperaram mais 926 nas últimas 24 horas, totalizando 6624 curados.

PORTUGAL: Público [18h10] | "As filas crescem enquanto a PSP controla saídas através da Ponte 25 de Abril." "A PSP de Lisboa está a identificar todos os automobilistas que atravessam a Ponte 25 de Abril, no sentido norte-sul, para travar movimentos desnecessários em altura de pandemia. Até ao meio da tarde deste sábado não havia detenções a registar. A operação, que está a provocar longas filas de trânsito, iniciou-se às 14h00, não havendo ainda hora determinada para a sua conclusão."

ESPANHA: El Confidencial [17h48] | "Madrid transfere mortos para outras províncias." As funerárias da Comunidade de Madrid, onde está o maior foco de transmissão de COVID-19 de Espanha, estão a ser forçadas a transportar falecidos para outras províncias de modo a proceder à respetiva cremação. As funerárias da região estão a colapsar. 

COVID-19

ITÁLIA: Corriere Della Sera [17h22] | "Coronavírus em Itália: 92 472 casos positivos e 10 023 mortos. O boletim de 28 de março." As autoridades de saúde italianas acabaram de anunciar mais 889 mortos por COVID-19 em 24 horas. É um aumento de 10% que eleva para mais de 10 mil o número de vítimas mortais no país, provocado pelo novo coronavírus. O número de infetados também continua a subir e atingiu os 92 475. 

PORTUGAL: Zerozero | "Europeu de hóquei em patins adiado e apontado a junho de 2021." A World Skate, federação internacional de patinagem, reuniu o seu comité executivo, por teleconferência, para analisar o futuro das provas das diferentes disciplinas e decidiu adiar, entre outras competições, o Campeonato da Europa de hóquei em patins, previsto para julho (18 a 25), em Roche sur Yon (França).

ESTADOS UNIDOS: CNN [16h18] | "Nações Unidas doam 250 000 máscaras protetoras para hospitais em Nova Iorque." "O secretário-geral das Nações Unidas, em coordenação com o embaixador dos EUA na ONU, Kelly Craft, doarão 250 000 máscaras protetoras para instalações médicas."

RÚSSIA: AIF Gazeta [16h13] | "Número de pacientes com coronavírus aumentou para 1264 na Rússia." Em 24 horas, o número de pessoas infetadas com coronavírus aumentou para 1264, mais 228 do que ontem. No total, 49 pessoas já recuperaram totalmente e registam-se ainda 4 mortes. 

COVID-19

PORTUGAL: Observador [15h56] | "Hospital de São João rastreia à Covid-19 todos os doentes internados." Tendo em conta o atual contexto de pandemia, o Hospital de de São João decidiu realizar rastreio sistemático a todos os doentes que sejam internados, de forma programada ou urgente, anunciou em comunicado. Esta decisão é excecional e terá efeitos, a partir das 8h deste domingo, apenas enquanto a situação epidemiológica o justificar.

ÁFRICA: RTP  [15h55] | "Número de mortos em África subiu para 117." O número de mortes causadas pela COVID-19 em África subiu para 117 em 46 países, havendo a registar 3924 casos e 276 doentes recuperados, segundo as mais recentes estatísticas do Centro para a Prevenção e Controlo de Doenças da União Africana.

REINO UNIDO: Sky News [15h37] | "Número de mortes no Reino Unido aumenta em 269 – totalizando agora 1028." "O Serviço Nacional de Saúde britânico disse que as vítimas tinham entre os 33 e os 100 anos, e todas, exceto 13, tinham condições de saúde subjacentes."

Antonio Conte

ITÁLIA: La Gazzetta dello Sport [15h35] | "Conte doa 12 computadores." Antonio Conte, treinador do Inter de Milão, doou 12 computadores para a escola do Hospital de Milão. A doação ocorreu depois de uma conversa do treinador e da sua esposa com o diretor da escola, Polo Peyron.

PORTUGAL: Renascença [14h50] | "Portugal vai entrar em ensaios clínicos contra o coronavírus." "O presidente do conselho diretivo do Infarmed, Rui Santos Ivo, anunciou este sábado que Portugal vai participar em ensaios clínicos contra o coronavírus. 'Iremos estar envolvidos num conjunto de ensaios que irão ser feitos a nível nacional em colaboração com a OMS', disse na conferência de imprensa diária da Direção-Geral da Saúde para dar conta da evolução do surto de Covid-19 em Portugal. Rui Santos Ivo revelou que a reserva central de medicamentos vai passar a ter alguns fármacos que têm estado a ser usados para debelar a doença, entre os quais a Hidroxicloroquina, que, segundo a Ordem dos Médicos, tem tido efeitos positivos na recuperação de doentes com Covid-19."

Jorge Mendes e Cristiano Ronaldo

PORTUGAL: Diário de Notícias [14h41] | "Cristiano Ronaldo e Jorge Mendes também ajudam a Madeira." "O jogador e o seu empresário, que já se tinham unido para apoiar os hospitais de Santo António, no Porto e Santa Maria, em Lisboa, vão agora doar cinco ventiladores à Madeira. A cedência destes equipamentos ao SESARAM (Serviço de Saúde da Região Autónoma da Madeira) e à Região vai aumentar a capacidade de resposta ao doente crítico no combate à pandemia."

PORTUGAL: Renascença [14h40] | "Coronavírus. Artistas já podem candidatar-se à Linha de Apoio de Emergência às Artes". "Até ao próximo dia 6 de abril, o sector artístico pode candidatar-se aos apoios excecionais, no âmbito da Linha de Apoio de Emergência. Em comunicado, neste sábado, o Ministério da Cultura indica que estão disponíveis um milhão de euros, financiados pelo Fundo do Fomento Cultural. Em causa está a ajuda ao setor artístico, cuja atividade paralisou com a pandemia de COVID-19 e com a consequente declaração de estado de emergência."

Argentina

ARGENTINA: La Nación [14h15] | "Nova morte na Argentina." O homem de 51 anos tinha estado no estrangeiro, mas já se encontrava internado desde o dia 10 de março, com assistência mecânica respiratória. São agora 18 as vítimas de coronavírus na Argentina.

PORTUGAL: Observador [14h12] | "Câmara do Funchal dá 50% de desconto nos consumos de água." A Câmara Municipal do Funchal anunciou este sábado que vai aplicar um desconto de 50% nos consumos de água relativos ao mês de março, mas apela ao uso responsável daquele bem. A Câmara, em comunicado, esclarece que os efeitos desta medida só produzirão efeitos nas faturas que os consumidores vão receber em maio ou junho, uma vez que os consumos mensais são contabilizados ao fim de 60 dias.

INGLATERRA: Sky Sports [13h44] | "FC Barcelona entregou 30 000 máscaras faciais." O clube entregou as máscaras ao governo catalão para ajudar a travar a pandemia de Coronavírus.

ESPANHA: MARCA [13h00] | "Ceferin: Há três planos previstos, mas nada voltará a ser como antes." Aleksander Ceferin, presidente da UEFA, concedeu uma entrevista onde reconheceu que o futebol terá de mudar a partir de agora. "Existem três planos para o futebol, mas nada será como antes. Neste momento dramático, a saúde é a coisa mais importante."

CI DGS 28 de março Covid-19

PORTUGAL: TVI24 [12h36] | "Incidência máxima da infeção estará adiada para o final de maio", diz ministra da saúde. Marta Temido anunciou, na conferência conjunta com a Direção-Geral da Saúde, que o pico epidemiológico em Portugal foi adiado para o final de maio. "A incidência máxima da infeção estará adiada para o final de maio. Isto indicia que as medidas de contenção que temos adotado, designadamente ficar em casa a não ser para ir trabalhar, estão a ser efetivas", explicou a ministra da saúde.

Referindo que a situação vivida no país coloca uma "enorme pressão" sobre o SNS, Marta Temido referiu que "todos temos de fazer o que está ao nosso alcance". "O SNS está a responder e, ao mesmo tempo, a melhorar a sua preparação", garantiu.

"Recebemos e estamos agora a distribuir mais equipamentos de proteção individual. A proteção daqueles que se encontram na prestação de cuidados, mas também daqueles que lidam com doentes em estruturas residenciais para idosos e que estão em contacto com pessoas é fundamental", reforçou a ministra.

"Uma utilização criteriosa das máscaras e dos outros equipamentos é a melhor forma de garantir que aqueles que precisam de equipamentos de proteção individual, concretamente máscaras, as têm disponíveis", alertou Marta Temido.

"Hoje é sábado, está sol, mas não é um dia comum. O número de doentes que iremos ter depende do comportamento de cada um de nós. Temos de viver esta primavera e esta Páscoa de forma diferente. Não vamos poder estar juntos como prevíamos, mas isso é condição essencial para que voltemos a estar juntos", avisou a ministra da saúde.

A partir da informação dos casos diagnosticados em cada dia, a DGS e o Ministério da Saúde conseguem fazer previsões fidedignas, que já atrasaram para o final de maio o pico da doença em Portugal, diz a diretora-geral de Saúde.

"Conseguimos já projeções a uma semana, que servem para planear e prever o impacto, e tudo indica que as medidas que foram tomadas estão de facto a abrandar a curva, não sabemos é se o pico vai ser atingido na última ou na penúltima semana de maio, isso é afinado ao dia", explicou Graça Freitas.

Boletim COVID-19

PORTUGAL: TVI24 [12h30] | 100 mortos e 5170 infetados em Portugal. O número de mortes por COVID-19 em Portugal subiu para 100, segundo o boletim divulgado neste sábado pela Direção-Geral da Saúde (DGS). O número de casos confirmados é agora de 5170 e há 4938 casos a aguardar resultados laboratoriais.

ESPANHA: El Mundo [12h16] | "Espanha soma 832 mortes em 24 horas." Nas últimas 24 horas, Espanha registou 832 mortes devido ao novo coronavírus, o maior número de vítimas mortais em apenas um dia desde o início da pandemia. O balanço total de mortes neste país já está nos 5690, de acordo com a última atualização do Ministério da Saúde espanhol. Os dados revelam ainda um aumento de 8189 no número de infetados. Desde o início da pandemia, o país registou um total de 72 248 casos de COVID-19, dos quais 5690 morreram e 9375 tiveram alta e são considerados como curados.

Marcelo Rebelo de Sousa

PORTUGAL: SIC Notícias [12h00] | Presidente da República visita farmacêutica que está a produzir gel desinfetante. Marcelo Rebelo de Sousa está em Loures, na fábrica da Hovione, uma farmacêutica, que está a produzir cerca de 40 toneladas de gel desinfetante para entregar gratuitamente a várias entidades portuguesas.

"A economia não pode parar, a economia mais a saúde não podem parar e aqui estão muitos trabalhadores a trabalhar por Portugal", explicou Marcelo Rebelo de Sousa no final da visita à fábrica da farmacêutica que está a produzir várias toneladas de gel desinfetante.

"Os portugueses sabem que os que estão a trabalhar, devem trabalhar. Espero que todos os que podem trabalhar, trabalhem. Há quem trabalhe também ao fim de semana. O que interessava é que num fim de semana, e agora que se aproxima o período da Páscoa, os que não estão a trabalhar e não precisem, que respeitem o aviso de contenção", alertou.

"Este é um esforço contínuo que implica que não podemos perder o que ganhámos na véspera ou na semana anterior", disse o Presidente da República.

"O objetivo da visita aqui era mostrar que o país não fechou portas. A economia não fechou portas, há que trabalhar, há que produzir. Passada esta fase crítica, o país retoma o seu ritmo normal de atividade e todos aprendemos muito com esta fase", afirmou Marcelo Rebelo de Sousa, considerando que "o país, a Europa e o mundo não voltarão a ser os mesmos".

BÉLGICA: La Libre [11h49] | "575 novos casos e 64 mortes em 24 horas." Na Bélgica são já 9134 casos de contaminação confirmados por coronavírus, 3717 internados, dos quais 789 estão em terapia intensa, e 353 mortes.

27 de março

ESTADOS UNIDOS: Universidade Johns Hopkins | EUA são o país com mais casos positivos no mundo. Segundo os dados apresentados pela Universidade Johns Hopkins, os Estados Unidos da América tornaram-se no país com mais casos positivos da COVID-19, com 97 028, ultrapassando Itália e China. Há, ainda, o registo de 1475 mortes (345 nas últimas 24 horas) e 816 doentes recuperados.

PORTUGAL: Expresso [19h00] | Sobem os detidos por desobediência em Portugal. "O Ministério da Administração Interna (MAI) revela que até às 18h00 desta sexta-feira foram detidas 64 pessoas por crime de desobediência (mais do 10 do que ontem), designadamente por violação do confinamento obrigatório e por outras situações de desobediência ou resistência. No mesmo período, foram encerrados 1449 estabelecimentos comerciais por incumprimento das normas estabelecidas. ‘Desde as 00h00 do dia 22 de março, a GNR e a PSP têm vindo a desenvolver uma intensa atividade de sensibilização, vigilância e fiscalização junto da população’, salienta o MAI em comunicado."

Marcelo Rebelo de Sousa

PORTUGAL: CMTV [18h33] | Marcelo Rebelo de Sousa: "Esta é uma prova de resistência e não se pode facilitar." O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, recebeu, no Palácio de Belém, farmacêuticos, bombeiros e enfermeiros. Congratulou-os pelo trabalho e disponibilidade face à epidemia e ouviu as suas necessidades para o dia a dia no combate ao coronavírus. "Penso que o primeiro-ministro, a ministra da saúde e eu temos dito que tudo tem de ser feito para dar meios de resposta. Mais ventiladores, mais cuidados intensivos, mais camas e afetação de camas e mais equipamentos de proteção. Não se pensava que fosse preciso tanto material, nem que fosse necessária tanta exigência a nível da qualidade. O período vai ser longo, mas o esforço está a ser feito para deferir o achatar da curva, impedindo um pico rápido e de dimensão que dificultaria a resposta do sistema de saúde. Esse esforço adia o pico. Falou-se em março, princípio de abril, meados de abril… e vai deslizando. Sempre disse que esta era uma prova de resistência e não se pode facilitar. Este é um esforço diário e todos os dias se descobrem que há necessidades a cobrir", observou o Presidente da República.

FRANÇA: Le Figaro [18h23] | Cerca de 2000 mortes em França. "O diretor-geral da saúde, Jérôme Salomon, anunciou, esta sexta-feira, que existem agora 1995 mortes por COVID-19 em França. Além disso, 32 964 casos foram testados como positivos. Os dados indicam que 15 732 pessoas estão hospitalizadas, sendo que 3787 em terapia intensiva."

ITÁLIA: La Gazzetta dello Sport [17h49] | Gabriele Gravina quer terminar a época 2019/20 da Serie A. "O interesse da FIGC é ‘salvar o campeonato de 2019/20, mas também não comprometer a temporada 2020/21’, disse à Radio Sportiva a presidente Federação Italiana de Futebol, Gabriele Gravina." "O presidente da FIGC acrescentou, recordando: ‘No próximo ano teremos o Campeonato da Europa de futebol e as competições internacionais de clubes’."

ESTADOS UNIDOS: New York Times [17h49] | Estado de Nova Iorque totaliza 40% das mortes por COVID-19 nos EUA. Com cerca de 40 mil casos ativos no Estado, o Governador do Estado de Nova Iorque, Andrew Cuomo, divulgou os dados desta sexta-feira, onde se registam 134 mortes nas últimas 24 horas, passando o total para 519 falecimentos devido à pandemia.

ITÁLIA: La Repubblica [16h53] | Itália com recorde de mortes em 24 horas desde o início da pandemia. "De acordo com os dados fornecidos pela Proteção Civil, os novos infetados são 4401 (ontem foram 4492), o que eleva o número total para 66 414, os mortos são 969 (50 relativos a ontem que não haviam sido contados), o mais alto de sempre desde o início da COVID-19, totalizando 9134."

Logo FPF

PORTUGAL: Federação Portuguesa de Futebol [16h39] | Campeonatos da formação de futebol e futsal cancelados. "Tomada decisão que visa proteger a população, especialmente os jovens e as crianças que amam o futebol.

  • 1. Em 10 de março de 2020 a Federação Portuguesa de Futebol determinou a suspensão de todas as provas nacionais dos escalões de formação de futebol e futsal entre 14 e 28 de março, quando foram confirmados 41 casos de infeção por coronavírus em Portugal.

  • 2. Através do Decreto-Lei n.º 10-A/2020, de 13 de março, foi determinada a suspensão de atividades letivas e não letivas e formativas com presença de estudantes em estabelecimentos de ensino públicos, particulares e cooperativos e do setor social e solidário de educação pré-escolar, básica, secundária e superior e em equipamentos sociais de apoio à primeira infância ou deficiência.

  • 3. Tal medida iniciou-se no dia 16 de março de 2020 e será reavaliada no próximo dia 9 de abril de 2020, podendo ser prorrogada após reavaliação.

  • 4. O país encontra-se, atualmente, em Estado de Emergência, regime que irá vigorar até ao dia 2 de abril, prazo que, como é do conhecimento público, poderá vir a ser igualmente prorrogado.

  • 5. Sendo bem provável que as medidas referidas nos pontos 3 e 4 sejam estendidas no tempo e que persiste uma ligação indissociável entre a Escola e o Desporto, entendeu a Federação Portuguesa de Futebol que a prioridade de pais, avós, filhos e netos deve ser, obviamente, a de se dedicarem à proteção uns dos outros e às exigências escolares, em nome do direito à proteção da saúde.

  • 6. Por tudo o que antecede, deliberou a Direção da Federação Portuguesa de Futebol, após auscultar os seus associados, que devem dar-se por concluídas as competições nacionais de todos os escalões de formação de futebol e futsal, masculinas e femininas, não resultando das mesmas qualquer efeito desportivo imediato.

  • 7. Deste modo, não serão atribuídos títulos nas referidas competições nem aplicado o regime de subidas e descidas.

  • 8. A complexidade da situação que resulta do estado de emergência vigente em Portugal conduziu a esta decisão da Federação Portuguesa de Futebol, em que é acompanhada pelas 22 Associações Distritais e Regionais que vão igualmente dar sem efeito as suas competições destinadas aos escalões de formação de futebol e futsal.

  • 9. A decisão agora tomada visa proteger a população, especialmente os jovens e as crianças que amam o futebol, salvaguardando-os e a todos os seus familiares de perigos bem presentes. Desta forma, assegurar-se-á o valor primordial da saúde e o desenvolvimento desses jovens e crianças, em segurança e estabilidade possíveis.

  • 10. Reconhecendo o inestimável papel dos clubes, enquanto formadores de jogadores de futebol, mas ainda de jovens e crianças, está a Federação Portuguesa de Futebol certa do seu apoio a esta medida excecional. Também eles, em segurança e estabilidade, estarão aptos a preparar da melhor forma possível a época 2020/21.

  • 11. As restantes competições organizadas pela Federação Portuguesa de Futebol permanecem suspensas.

  • 12. A situação provocada pela pandemia da COVID-19 continuará a ser monitorizada pelo grupo de emergência criado pelo Presidente da Federação Portuguesa de Futebol, que poderá rever – ampliando ou reduzindo – as medidas agora implementadas."

PORTUGAL: Lusa [16h07] | "COVID-19: cerca de 850 pessoas impedidas de entrar nas fronteiras terrestres em 10 dias." "Cerca de 850 pessoas foram impedidas de entrar em Portugal e uma foi detida em dez dias de controlo temporário das fronteiras terrestres devido à pandemia de COVID-19, anunciou hoje o Ministério da Administração Interna (MAI). Num comunicado de balanço das atividades do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras e da Guarda Nacional Republicana nas fronteiras terrestres, o MAI avança que foram controladas um total de 87 823 pessoas em 10 dias."

FRANÇA: Le Figaro [15h57] | Confinamento estendido até 15 de abril. "O confinamento foi prorrogado por duas semanas pelo primeiro-ministro francês, Edouard Philippe, que falou após deixar o Conselho de Ministros. Vai durar pelo menos até 15 de abril. Após dez dias de confinamento, ‘está claro que estamos apenas no início da onda epidémica’, explicou Edouard Philippe, enfatizando que ‘as mesmas regras continuarão a ser aplicadas’."

BÉLGICA: La Libre [15h41] | Números do dia na Bélgica. "Em conferência de Imprensa, o Centro Nacional de Crise e o Serviço Nacional de Saúde belga avaliaram a evolução da epidemia de coronavírus no país. Segundo os dados, houve 1049 novos casos de contaminação na Bélgica, o que eleva o total para 7284 pessoas oficialmente infetadas com a COVID-19. Houve 69 pessoas que morreram nas últimas 24 horas, elevando o número de mortos para 289 desde o início da epidemia. Houve também 490 novos internamentos, elevando o número de pessoas hospitalizadas para 3042."

INGLATERRA: BBC [15h25] | "Número de mortos no Reino Unido atinge novo recorde." "Um total de 759 pessoas já morreram devido ao coronavírus no Reino Unido, enquanto 14 579 foram testadas positivas. O número de mortos aumentou em 181 nesta sexta-feira – aumento de 31% –, tornando-o no maior aumento de mortes desde o início da pandemia. (…) O Reino Unido tem o sétimo maior número de mortes registadas no mundo, depois de Itália, Espanha, China, Irão, França e EUA."

Médico argentino que faleceu pela COVID

ARGENTINA: La Prensa | Médico morre por coronavírus na Argentina. "O médico Alejandro Passarelli, que estava hospitalizado em Neuquén, morreu devido ao coronavírus. São já 13 as vítimas pela COVID-19 no país. A notícia foi confirmada por sua família."

MUNDO: Worldathletics.org | Meetings de maio da Liga Diamante adiados. "A Diamond League adiou hoje mais três meetings que estavam agendados para maio. As datas alternativas para a temporada 2020 devem ser anunciadas em devido tempo. Após o adiamento dos eventos do início da temporada no Qatar e na China na semana passada, a organização decidiu também suspender as provas em Estocolmo (prevista para 24 de maio), Nápoles/Roma (28 de maio) e Rabat (31 de maio). A decisão foi tomada em estreita consulta com todas as partes relevantes. A propagação global da doença COVID-19, as restrições de viagem que devem estar em vigor por algum tempo e, acima de tudo, as preocupações com a segurança dos atletas tornaram impossível a realização das competições."

PORTUGAL: Lusa [12h58] | "ANA suspende operação no terminal 2 do aeroporto de Lisboa." "A ANA – Aeroportos de Portugal vai suspender a operação no terminal 2 do aeroporto de Lisboa a partir segunda-feira – 30 de março – e concentrar todos os embarques no terminal 1, numa reorganização destinada a minimizar os impactos económicos da pandemia. Em comunicado divulgado hoje, a gestora aeroportuária adianta que a operação no terminal 2 será suspensa a partir das 12h00 de segunda-feira, passando esta estrutura a ser utilizada unicamente para voos especiais de apoio ao SNS [Serviço Nacional de Saúde] e voos humanitários."

PORTUGAL: TVI24 [12h42] António Sales: "Mais de 4500 médicos vão reforçar o SNS durante a COVID-19." Na conferência de Imprensa diária, o secretário de Estado da Saúde, António Sales, apresentou os números da Direção-Geral da Saúde de 27 de março e revelou algumas novidades com impacto no Serviço Nacional de Saúde. "Conforme o relatório epidemiológico emitido há pouco, registam-se 4268 casos confirmados de COVID-19, o que representa mais 724 do que ontem; por outro lado, há 354 casos em internamentos, dos quais 71 em Cuidados Intensivos; registam-se 76 óbitos que lamentamos e cujas condolências apresentamos às famílias, e verificam-se 43 casos de recuperação", enumerou.

António Sales apresentou, ainda, medidas para classes sociais mais desfavorecidas. "Nesta fase da epidemia importa concentrar os esforços em respostas diferenciadas. Temos de garantir que quem cuida fá-lo em condições de segurança. Esse trabalho já está a ser feito e vai intensificar-se. Ao mesmo tempo, não podemos esquecer-nos dos mais vulneráveis. Estamos a trabalhar com as autarquias e com as IPSS para as populações sem-abrigo, os reclusos, os doentes crónicos e as vítimas de violência doméstica", realçou.

"Chegaram hoje 4,6 milhões de marcas cirúrgicas e outros equipamentos de proteção. Recebemos a notícia de mais de 4500 médicos que responderam ao apelo da Ordem dos Médicos para reforçar o Serviço Nacional de Saúde durante a COVID-19", apresentou.

Boletim da DGS

PORTUGAL: TVI24 [12h26] | Números do dia em Portugal. Já foram divulgados os números atualizados pela Direção-Geral de Saúde em relação ao coronavírus. O número de infetados sobe para os 4268 e registam-se agora 76 mortes (mais 16 do que ontem).

ESPANHA: El País [12h05] | "Novo máximo de mortes num dia." "Espanha é o epicentro mundial das mortes por coronavírus. Nesta sexta-feira, o Ministério da Saúde registou 769 mortes, o maior número desde o início da crise, e mais do que a Itália registou nos últimos dias, embora este país continue a liderar a lista de mortes totais (8215 em comparação com os 4858 de Espanha)." Apesar de baixar o número de infetados em relação a ontem, a cifra elevou até aos 64 109 positivos.

INGLATERRA: The Guardian [11h16] | "Primeiro-ministro inglês Boris Johnson testou positivo para coronavírus." Foi através de um vídeo publicado na sua rede social Twitter que Boris Johnson assumiu ter testado positivo para coronavírus e que se vai manter "isolado, mas na frente da batalha contra a COVID-19". "Nas últimas 24 horas, desenvolvi sintomas leves e testei positivo para coronavírus. Agora estou isolado, mas continuarei a liderar a resposta do governo por videoconferência enquanto combatemos este vírus. Juntos vamos vencer!", referiu Boris Johnson.

26 de março

PORTUGAL: Expresso [19h31] | 54 detidos até ao momento por desobediência. "Foram detidas, até às 18h00 desta quinta-feira, 54 pessoas por crime de desobediência, ‘designadamente por violação da obrigação de confinamento obrigatório e por outras situações de desobediência ou resistência’, avançou o ministério da Administração Interna." "Além disso, e no mesmo período, ‘foram encerrados 1031 estabelecimentos por incumprimento das normas estabelecidas’."

PORTUGAL: Liga Portugal | Reunião alargada a todos os clubes, que voltaram a ter confirmação que discussões de calendário, contratos e inscrição de jogadores serão sempre alinhadas pelas instâncias internacionais. "A Comissão Permanente de Calendários reuniu-se, na tarde desta quinta-feira, por videoconferência, para fazer novo ponto de situação sobre a evolução da COVID-19, numa reunião que foi alargada a todos os clubes da Liga NOS e da LigaPro.

Nesta reunião, os clubes voltaram a fazer um ponto de situação à pandemia provocada pelo COVID-19, e foram também abordadas outras questões de importância. A saber:

  • Os clubes voltaram a ser informados das reuniões de trabalho entre a FIFA, UEFA, a EL, a ECA e a FIFPRO, onde estão a ser discutidas as linhas orientadoras do futebol europeu para o que resta da época desportiva;
  • Assuntos como o período de inscrições, os contratos dos jogadores, questões de licenciamento estão, também, a ser analisadas pelos organismos internacionais, para orientação das Ligas;
  • A CPC reiterou a recomendação a todas as equipas para a suspensão dos treinos, nomeadamente numa altura em que o País se encontra em estado de emergência. O Futebol permanecerá em isolamento social, para que se mantenha como exemplo para a Sociedade.
  • A CPC continuará a acompanhar a situação, recorrendo aos entendimentos dos diversos departamentos médicos bem como às indicações dadas pela Direção-Geral de Saúde e Governo."

FRANÇA: Le Figaro [18h36] | "1696 mortes em 29 155 casos em França." "O diretor-geral de saúde, Jérôme Salomon, anunciou, esta quinta-feira, que se registam em França, desde o início da epidemia, 1696 mortes de COVID-19, incluindo uma adolescente de 16 anos. 29.155 casos foram confirmados. Foram registados casos em 576 unidades de saúde, com um total de 13.904 pessoas hospitalizadas, incluindo 3375 em terapia intensiva. 4948 pessoas estão curadas e receberam alta do hospital."

REINO UNIDO: The Telegraph [18h24] | Os números do dia no Reino Unido. O boletim do Serviço Nacional de Saúde britânico regista um crescimento no número de novos casos positivos e de mortes. Assim, os doentes infetados passaram de 9962 para os 11 658 e houve 99 mortes em 24 horas: das 479 para 578.

Itália

ITÁLIA: Corriere della Sera | "80 539 casos positivos e 8165 mortes: o boletim de 26 de março." Em Itália, desde o início da pandemia, 80 539 pessoas contraíram COVID-19, 6153 das quais nas últimas 24 horas. O boletim hoje divulgado mostra ainda um aumento de 8,8% no número de óbitos. Só nas últimas 24 horas, as autoridades de saúde italianas contabilizaram mais 662 mortes. São agora 8165 no total. Existem ainda 62 013 casos ativos no país, havendo 3612 pessoas em estado considerado crítico.

ESTADOS UNIDOS: Johns Hopkins University [17h44] | EUA ultrapassam as 1000 mortes por coronavírus. Os dados da Universidade Johns Hopkins sobre os números do dia no país mostram que o território está em consonância com Nova Iorque, o Estado mais fustigado pela COVID-19. Assim, nos Estados Unidos da América há 69 684 infetados, sendo que 1049 morreram e 619 recuperaram.

ÁFRICA DO SUL: Lusa [17h37] | Recolher obrigatório para combater a pandemia. Zweli Mkhize, ministro da Saúde do país, anunciou que o Governo prepara a execução de medidas de "recolher obrigatório sem precedentes para combater a pandemia". Na África do Sul foram detetados 218 novos casos, passando o total 927 infetados.

ESTADOS UNIDOS: New York Times | "Mais de 100 mortos num dia em Nova Iorque." O Governador do Estado de Nova Iorque Andrew Cuomo "enfatizou os números que dão uma imagem clara do efeito do coronavírus" no Estado. "Mais de 100 pessoas morreram desde ontem, elevando o número para 385. O número de pacientes hospitalizados com vírus aumentou 40%, para 5327. Desses, 1290 estão em terapia intensiva. O Estado de Nova York tem 37 258 casos confirmados, mais de 6400 do que na quarta-feira."

CHINA: BBC | "China suspende a entrada de estrangeiros no país." Através de uma declaração, o ministro das Relações Exteriores da China revelou que o país suspendeu a entrada de estrangeiros com vistos ou autorizações de residência. "A suspensão é uma medida temporária que a China é obrigada a tomar à luz da situação do surto e das práticas de outros países." A medida visa "impedir que o coronavírus seja importado de volta para a China", sendo que "a suspensão entra em vigor a 28 de março".

LUXEMBURGO: Le Quotidien [16h38] | Os números do dia no Luxemburgo. "As autoridades luxemburguesas divulgaram os últimos números do COVID-19: 120 novos casos nas últimas 24 horas e a nona morte." Os casos positivos no Luxemburgo são agora de 1453.

Mariana Vieira da Silva

PORTUGAL: RTP3 [15h31] | Governo aprova várias medidas de apoio às empresas e famílias. Os ministros de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva, e do Estado, da Economia e da Transição Digital, Siza Vieira, em conferência de Imprensa, deram a conhecer várias medidas aprovadas pelo Governo em Conselho de Ministros que visam o apoio às famílias e às empresas. As medidas dirigidas às famílias foram apresentadas por Mariana Vieira da Silva, onde se destacam os regimes excecionais e temporários de mora no pagamento de rendas e de faltas justificadas de assistência a um familiar direto. "A crise epidemiológica e o estado de emergência obrigam ao reforço das medidas já adotadas pelo Governo garantindo a flexibilidade procedimental para que possam ser rapidamente operacionalizadas e ter consequência na vida das empresas. Foi também aprovado um decreto-Lei que estabelece um apoio e proteção de famílias, empresas e IPSS, com uma moratória de capital e juros de seis meses para assegurar o reforço da tesouraria atenuando o impacto da redução da atividade económica", começou por frisar.

"O Governo aprovou também uma proposta de Lei para ser apreciada pela Assembleia da República que cria um regime excecional e temporário de mora no pagamento de rendas e habilita o Instituto Nacional de Habitação e Reabilitação Urbana a conceder empréstimos para o pagamento de rendas aos arrendatários que tenham sofrido quebras de rendimento", esclareceu Mariana Vieira da Silva.

"Foi, ainda, aprovado um decreto-Lei que cria um regime excecional e temporário de faltas justificadas motivadas pela assistência à família e passando a acautelar a necessidade de assistência a parentes na linha reta ascendente que esteja a cargo do trabalhador e que frequente equipamentos sociais cuja atividade esteja suspensa", apontou, acrescentando: "Foi aprovado um decreto-Lei que visa fomentar e facilitar o pagamento eletrónico em cartão em detrimento dos meios tradicionais, como moedas e notas."

Siza Vieira

O ministro do Estado, da Economia e da Transição Digital, Siza Vieira, revelou as medidas viradas para as empresas por forma a mitigar a perda de rendimento económico fruto da redução da atividade económica. "Há várias medidas que o Governo tem vindo a aprovar para apoiar as empresas afetadas na sua atividade económica pelas medidas que visam evitar a propagação da epidemia. Entre elas, está a moratória bancária. Todos os créditos junto de instituições bancárias ou financeiras que se vençam nos próximos seis meses estão suspensos até 30 de setembro de 2020 e os contratos são prorrogados na mesma medida dos seis meses. Esta medida é aplicável a todas as empresas que estejam previstas e é aplicável aos créditos para aquisição de habitação permanente para as famílias mais afetadas por quebra de rendimentos através de desemprego ou layoff", realçou.

"O Governo aprovou um decreto-Lei que ao proteger o direito ao emprego revoga a portaria 71A do corrente ano. O que se faz é em função das situações que se veem particularmente afetadas pela crise vão ter medidas alargadas. Assim, passam a ter acesso a este regime todas as atividades encerradas em função das medidas adotadas; é também clarificado em que casos as empresas que pararam total ou parcialmente possam ter direito a beneficiar desta medida. Uma empresa que projete que, nos próximos tempos tenha uma redução de 40% de produção ou ocupação através do cancelamento de reservas, pode aceder logo a este beneficio; para as empresas cujo encerramento não foi determinado administrativamente e que não tenham quebra de encomendas futuras poderão aceder a este mecanismo extraordinário se tiverem, num determinado período de 30 dias, uma quebra de faturação relativamente a média dos dois meses anteriores a esse período ou do período homologo do ano transato", acrescentou Siza Vieira.

ALEMANHA: Le Figaro [14h45] | Alemanha faz 500 000 testes por semana. "O país ‘aumentou o número de exames do COVID-19 para 500 000 por semana, essa deteção precoce ajuda a manter o número de mortes relativamente baixo’, disse Christian Drosten, chefe do departamento de virologia do hospital Charité, em Berlim. ‘A razão pela qual a Alemanha tem tão poucas mortes em comparação com o número de pessoas infetadas pode ser explicada pelo facto de fazermos muitos diagnósticos de laboratório’, explicou."

PORTUGAL: SIC [13h27] | Cerimónias do 10 de junho canceladas. O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, comunicou ao País que as habituais cerimónias do 10 de junho – dia de Camões, de Portugal e das Comunidades Portuguesas –, previstas para a Madeira e para a África do Sul, serão canceladas devido ao coronavírus. “Pareceu-nos prudente fazer o que tem de ser feito quando se trata de grande aglomeração de pessoas”, esclareceu ao falar da decisão de cancelar as cerimónias.

Marcelo Rebelo de Sousa garantiu, todavia, a realização das cerimónias em Lisboa, mas com bastantes restrições devido à pandemia COVID-19. “Portanto, haverá a celebração do 10 de junho em Lisboa, mas com os cuidados impostos pelas circunstâncias. Espero que haja as cerimónias do 10 de junho na Madeira na África do Sul no próximo ano”, desejou.

PORTUGAL: SIC Notícias [12h40] | António Sales: "SNS tem capacidade de respostas aos doentes COVID-19." Na habitual conferência de Imprensa do dia para apresentar os números, o secretário de Estado da Saúde António Sales garantiu que o Serviço Nacional de Saúde está preparado para os doentes com coronavírus. "Portugal já está na fase de mitigação e temos contaminação comunitária. Nesta fase todo o Serviço Nacional de Saúde tem capacidade para dar respostas aos doentes COVID-19. Ainda esta manhã falei com todos os presidentes das administrações regionais de saúde que me disseram que, de uma maneira geral, estão operacionais, criando circuitos de COVID-19 e não-COVID-19", revelou.

"Esta nova fase obriga cada um de nós a ter o maior cuidado. Sobre a testagem, chegaram ontem 5000 testes dos 80 000 previstos para a semana. Os restantes chegam na próxima semana. Temos em stock 30 000 testes", explicou António Sales.

BÉLGICA: La Libre [12h36] | Bélgica atualiza números da COVID-19 no país. Em conferência de Imprensa, o Serviço de Saúde Pública e o Gabinete de Crise do Governo "avaliam a evolução da epidemia de coronavírus no país. De acordo com os dados, esta quinta-feira, houve 1298 casos de contaminação, elevando o número total de infetados para 6235. Houve, ainda, 42 mortes, elevando o número para 220."

Relatório diário Covid-19, 26 de março

PORTUGAL: TVI24 [12h16] | Números do dia em Portugal. Segundo o boletim diário publicado pela Direção-Geral de Saúde, Portugal regista 60 mortes (mais 17 nas últimas 24 horas) e contabiliza 3544 infetados (mais 549). Os recuperados também subiram. Passaram de 22 para 43.

ESPANHA: El País [12h05] | Número de mortos em queda pela primeira vez numa semana. "Espanha registou uma queda no número diário de mortes por coronavírus nesta quinta-feira, a primeira numa semana. Dados publicados pelo Ministério da Saúde indicam que 655 pessoas morreram nas últimas 24 horas, menos 83 do que no dia anterior. O número total de mortes no país é de 4089."

25 de março

Porta de Bradenburo, em Berlim

ALEMANHA: Welt [19h31] | Alemanha supera as 200 mortes por COVID-19. Os dados dos serviços de saúde dizem que a Alemanha tem agora "mais de 37 000 infetados", país onde já faleceram "206 pessoas (mais 47 em comparação com o dia anterior)".

ANGOLA: Sapo [19h22] | "Angola declara estado de emergência a partir das 00h00 de dia 27." "O Presidente da República de Angola, João Lourenço, declarou hoje o estado de emergência no país com entrada em vigor a partir das 00h00 de 27 de março, devido à pandemia de COVID-19. Angola regista até hoje três casos positivos de infeção pelo novo coronavirus."

MUNDO: The Guardian [19h20] | Mais de 20 mil mortes no globo devido à COVID-19. "No total, 20 499 pessoas morreram como resultado da pandemia, segundo dados da Universidade Johns Hopkins. A instituição diz que houve pelo menos 451 355 casos em todo o mundo, enquanto 112 982 pessoas recuperaram."

FRANÇA: Le Figaro [19h17] | Os números do dia em França no dia em que Emmanuel Macron pediu união. "O diretor-geral de Saúde, Jérôme Salomon, anunciou que há 1331 mortes devido à COVID-19, das quais 86% têm mais de 70 anos de idade. Além disso, o número de casos aumentou para 25 233, incluindo 11 539 hospitalizados e 2827 casos graves."

Já o Presidente de França, Emmanuel Macron falou ao país e pediu união entre os franceses para superarem o coronavírus. "Estamos em guerra contra um inimigo invisível. (…) Vejo no país fatores de divisão quando só deveríamos ter uma obsessão: estar unidos", observou.

Marcelo Rebelo de Sousa

PORTUGAL: SIC Notícias [18h23] | Marcelo Rebelo de Sousa recebeu a União das Misericórdias Portuguesas e a Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade. Preocupado com a subida exponencial de casos da COVID-19 nos lares portugueses, o Presidente da República quis saber o que tem estado a ser feito no cariz social para mitigar este crescimento entre o grupo etário mais débil perante o coronavírus. "O País precisa muito do sector social. Precisou de modo intenso na crise financeira e vai precisar na crise na saúde. Estas instituições cobrem todas as gerações. Vão das creches aos lares. Nomeadamente, o grupo mais sensível a esta pandemia precisa muito desta cobertura social", recordou Marcelo Rebelo de Sousa.

PORTUGAL: SIC Notícias [18h08] | "Ativado o plano de emergência e proteção civil." Em conferência de Imprensa, Duarte Costa, comandante-nacional da Proteção Civil, revelou que foi decidido ativar o plano de emergência e proteção civil em Portugal, e explicou em que consiste. "Foi decidido ativar o plano de emergência e proteção civil. Este plano permite, por um lado, garantir o enquadramento das medidas avulsas que estávamos a tomar e, por outro, integrar outras medidas, nomeadamente na criação de grupos que garantem a prestação do socorro em Portugal", referiu.

Por forma a combater a COVID-19, o comandante-Nacional esclareceu qual foi a primeira decisão tomada a nível da proteção civil. "A primeira atitude que tomámos foi elevar o estado de alerta para amarelo em todo o País e colocar três cidades em alerta laranja: Lisboa, Porto e Braga, que tem a ver com a maior incidências dos casos e dos riscos", sublinhou.

"Os portugueses têm demonstrado um grande papel de cidadania ativa, contribuindo para uma saúde pública efetiva", elogiou Duarte Costa.

EUROPA: Lusa [17h52] | "Federação europeia de râguebi suspende jogos por tempo indeterminado." "A federação europeia de râguebi, a Rugby Europe, suspendeu hoje todos os jogos e competições por tempo indefinido, devido à pandemia de COVID-19, decisão que afeta o Espanha-Portugal, do ‘Championship’, e o Europeu Sub-20, marcado para Coimbra."

REINO UNIDO: Reuters [17h45] | "Mais 170 000 voluntários para ajudar no combate ao coronavírus." "Mais de 170 mil pessoas inscreveram-se no Serviço Nacional de Saúde britânico para combater o surto de coronavírus. ‘Em tempos de crise, as pessoas reúnem-se’, disse Stephen Powis, diretor médico nacional do NHS Inglaterra, à BBC TV. ‘Esta é uma emergência de saúde e todos podemos desempenhar um papel’."

ESTADOS UNIDOS: Universidade Johns Hopkins | COVID-19: os números do dia nos EUA. O coronavírus continua a deixar marcas nos Estados Unidos da América. Segundo os números apresentados pela Universidade Johns Hopkins, há 61 167 casos positivos no país e 849 mortes. Já recuperaram 354 pessoas. Recorde-se que o Estado de Nova Iorque é o mais afetado, com mais de 25 mil casos.

ITÁLIA: Corriere della Sera [17h02] | "Quase 75 000 casos e mais de 7500 mortes em Itália." Segundo os dados fornecidos pela Proteção Civil italiana, o boletim de 25 de março revela que "74 386 pessoas já contraíram o vírus em Itália desde o início da epidemia". "Destes, 7503 morreram (mais 683 nas últimas 24 horas) e 9362 recuperaram. Atualmente há 57 521 pessoas com teste positivo."

Cidade do Luxemburgo

LUXEMBURGO: Le Quotidien [15h38] | Luxemburgo vai no quarto dia seguido sem mortes registadas por coronavírus. "O governo luxemburguês divulgou os últimos números sobre o desenvolvimento dos resultados da COVID-19: 234 novos casos foram identificados nas últimas 24 horas, mas nenhuma nova morte nos últimos quatro dias. Isso eleva o total para 1333 casos confirmados. Em detalhes, há ainda 143 hospitalizações a registar, incluindo 21 pessoas em terapia intensiva."

RÚSSIA: La Repubblica | Casos de coronavírus triplicam na Rússia em 24 horas. A Rússia chegou aos 658 casos positivos da COVID-19. Só nas últimas 24 horas foram registados "163 novos casos".

ESPANHA: El Mundo [14h35] | Última semana de fevereiro foi decisiva para o contágio em massa. Esta é a opinião de "Salvador Illa, ministro da Saúde espanhol, em conferência de Imprensa". "‘O que detetámos é que o contágio importante para a região de Madrid e outras zonas do território espanhol aconteceu na última semana de fevereiro, oito a 10 dias antes do 8 de março’, respondeu."

CHINA: RFI [13h27] | COVID-19: Hubei sai do confinamento. "A China suspendeu nesta quarta-feira, dia 25 de março, as drásticas restrições impostas por dois meses à província de Hubei, berço da pandemia do novo coronavírus que causou mais de 18 mil mortes em todo o mundo desde dezembro. O fim do confinamento é um alívio para a população, relata o correspondente da RFI na China, Stéphane Lagarde, mas os moradores também estão apreensivos com a possibilidade de contágio por infetados assintomáticos."

PORTUGAL: TVI24 [12h45] | António Sales: "Portugal está prestes a entrar na 3.ª fase da pandemia." O secretário de Estado da Saúde apresentou os números do boletim da Direção-Geral da Saúde e alertou para o facto de o País estar "prestes a entrar na 3.ª fase da pandemia". "Conforme o relatório epidemiológico registam-se 2995 casos confirmados, mais 633 do que ontem (27%). Por outro lado, temos 276 casos em internamento, dos quais 61 em Cuidados Intensivos. Registam-se 43 óbitos que lamentamos e, desde já, endereçamos as mais sentidas condolências às famílias", afirmou António Sales.

"Portugal está prestes a entrar na 3.ª fase da pandemia (a de mitigação), que é a mais crítica. Isso exige de todos nós responsabilidades acrescidas; ao Estado cabe preparar o Serviço Nacional de Saúde para dar resposta aos cidadãos, a nós cabe-nos a nossa própria proteção ou dos entes queridos. Quase 80% dos óbitos da COVID-19 em Portugal situam-se entre pessoas com 70 ou mais anos", alertou.

INGLATERRA: BBC [12h28] | "Coronavírus: Príncipe Carlos testa positivo." "O Príncipe de Gales testou positivo para coronavírus, anunciou a Clarence House. ‘O Príncipe Carlos, de 71 anos, exibe sintomas leves, mas permanece saudável’, disse um porta-voz, acrescentando que a duquesa de Cornwall foi testada, mas não possui o vírus."

Boletim da DGS

PORTUGAL: TVI24 [12h22] | Números do dia já foram atualizados. Segundo a TVI24, a Direção-Geral de Saúde já atualizou os números em relação ao coronavírus em Portugal, sendo que há agora 2995 casos confirmados e os óbitos passam para os 43, mais 10 do que ontem. Há 1591 casos à espera de resultados laboratoriais e 22 recuperados.

PORTUGAL: RTP3 [12h05] | "António Costa visitou o Hospital Curry Cabral." O primeiro-ministro visitou o serviço de infeciologia e o posto avançado de teste e diagnóstico ao coronavírus do Hospital Curry Cabral, em Lisboa. "O Hospital Curry Cabral, como sabem, tem sido, desde a primeira hora, um hospital que está na primeira linha de combate a esta pandemia. Quis expressar o meu profundo reconhecimento aos profissionais do Curry Cabral e que se estende a todos os profissionais da saúde em Portugal. Por outro lado, quis inteirar-me sobre os desafios que sentem no dia a dia, do apoio que necessitam e avaliar a situação concreta existente. Este hospital poderá tornar-se uma unidade exclusivamente COVID-19. Quis avaliar a capacidade que tem a nível de camas, contando com as que já estão ocupadas, a capacidade existente para alargar o número de camas, passando das 36 para as 300 camas. Mas basicamente quero agradecer a todos os profissionais pelo trabalho feito, a dedicação e o apreço", elogiou António Costa.

ESPANHA: El País [11h57] | "Espanha supera a China nas mortes por coronavírus." Com 738 óbitos nas últimas 24 horas, o país vizinho passou a contabilizar 3434 falecidos pela COVID-19. "Quanto aos infetados, já existem 47 610, ou seja, mais 7937 nas últimas 24 horas; 26 960 pessoas estão hospitalizadas, das quais 3166 estão em Unidades de Cuidados Intensivos, enquanto 5367 já tiveram alta."

BÉLGICA: La Libre [11h15] | Números do dia na Bélgica. "Foram anunciados 668 novos casos confirmados de coronavírus nesta quarta-feira, 25 de março, o que eleva a 4937 o número de contaminações no país. Nas últimas 24 horas, mais 434 pessoas entraram no hospital devido ao coronavírus e houve 56 mortes, passando para um total de 178 pessoas que perderam a vida desde o início da epidemia na Bélgica."

24 de março

PORTUGAL: TVI [21h10] | Detenção de 27 pessoas por desobediência das regras. O ministro da Administração Interna anunciou que foram já detidas 27 pessoas por desobediência das regras impostas pelo estado de emergência. Eduardo Cabrita insistiu que há comportamentos inaceitáveis, como os passeios fora da área de residência. Foi ainda anunciado o encerramento de 274 estabelecimentos pelas autoridades de segurança por estarem a violar a obrigação de suspensão de atividade. Falando ao País, depois de uma reunião de avaliação do estado de emergência, Eduardo Cabrita salientou que as medidas têm sido cumpridas por uma grande parte dos portugueses.

Hospital em França

FRANÇA: Le Figaro [18h53] | Ultrapassadas as mil mortes. "O diretor-geral de Saúde, Jérôme Salomon, anunciou que França tem agora 22 300 casos confirmados no território. Atualmente, 10 176 pessoas estão hospitalizadas, incluindo 2516 em estado grave." O mesmo boletim informa que o país já ultrapassou as 1000 mortes.

LUXEMBURGO: Le Quotidien | "Três vezes mais casos novos em 24 horas." "Os últimos números divulgados terça-feira pelas autoridades luxemburguesas no balanço da COVID-19 mostram 224 novos casos identificados", sendo que o total é de agora 1099 doentes positivos. As mortes mantêm-se nas oito.

ESTADOS UNIDOS: Le Figaro [18h07] | Os números nos EUA. Segundo a contagem desencadeada pela Universidade Johns Hopkins, "os Estados Unidos da América alcançaram as 600 mortes e têm cerca de 50 000 casos da COVID-19 confirmados".

ESTADOS UNIDOS: The Washington Post [18h03] | "Trump diz que quer o país aberto pela altura da Páscoa, apesar dos avisos dos peritos em saúde pública." "'O nosso povo está cheio de vigor e energia. Eles não querem ser trancados dentro de uma moradia ou apartamento. Isso não é para o nosso país, não fomos instruídos dessa maneira', disse o presidente americano, nesta terça-feira."

ALEMANHA: Welt [17h53] | A situação atual (e o otimismo) na AlemanhaSegundo a American Johns Hopkins University, a Alemanha já regista 31 260 pessoas infetadas com o coronavírus e um total de 133 mortes. Uma pesquisa feita pela agência Dimap mostra que cerca de 95% dos alemães acreditam que nas próximas duas semanas as pessoas já poderão estar em comunidade.

REINO UNIDO: The Guardian | Mortes ultrapassam as 400. No boletim do dia, as autoridades revelam que "90 436 pessoas já foram testadas, sendo 82 359 deram negativo e 8077 deram positivo". "Dos pacientes que testaram positivo para o coronavírus, 422 faleceram."

Rali de Portugal

PORTUGAL: Automóvel Club de Portugal [17h41] | Rali de Portugal adiado. "Na sequência da pandemia global do novo coronavírus, o WRC Vodafone Rally de Portugal 2020, quinta ronda do Campeonato Mundial de Ralis da FIA, foi adiado.

A prova estava marcada para decorrer nas regiões do Norte e do Centro do País, entre 21 e 24 de maio. Após a entrada em vigor do estado de emergência em Portugal, e com o acordo unânime das autoridades nacionais, da FIA e do promotor, o Automóvel Club de Portugal solicitou o adiamento do WRC Vodafone Rally de Portugal.

"Queremos agradecer a todos os nossos patrocinadores e parceiros pela compreensão e esperamos contar com todos numa data posterior este ano", declarou Carlos Barbosa, presidente do ACP.

Para o promotor do WRC, Oliver Ciesla, trabalha-se "para identificar possíveis datas alternativas no final da temporada, caso a situação da COVID-19 melhore, levando em consideração a logística do campeonato, a capacidade de as equipas viajarem novamente e a capacidade dos respetivos países organizarem o WRC nessa altura".

ESTADOS UNIDOS: New York Times | Um "cluster" chamado Nova Iorque. Segundo o jornal diário New York Times, a Big Apple "representa 7% dos casos globais no país". "Na manhã desta terça-feira eram contabilizados 25 665 casos" de coronavírus, "com, pelo menos, 157 mortes".

ITÁLIA: Corriere della Sera [17h08] | Os números do dia em Itália. A Proteção Civil italiana já divulgou os números da COVID-19 no país. "Desde o início da epidemia, 69 176 pessoas contraíram o vírus Sars-CoV-2 (mais 5249 casos do que ontem). Destes, 6820 morreram (mais 743 em relação ao dia de ontem)."

PORTUGAL: Direção-Geral de Saúde [16h39] | Número de óbitos atualizado em Portugal. A DGS acabou de atualizar o boletim divulgado ao fim da manhã que dava conta de 30 óbitos por coronavírus em Portugal. O número, segundo a Direção-Geral de Saúde, passa para os 33.

ALEMANHA: L’Équipe [16h30] | Suspensão da Bundesliga prolongada. Num comunicado de Imprensa divulgado esta terça-feira, "a Liga alemã de Futebol (DFL) anunciou a suspensão dos jogos das 1.ª e 2.ª Bundesligas até 30 de abril". Recorde-se que a entidade suspendera a competição, numa primeira instância, "até 2 de abril".

ÍNDIA: Lusa [15h41] | "Governo indiano ordena confinamento dos 1,3 mil milhões de habitantes." "O primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, ordenou hoje o confinamento total da Índia, que tem 1,3 mil milhões de habitantes, durante três semanas para tentar conter a pandemia da COVID-19. 'A partir da meia-noite de hoje, todo o país vai entrar em confinamento. Para salvar a Índia, para salvar cada cidadão', disse o chefe do governo indiano."

Marcelo Rebelo de Sousa

PORTUGAL: Expresso [13h29] Presidente da República e a renovação do estado de emergência: "Ponderação conjunta dos responsáveis políticos." A manhã de terça-feira ficou marcada pela reunião que juntou as principais figuras do Estado, responsáveis dos partidos com assento parlamentar e especialistas da saúde. No final, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, falou aos jornalistas e começou a sua intervenção a explicar a razão para a reunião. "Permitiu cimentar um espírito de coesão e de unidade. É uma batalha por Portugal, é a batalha de todos os portugueses, é a batalha de todos os responsáveis políticos, económicos e sociais", afirmou.

"Há razões para ter esperança. Todos estavam a remar no mesmo sentido. E vamos remar no mesmo sentido. Fizemos aquilo que os portugueses estão a fazer em casa: unimo-nos", continuou Marcelo Rebelo de Sousa.

O Presidente da República recusou fazer futurologia sobre o caminho desenvolvido pelo coronavírus no País e, igualmente, sobre a eventual crise financeira que poderá atingir a economia lusa. "Não é possível fazer previsões certas, mas não vimos nenhuma razão por parte dos especialistas para falar do prolongamento do crescimento", frisou. "Saio menos preocupado", admitiu, todavia.

"O inverno vai ser passado sem vacina", constatou ainda o Presidente da República, que terminou a revelar a existência de nova reunião no início de abril para se perceber se fará ou não sentido renovar o estado de emergência atualmente em vigência em Portugal. "Sabem que no dia 2 de abril cessa a vigência do estado de emergência e coloca-se a questão da sua renovação ou não. Faz sentido uma ponderação conjunta dos responsáveis políticos com os especialistas no domínio da saúde", apontou.

PORTUGAL: RTP3 [13h01] | Nova abordagem ao doente COVID-19 em vigor na quinta-feira. António Sales, secretário de Estado da Saúde, marcou presença na conferência de Imprensa de divulgação dos números do dia em Portugal e revelou a nova norma que mudará a abordagem aos doentes com coronavírus. "Foi publicada a norma 4 de 2020 que altera a abordagem ao doente COVID-19, nomeadamente na fase de mitigação e que entra em vigor às 00h00 no dia 26 de março. Esta abordagem obrigará a cada Centro de Saúde a ter, pelo menos, uma área dedicada à COVID-19", explicou.

"É o tempo de cerrarmos fileiras, cada um fazer a sua parte, porque somos todos agentes de saúde pública", advertiu ainda António Sales.

PORTUGAL: RTP3 [13h00] | Números do dia em Portugal. Segundo o boletim divulgado pela Direção-Geral de Saúde, há "2362 casos positivos" no País e os óbitos, em 24 horas, passaram dos 23 para os 30. Há, ainda, 22 recuperados.

Boletim 24 de março

JAPÃO: COI [12h46] | Jogos Olímpicos oficialmente adiados para 2021. O Comité Olímpico Internacional, num comunicado elaborado em conjunto com a organização do Tóquio 2020, anunciou oficialmente o adiamento da realização dos Jogos Olímpicos. "Dadas as circunstâncias, o presidente do COI e o primeiro-ministro do Japão concluíram que os Jogos Olímpicos de Tóquio têm de ser adiados para uma data posterior a 2020, mas nunca para lá do verão de 2021, na salvaguarda da saúde dos atletas e de todas as pessoas envolvidas nos Jogos Olímpicos e de toda a comunidade internacional. A chama olímpica continuará no Japão de modo a ficar como um sinal de esperança ao fundo do túnel", pode ler-se no comunicado.

ESPANHA: El País [12h00] | "Espanha supera as 500 mortes num só dia." "Espanha regista quase 2700 mortes com coronavírus (mais 514 do que na segunda-feira), e está perto dos 40 000 infetados (um aumento de quase 20% nas últimas 24 horas), de acordo com o balanço mais recente do Ministério da Saúde. Quase 3800 pessoas receberam alta e 2636 permanecem na Unidade de Cuidados Intensivos."

BÉLGICA: La Libre [11h30] | COVID-19: os números do dia na Bélgica. O boletim de 24 de março revelou "4269 casos confirmados e 1859 pessoas hospitalizadas, sendo que 381 delas estão nos Cuidados Intensivos". "Já faleceram 122 doentes."

FRANÇA: Le Figaro [10h14] | "Oficialmente em estado de emergência." "França está oficialmente, e durante dois meses, em estado de emergência sanitária, um regime que obriga ao confinamento e outras medidas que restringem as liberdades dos cidadãos."

23 de março

PORTUGAL: TVI [20h55] | António Costa: "Espero que os portugueses tenham civismo." "Não pode voltar a acontecer o que aconteceu este fim de semana, com tantas pessoas nas marginais. Agravar medidas de estado de emergência? Devemos salvaguardar a liberdade e ter uma atitude pedagógica. Se for necessário impor um quadro sancionatório, vamos impô-lo, mas espero que os portugueses tenham civismo."

"Estão encomendados 280 mil testes rápidos e que chegarão ao longo dos próximos dias. Nesta semana chegarão 80 mil. Estamos a adquirir o que é possível. Os protocolos clínicos deverão ser definidos pelos clínicos. A Direção-Geral de Saúde é que decide. É uma decisão técnica e os políticos terão de acatar a decisão técnica. É difícil, porque muitas vezes essas decisões vão contra o senso comum. O que o Governo deve fazer é criar condições."

"Tem sido inédito para as escolas e os estudantes este sistema de ensino não presencial. A 9 de abril vamos reavaliar se é possível reabrir as escolas. O que está a acontecer no sistema de ensino é absolutamente extraordinário."

"Mesmo quando se controlar esta primeira onda de pandemia, os danos económicos vão continuar. A economia não vai passar imune a isto. Estamos a adotar medidas de emergência para chegar a maio e ter um programa a sério de relançamento da economia. (...) Há um debate duro na Comissão Europeia. Era impossível há uns anos a UE flexibilizar o pacto orçamental. (...) Temos de ter um plano Marshall ou von der Leyen para depois desta pandemia."

"De acordo com estudos epidemiológicos, o cenário de pico é meados de abril e o final desta primeira onda nos finais de maio. O objetivo é alisar a curva. No pior dos cenários, nunca perderemos o controlo da situação. O número de casos confirmados é inferior ao de casos estimados."

FRANÇA: BFMTV [18h09] | Coronavírus: 860 mortos e 19 856 casos agora confirmados em França. O ministro da Saúde francês, Olivier Véran, anunciou a morte de mais 186 pessoas e 3167 novos casos de coronavírus em apenas 24 horas. No total, 860 pessoas já morreram e 19 856 casos de contaminação por COVID-19 estão agora confirmados em solo francês.

Governo da Argentina

ARGENTINA: La Prensa | "Primeiro caso sem histórico de viagem ou contactos próximos no país." O governo argentino registou o "primeiro caso num doente sem histórico de viagem feita ou com contacto próximo a alguém no país que tenha viajado". Recorde-se que "na Argentina existem 266 casos confirmados, dos quais 190 com histórico de viagens internacionais, 59 são clusters de transmissão local, um caso sem histórico de viagens ou contacto próximo e 16 estão sob avaliação epidemiológica."

EUROPA: UEFA | Finais adiadas. "Como resultado da crise da COVID-19 na Europa, a UEFA tomou hoje formalmente a decisão de adiar as seguintes partidas, originalmente agendadas para maio de 2020:

  • Final da Liga dos Campeões Feminina

  • Final da Liga Europa

  • Final da Liga dos Campeões

Nenhuma decisão ainda foi tomada em relação a novas datas. O grupo de trabalho, criado na semana passada como resultado da teleconferência entre as partes interessadas do futebol europeu, chefiado pelo presidente da UEFA, Aleksander Ceferin, analisará as opções disponíveis. O grupo já iniciou a análise ao calendário. Os anúncios serão feitos em devido tempo."

LUXEMBURGO: Le Quotidien [17h39] | Coronavírus: balanço do dia sem novas mortes. As autoridades luxemburguesas divulgaram os novos números onde constam 77 novos casos da COVID-19, sendo que o país tem 875 casos ativos e as mesmas oito mortes registadas desde o dia 21 de março.

MUNDO: Expresso [17h31] | Organização Mundial da Saúde alerta para o aceleramento da pandemia. "A pandemia do coronavírus ‘está a acelerar’, alertou esta segunda-feira o diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus. O alerta da organização é feito numa altura em que os casos de infeção estão acima dos 350 mil e o número de mortes ultrapassou os 15 mil em todo o mundo."

ITÁLIA: La Repubblica [17h23] | Números em Itália baixam pelo segundo dia consecutivo. O boletim do dia foi apresentado por Ângelo Borrelli, que informou que "o número de infeções por coronavírus e vítimas nas últimas 24 horas confirmou uma ligeira diminuição". O comissário da Proteção Civil confirmou que "os casos positivos são de 50 418, mais 3780, contra os 3957 do dia anterior; há 602 óbitos a registar, contra os 651 de ontem e os 793 de domingo, elevando o total para 6057."

ESTADOS UNIDOS: RTP [17h04] | Números do dia nos Estados Unidos da AméricaO número de casos do novo coronavírus aumentou para um total de 41 708. Há ainda a registar 573 vítimas mortais, mas 201 do que no último balanço. Já há casos em todos os estados norte-americanos.

Logo da Liga

PORTUGAL: Liga Portugal | "Comissão Permanente faz ponto de situação." "A Comissão Permanente de Calendários reuniu-se, na tarde desta segunda-feira, por videoconferência, para fazer novo ponto de situação sobre a evolução da COVID-19. Assim, e contando com a presença de todos os clubes que integram a referida Comissão (SL Benfica, FC Porto, Sporting CP, Tondela, Gil Vicente, CD Cova da Piedade, Leixões e CD Mafra) e com os respetivos responsáveis clínicos e operadores televisivos, a Comissão Permanente concluiu o seguinte:

  • Perante o decretamento do atual estado de emergência e a evolução da atual situação em que vivemos ainda não se mostra possível aferir de uma data expectável para o regresso das competições;

  • Não obstante o estabelecido no Decreto 2-A/2020 da Presidência do Conselho de Ministros, de 20 março de 2020, a CPC reforça a recomendação a todas as equipas da suspensão dos treinos em grupo, assim como da promoção de uma conduta de contenção social de todos os agentes desportivos;

  • Continuar o permanente acompanhamento da evolução da situação do País e o escrupuloso cumprimento de todas as diretrizes definidas pelo Governo e pelas autoridades de saúde.

A CPC mantém-se a acompanhar a situação, recorrendo aos entendimentos dos diversos departamentos médicos bem como de todos os demais desenvolvimentos em termos das diretrizes do Governo, da DGS e das indicações internacionais."

ESPANHA: Record [16h56] | "Fernando Martín, ex-presidente do Real Madrid, internado em estado grave." "O empresário de 72 anos, que liderou o clube merengue em 2006, está internado em estado grave, nos cuidados intensivos do Hospital Puerta de Hierro, em Madrid, depois de ter testado positivo para o Coronavírus." Já no passado sábado (21 de março), a COVID-19 provocou a morte de Lorenzo Sanz, também ele ex-presidente do Real Madrid.

INGLATERRA: The Guardian [16h10] | Mortes aumentam no país. Segundo o boletim divulgado hoje pelo Serviço Nacional de Saúde inglês, os números mostram que "faleceram 46 por coronavírus nas últimas 24 horas, passando para o número total de mortes para 303".

BÉLGICA: La Libre Belgique [15h44] | Coronavírus na Bélgica: 342 novos casos, 88 mortes no total. São 342 os novos casos de contaminação por COVID-19 na Bélgica, elevando para 3743 o número total de belgas infetados com o coronavírus. 13 pessoas morreram nas últimas 24 horas, o que perfaz um total de 88 mortos desde o início da pandemia no país. 

ALEMANHA: Der Spiegel [15h38] | "Primeiro teste realizado a Angela Merkel deu negativo." "O porta-voz do governo Steffen Seibert revelou que o teste de coronavírus feito à chanceler alemã deu negativo." Recorde-se que Angela Merkel havia estado em contacto com um médico infetado.

BRASIL: Corriere dello Sport [15h30] | "Presidente do Grémio testa positivo." "Romildo Bolzan Júnior, 60 anos, é o quarto caso da COVID-19 no clube." O presidente do Grémio de Porto Alegre encontra-se de boa saúde e está isolado em casa.

Parlamento Europeu

ITÁLIA: Il Messaggero | Primeira vítima no Parlamento Europeu é italiano. Um homem, de 41 anos, e que trabalhava no serviço técnico das Tecnologias de Informação, é a primeira vítima entre os funcionários do Parlamento Europeu. "Faleceu em Bruxelas devido ao coronavírus."

PORTUGAL: Lusa [15h29] "COVID-19: Lisboa abre dois centros de rastreio." "Lisboa conta a partir de hoje com dois centros de rastreio à COVID-19, nas freguesias do Lumiar e Parque das Nações, com capacidade para fazer um total de cerca de 500 testes por dia."

ITÁLIA: Corriere della Sera [14h55] | Cidadãos e cidades italianas monitorizados por drones. Em nota oficial, a ENAC, órgão de controlo dos voos, autorizou a "monitorização de movimentos em áreas urbanas". A "monitorização de cidadãos também pode ser realizada com drones". Estas medidas visam a "contenção da emergência epidemiológica do coronavírus".

BRASIL: Lusa [14h23] | Suspensão dos contratos de trabalho autorizada no Brasil. "O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, assinou uma medida provisória que autoriza a suspensão de contratos de trabalho até quatro meses durante o período de calamidade pública causada pela pandemia do novo coronavírus."

PORTUGAL: SIC [13h10] | "Mário Centeno: 'Presidente da República promulgou o Orçamento'." O ministro das Finanças, após reunir com o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, falou aos jornalistas. "Foi uma reunião muito produtiva. O Presidente da República tem mantido reuniões regulares com o Governo. Nesta reunião partilhámos a avaliação que fazemos da situação económico-financeira em Portugal e na União Europeia", começou por dizer, revelando de seguida: "O Presidente da República acabou de promulgar o Orçamento de Estado, que é a base para o Governo trabalhar em 2020. Temos tido a felicidade de cumprir os objetivos orçamentais propostos, mas este ano teremos um enorme desafio. Esta execução orçamental é a mais desafiante. Prevemos que o Orçamento de Estado entre em vigor a 1 de abril."

António Sales

PORTUGAL: RTP3 [12h29] | Secretário de Estado da Saúde garante mais material esta semana. Na habitual conferência de Imprensa, António Sales fez algumas revelações aos portugueses, começando pelo boletim diário atualizado: "Vamos aos números: 2060 casos, mais 460 do que ontem [domingo], 201 doentes em internamento, dos quais 47 em Unidade de Cuidados Intensivos e 23 óbitos que lamentamos. Há também 14 recuperações."

O secretário de Estado da Saúde recordou a importância do cumprimento das medidas restritivas em vigor em Portugal. "Importa lembrar que as medidas de emergência visam salvaguardar a nossa saúde pública. Serve para que os portugueses não adoeçam, mas caso aconteça, que não aconteça com todos ao mesmo tempo por forma a que o Serviço Nacional de Saúde continue a dar resposta, e dê tempo ao Ministério da Saúde para a aquisição de material para os profissionais de saúde e para os doentes", sublinhou, acrescentando: "Esta semana teremos mais de dois milhões de máscaras cirúrgicas, mais dois milhões de máscaras FP2, e mais cerca de 50 000 zaragatoas."

"Sobre a testagem, temos vindo a aumentar. No público temos capacidade para 2500 testes diários e no privado temos capacidade para 1500 testes diários. Estamos a aumentar progressivamente a nossa capacidade de testagem", adiantou ainda António Sales.

ESPANHA: Marca [12h16] | Todo o futebol espanhol suspenso até autorização do Governo para o regresso. "A Liga espanhola e a Real Federação Espanhola de Futebol fizeram um comunicado conjunto no qual oficializam que a extensão que foi estabelecida para o Estado de Alarme se aplica, claro, a todo o futebol espanhol. Dessa forma, ambas as instituições sublinharam que o futebol não será jogado em Espanha até que o governo considere que não representa nenhum risco à saúde."

PORTUGAL: TVI24 [12h00] | Números atualizados da COVID-19 em Portugal. A Direção-Geral da Saúde revelou no final da manhã o boletim diário com os dados do coronavírus no País. Há, neste momento, em Portugal "2060 casos confirmados, 14 recuperados e 23 mortos".

ESPANHA: El País [11h42] | "Espanha soma 2182 mortos e mais de 33 mil infetados." "Em Espanha faleceram 2182 pessoas com coronavírus, mais 462 que no domingo, segundo os últimos dados fornecidos pelo Ministério da Saúde. Os infetados são mais de 33 000, um crescimento de 16% nas últimas 24 horas. Há 2355 doentes nos cuidados intensivos e 3355 já receberam alta."

FRANÇA: Le Figaro [11h23] | Coronavíus: faleceram mais dois médicos em França. "Após a morte no domingo de Jean-Marc Razafindranazy, 67 anos, médico de emergência em Compiègne, nesta segunda-feira, dois médicos de Haut-Rhin e Moselle morreram devido ao coronavírus."

22 de março

reuniao

PORTUGAL: SIC Notícias [20h40] | Balanço do primeiro dia do estado de emergência em Portugal. Eduardo Cabrita, ministro da Administração Interna, falou aos jornalistas no final do encontro da primeira reunião da estrutura que acompanha e monitoriza a aplicação das medidas de contenção previstas na declaração de estado de emergência para fazer face à COVID-19. A reunião, coordenada pelo próprio, decorreu desde as 17h00, no Ministério, em Lisboa.

"Como sabem, Portugal está em estado de emergência devido à epidemia do coronavírus. Estas medidas constantes no decreto de estado de emergência entraram em vigor às 00h00 deste domingo. Realizou-se a primeira reunião da estrutura de monitorização e foi possível acompanhar a experiência das primeiras horas de aplicação do decreto do Governo, levantamento de questões de articulação de várias áreas governativas, bem como mecanismos de monitorização permanente. Esta estrutura está, desde agora, em funcionamento permanente e em rede entre todos os seus membros", referiu o ministro. 

Da estrutura fazem parte representantes das forças e serviços de segurança e secretários de Estado das áreas governativas da Economia, dos Negócios Estrangeiros, da Presidência do Conselho de Ministros, da Defesa Nacional, da Administração Pública, da Saúde, do Ambiente, das Infraestruturas e Habitação e da Agricultura.

"Relativamente ao balanço do primeiro dia, queria realçar o espírito de solidariedade e civismo que todos os portugueses manifestam na aplicação de significativas, mas indispensáveis, restrições; as forças de segurança transmitiram-nos que as ações desenvolvidas foram quase exclusivamente pedagógicas e de informação. Houve intervenções nas marginais de Mangualde e da Póvoa do Varzim, ou no Santuário do Sameiro com aglomerações de cidadãos. Houve sete detenções por desobediência", revelou Eduardo Cabrita. 

ESTADOS UNIDOS: Universidade Johns Hopkins | Mais de 100 mortos por COVID-19 num dia nos EUA. Em 24 horas, nos Estados Unidos da América, o número de mortes passou de 278 para 389, sendo os estados de Nova Iorque, Washington e Califórnia os mais afetados. Os Estados Unidos têm, atualmente, 31 057 infetados, ultrapassaram a Alemanha e Espanha e tornaram-se o 3.º país do mundo com mais casos diagnosticados.

FRANÇA: Le Figaro [19h11] | Coronavírus: os números do dia em França. "O diretor-geral da Saúde francês, Jérome Salomon, realizou a sua habitual avaliação do dia da COVID-19 no país" e os números mais atualizados são: "674 mortes (+112 em 24 horas), 87% dos falecidos tinham mais de 70 anos." "O número de infeções confirmadas passa para 16 018, sendo que 7240 pessoas estão hospitalizadas."

ÍNDIA: Reuters | "Nova Deli e dezenas de distritos na Índia fechados para conter o coronavírus." "Nova Deli é um dos vários distritos no país em quarentena geográfica até 31 de março, anunciou o governo da capital indiana." Esta é uma medida que pretende controlar a propagação da epidemia e onde os "polícias têm poder para punir os infratores".

ALEMANHA: Welt [17h58] | Angela Merkel em quarentena. O médico que vacinou recentemente a chanceler deu positivo para a COVID-19 e Angela Merkel tomou a decisão de se colocar em quarentena.

ESPANHA: Lusa [17h23] | "Tenor Plácido Domingo infetado." "O tenor espanhol Plácido Domingo anunciou que está infetado com o novo coronavírus." Ficará em isolamento e "apelou à adoção de medidas que impeçam a propagação da pandemia".

Itália

ITÁLIA: Corriere Della Sera | Coronavírus em Itália: o boletim de 22 de março. Em Itália, desde o início da epidemia de COVID-19, 59 138 pessoas contraíram o vírus (mais 5560 do que ontem, com um crescimento de 10,4%). De acordo com os dados oficiais da Proteção Civil, as vítimas mortais aumentaram 13,5% nas últimas 24 horas (mais 651 óbitos). "Em comparação com os dados de ontem, há um número ligeiramente decrescente. Não devemos baixar a guarda, devemos continuar com as medidas tomadas e respeitar as indicações", alertou Franco Locatelli, presidente do Conselho Superior de Saúde.

REINO UNIDO: Sky News [17h22] | Coronavírus: número de mortes no Reino Unido aumenta para 281. "O número de mortes no Reino Unido chegou aos 281, informou o governo britânico, com mais 48 óbitos nas últimas 24 horas. Atualmente, existem 5683 casos confirmados, mais 665 do que na véspera."

AUSTRÁLIA: News.com.au | Temporada do campeonato de Râguebi suspenso. Completada a primeira jornada, e num momento de emergência devido ao coronavírus, o campeonato de râguebi do país foi suspenso até maio, numa decisão inédita em termos desportivos na Austrália.

FRANÇA: L’Équipe [15h54] | Ministro da Saúde francês não se vê a autorizar a ida dos atletas franceses às Olimpíadas. "O ministro da Saúde, Olivier Véran, disse, este domingo, estar relutante em enviar atletas para o Japão para os Jogos Olímpicos no meio de uma pandemia como é o novo coronavírus, isto após pedidos de várias instituições desportivas para adiar os Jogos."

Polícia Itália

ITÁLIA: La Repubblica | Proibidas as viagens para fora do município de residência. "Para evitar o êxodo de trabalhadores de empresas que fecharão em virtude no novo decreto, os ministros da Saúde, Roberto Speranza, e do Interior, Luciana Lamorgese, adotaram uma lei que proíbe a mobilização de meios de transporte público ou privado para um município diferente daquele em que estão localizados, exceto por 'necessidades comprovadas de trabalho ou de absoluta urgência por razões de saúde'. A medida entra imediatamente em vigor."

ITÁLIA: Corriere dello Sport [15h54] | "Cristiano Ronaldo em campo contra o coronavírus." Depois de o capitão da Seleção portuguesa ter testado negativo para a COVID-19, eis que surge a notícia de que o "campeão pela Juventus estará a equacionar adquirir máquinas e máscaras" para apetrechar hospitais, "tal como fez o seu empresário, Jorge Mendes".

ESPANHA: Marca [15h49] | "Pedro Sánchez estende estado de emergência e ascendem a 1720 o número de falecidos." "De acordo os últimos dados facultados pelo Ministério da Saúde, em Espanha há 28 572 pessoas infetadas com a COVID-19. 1 785 estão na Unidade de Cuidados Intensivos. O número de mortes ascene a 1 720, sendo que 394 falecimentos ocorreram nas últimas 24 horas. 2 575 pessoas infetadas já receberam alta."

ALEMANHA: Der Spiegel [15h25] | "Governos federais e estaduais concordam com uma proibição extensiva de contactos." A chanceler alemã, Angela Merkel, e os primeiros-ministros dos estados federais concordaram em nove pontos específicos, relativamente à pandemia de COVID-19.

CHINA: Sapo Desporto | "COVID-19: Teste de Fellaini dá positivo." "O internacional belga Marouane Fellaini testou positivo para o novo coronavírus depois de regressar à China, onde representa o Shandong Luneng. A revelação foi feita pelo clube e o próprio jogador acabaria por confirmar através das redes sociais."

Jogos Olímpicos

PORTUGAL: Record [15h19] | Quadro de exceção para os atletas do projeto Olímpico. "Os atletas de alto rendimento, incluindo os integrados no programa olímpico para Tóquio'2020, poderão treinar ao ar livre ou em instalações já testadas, ao abrigo de um 'quadro de exceção', anunciou este domingo o Comité Olímpico de Portugal (COP)." Os treinos podem decorrer na via pública, mas com curta duração.

MOÇAMBIQUE: O País [15h02] | Moçambique com um caso confirmado de COVID-19. "Moçambique tem o primeiro caso confirmado de Coronavírus. A informação foi avançada pelo ministro da Saúde, Armindo Tiago, numa conferência de Imprensa realizada esta tarde, onde o governante revelou que o cidadão infetado pela COVID-19 é de nacionalidade moçambicana e tem 75 anos de idade. O mesmo, acaba de regressar do Reino Unido e encontra-se com sinais ligeiros."

PAÍSES BAIXOS: de Volkskrant [14h25] | Mais mortes e nas últimas 24 horas. "Foram confirmados novos números em relação à COVID-19 nos Países Baixos: nas últimas 24 horas, foram registadas mais 43 vítimas mortais, elevando o total para 179, com idades compreendidas entre os 57 e os 97 anos. O número de infetados subiu para 4204."

ESPANHA: AS [14h23] | Jogadores do Barcelona aceitam baixar salários. O plantel do FC Barcelona "não apresentará barreiras caso a situação desencadeada pelo coronavírus forçar a repensar a política económica do clube, afetando os salários dos jogadores".

Marta Temido CI DGS Covid-19

PORTUGAL: SIC Notícias [12h30] | 80% dos casos são "ligeiros" e estão em tratamento domiciliário, diz ministra. Na habitual conferência de Imprensa diária no Ministério da Saúde, Marta Temido e Graça Freitas atualizam o País sobre a evolução do surto. A ministra da Saúde assegura que "80% dos casos são ligeiros e estão em tratamento domiciliário". Marta Temido dirige-se às pessoas que estão em casa cumprindo o estado de emergência com uma palavra de incentivo: "Todos juntos vamos ser capazes de vencer isto." Para isso, diz a ministra, é preciso "manter a disciplina, adotar os hábitos de higiene já várias vezes transmitidos e manter as casas bem arejadas".

A diretora-geral da saúde, Graça Freitas, voltou a alertar para a questão da utilização de máscaras. "Não vale a pena a utilização de máscaras, sobretudo se não forem verdadeiras máscaras, mas pedaços de tecido. O importante é o distanciamento social e ter cuidado com o contacto com a boca e com o nariz." Questionada sobre as máscaras artesanais que algumas empresas estão a produzir, explicou que "aquele pano não é impermeável, vai ficar húmido e os vírus vão passar, só dá uma falsa sensação de segurança".

Graça Freitas CI 22 de Março Covid-19

Sobre o caso do lar em Vila Nova de Famalicão, onde oito funcionárias foram diagnosticadas com COVID-19, Marta Temido avisa que "estas instituições têm de ter um plano de contingência". "Tinham de ter pensado sobre como é que deviam preparar-se para responder a situação deste tipo, ter profissionais de segunda linha de prevenção para poder intervir, ter equipas a funcionar em espelho (por cada um que está a trabalhar, outro em casa, com turnos rotativos)", explicou a ministra, assegurando: "Nem sempre será fácil haver meios para isto, mas não podemos deixar 33 pessoas numa entidade, que por acaso não é do Estado, só com dois colaboradores."

"Todos os óbitos que ocorreram em Portugal correspondem àquele perfil clássico; são pessoas idosas e com múltipla patologia, patologia grave na maior parte das circunstâncias", esclareceu Graça Freitas.

PORTUGAL: SIC Notícias [12h11] | COVID-19: Portugal com 1600 casos e 14 mortes. No boletim diariamente divulgado, a Direção-Geral da Saúde (DGS) informou que o número de casos de COVID-19 registados em Portugal é agora de 1600. O número de mortes subiu também para 14, mais duas nas últimas 24 horas. 1152 pessoas aguardam o resultado laboratorial e 12 562 estão sob vigilância. Mantêm-se cinco casos de doentes que recuperaram. Entre as 14 mortes, cinco são na zona norte (mais uma do que ontem), quatro na região centro (igual a ontem), quatro na região de Lisboa e Vale do Tejo (mais uma do que ontem), e mantém-se uma no sul.

IRLANDA: The Times Sports [12h01] "Cork City deixa de pagar aos jogadores." "O Cork City anunciou que deixará de pagar aos jogadores a partir da próxima semana por causa da suspensão do futebol da Liga da Irlanda", suspensão que é devida à pandemia do novo coronavírus.

ESPANHA: El Mundo [10h28] | Espanha regista 1720 mortes por coronavírus, mais 394 em 24 horas. "Madrid, País Basco e Catalunha são as regiões com mais casos de infeção e morte. A direção-geral de saúde espanhola confirma um total de 28 572 casos de COVID-19, 3646 deles são novos, e 1720 óbitos, mais 394 nas últimas 24 horas. Madrid, que é a região mais afetada, excede as 1000 mortes, de acordo com os dados mais recentes fornecidos por Salvador Illa, Ministro da Saúde."

FRANÇALe Figaro [10h10] | "Olivier Véran anunciou a morte de um médico em França." O ministro da Saúde de França, Olivier Véran, anunciou nesta manhã o falecimento de um profissional de saúde devido ao Coronavírus. O ministro não especificou a região onde o médico exercia funções devido 'ao sigilo médico e por respeito à família'."

Madrid

ESPANHA: El País [10h10] | O governo decide estender o estado de emergência por mais 15 dias devido à crise do coronavírus. "O governo espanhol decidiu pedir autorização ao parlamento para prorrogar por mais 15 dias o estado de emergência em vigor até ao próximo sábado, comunicou o primeiro-ministro, Pedro Sánchez, numa videoconferência hoje com os presidentes das comunidades autónomas do país."

CHINA: The Washington Post [09h49] | "China inicia ensaios clínicos para vacina contra o Coronavírus." "Os ensaios clínicos estão a avançar a um bom ritmo, isto porque Chen Wei, general das forças armadas chinesas e membro da Academia de Engenharia da China, que lidera o projeto de vacinas mais promissor, disse anteriormente que esperava que os ensaios clínicos começassem em abril."

PORTUGAL: RTP [09h28] | Marcelo visita instalações para sem-abrigo. "O Presidente da República visitou as instalações do Pavilhão do Casal Vistoso, em Lisboa, que estão preparadas para acolher os sem-abrigo durante a Pandemia. A visita ocorreu antes do horário de abertura do Pavilhão. Marcelo Rebelo de Sousa foi acompanhado pela ministra do Trabalho e pelo presidente da Câmara de Lisboa."

21 de março

ESPANHA: Marca [21h09] | "Lorenzo Sanz morre de coronavírus." "Presidente do Real Madrid entre 1995 e 2000, Lorenzo Sanz morreu hoje em Madrid por causa do coronavírus. Sanz, 76 anos, entrou no hospital na terça-feira, 17 de março."

FRANÇA: Le Monde | COVID-19: os números do dia em França. "O governo anunciou que morreram 562 pessoas desde o início da epidemia; 14 459 casos testaram positivo; 6172 pessoas doentes estão hospitalizadas."

PORTUGAL: SIC Notícias [18h26] | Presidente e vereador da CM Matosinhos infetados. Luísa Salgueiro e António Correia Pinto, presidente da Câmara Municipal e vereador da Educação e da Qualificação Ambiental, respetivamente, estão infetados com a COVID-19. A autarca está "assintomática e em isolamento" e o vereador está "internado e estável."

Dybala

ITÁLIA: Sapo Desporto [18h10] | Dybala anuncia ter contraído COVID-19. "Paulo Dybala anuncia ter testado positivo para a COVID-19. Através de uma mensagem no seu Twitter oficial, o craque argentino revelou que tanto ele como a namorada Oriana testaram positivo para o novo coronavírus, mas que ambos se encontram 'em perfeito estado'."

GEÓRGIA: Reuters [18h05] | "Geórgia declara estado de emergência de um mês devido a coronavírus." Este sábado, e com efeito imediato, a "Geórgia decretou estado de emergência por um mês". Foram ainda proibidas "as reuniões com mais de 10 pessoas, na tentativa de propagação do vírus".

ESTADOS UNIDOS: USA Today | "Vice-presidente Mike Pence vai ser testado no dia em que os EUA estão perto dos 20 000 infetados." Após um funcionário diretamente ligado a Mike Pence testar positivo, "o vice-presidente e a esposa vão fazer o teste ao novo coronavírus". Nos Estados Unidos da América "existem, pelo menos, 275 mortes e mais de 19 900 casos confirmados".

INGLATERRA: BBC News [17h33] | Mortes no Reino Unido sobe para 233. "A NHS confirma mais 53 mortes com coronavírus em Inglaterra." No país, o número passa para 220. Nos restantes países do reino, os números são os seguintes: "Mais duas mortes foram registadas no País de Gales, elevando o total para cinco e outra morte na Escócia, elevando o número para sete; a Irlanda do Norte registou uma morte."

ALEMANHA: Sapo Desporto [17h28] | Mais um jogador infetado no clube de André Silva e Paciência. "Com quase 22 mil infetados e cerca de 75 mortos contabilizados na Alemanha, devido ao novo surto do novo coronavírus, o Eintracht Frankfurt acaba de informar, através das redes sociais, que tem mais um jogador infetado com COVID-19."

Milão, Itália

ITÁLIA: La Repubblica | Novo máximo de mortos num dia em Itália. Ângelo Borrelli, comandante da Proteção Civil italiana, apresentou, ao final da tarde, os números do coronavírus no país e os mesmos são alarmantes. "Hoje morreram 793 pessoas – novo máximo diário –, passando o número de mortes para 4825 pessoas. O total de infetados é de agora 42 681."

MUNDO: Sapo Desporto [16h39] | COVID-19: Mundial de hóquei no gelo cancelado devido à pandemia. "O Mundial de hóquei no gelo, que deveria disputar-se entre 8 e 24 de maio, na Suíça, foi hoje cancelado pela Federação Internacional da modalidade, devido à pandemia de COVID-19. Em comunicado, o organismo que regula o hóquei no gelo assinalou que a prova, marcada para as cidades de Zurique e Lausana, 'não pode decorrer' e é, 'obviamente, impossível mudá-la para outro país'."

BRASIL: Folha de São Paulo [16h26] | "Governo de São Paulo decreta o fecho total de serviços não essenciais." "O governador de São Paulo, João Dória, anunciou o estado de quarentena durante 15 dias, como medida de combate à pandemia coronavírus, que arranca na terça-feira, dia 24 de março."

FINLÂNDIA: Lusa [16h03] | "Finlândia regista a primeira morte." "A Finlândia registou a primeira morte provocada pelo novo coronavírus, um homem idoso que vivia na capital, avançou hoje o Instituto Finlandês de Saúde e Bem-Estar (THL)."

CHINA: EFE | "Terceiro dia sem novos contágios na China." "A China viveu o terceiro dia consecutivo sem novas infeções por coronavírus, embora os casos detetados no exterior continuem a aumentar, o que levou a mais medidas de controlo extremo para todos aqueles que regressem ao país, sejam nacionais ou estrangeiros." Nas últimas 24 horas foram registados 41 casos importados.

Avião

TURQUIA: Lusa [15h39] | "Turquia suspende voos para 46 países, incluindo Portugal." "A Turquia suspendeu as ligações aéreas com 46 países, incluindo Portugal e várias nações da América Latina, medida que tem como objetivo tentar limitar a propagação da pandemia de COVID-19, anunciaram hoje as autoridades turcas." A suspensão entrou em vigor às 14h00 portuguesas.

ALEMANHA: Welt [15h22] | "Mais de 20 000 infetados na Alemanha." Com o aumento de casos em todo o mundo, "as autoridades estatais de saúde relatam que são mais de 20 mil os infetados no país". Em colaboração com a autoridades estatais alemãs está a Universidade Johns Hopkins que fala em 21 652 casos confirmados na Alemanha, 73 óbitos e 209 recuperados. Este número alarmante de casos coloca a República Federal no 4.º lugar dos países do mundo com mais casos diagnosticados, só ultrapassado pela China, Itália e Espanha.

BÉLGICA: La Libre | Os números da COVID-19 na Bélgica. Já foram registados "2815 casos de coronavírus, 1089 estão hospitalizados e 67 óbitos".

FRANÇA: Le Figaro [14h44] | "Coronavírus: quase um bilião de pessoas confinadas ao mundo." "900 milhões de pessoas em todo o mundo estão confinadas em suas casas em mais de 30 países, seja como parte de medidas obrigatórias ou com recomendações simples."

FRANÇA: Le Monde [14h10] | "Como a Assembleia Nacional se tornou um ‘cluster’." "26 pessoas que visitaram o Palácio Bourbon declararam estar infetadas a 16 de março, incluindo 18 deputados." A instituição tornou-se um foco da economia.

LUXEMBURGO: Le Quotidien [13h41] | COVID-19: evolução no Luxemburgo. "Este sábado, o Ministério da Saúde revelou o relatório diário sobre a evolução da disseminação do coronavírus no Luxemburgo. O número aumenta para 670 (+186 do que na sexta-feira) infeções e são agora 8 mortes (+3). 26 pacientes com COVID-19 estão hospitalizados."

CI 21 de março DGS Covid-19

PORTUGAL: RTP3 [12h37] | Marta Temido: "Estimamos que o pico da curva seja à volta de 14 de abril." A ministra da Saúde, em conferência de Imprensa, revelou a data provável para o pico da curva da COVID-19 em Portugal, bem como a existência de um novo modelo de abordagem por parte do Serviço Nacional de Saúde e demais entidades em relação ao doente com coronavírus. "Como podem ver pelo boletim, há cinco casos que já recuperaram e que voltaram às suas vidas normais. De acordo com o número de caos de COVID-19, e com os cálculos dos dados epidemiológicos, estima-se que o pico da curva será à volta de 14 de abril", partilhou.

Marta Temido revelou, ainda, aos jornalistas que, "face ao que tem sido ao alargamento da expansão geográfica da pandemia, e uma tendência crescente da curva, mas com um abrandamento na inclinação da curva, irá ser, na semana que vem, aplicado um novo modelo ao doente COVID-19". "A Direção-Geral da Saúde e os seus peritos têm trabalho nesse modelo que já está bastante desenvolvido para o libertarmos e comunicarmos hoje a todas as entidades, com aplicabilidade na próxima quinta-feira." Segundo a ministra da Saúde haverá a "distribuição de mais equipamentos de proteção individual e de mais testes de forma a que tenhamos condições logísticas para a boa aplicação deste novo modelo".

ESPANHA: El País [12h19] | Números atualizados em Espanha. O país vizinho é o "segundo da Europa com mais casos de COVID-19", com "24926 casos detetados. Já morreram 1326 pessoas e há 1585 recuperados".

ESPANHA: La Vanguardia [12h15] | "FC Barcelona coloca as suas instalações à disposição da Generalidade". "O clube blaugrana mostra o seu lado mais solidário diante de um hipotético colapso dos meios de saúde catalã."

PORTUGAL: RTP3 [12h00] | Números do coronavírus em Portugal. A Direção-Geral de Saúde divulgou os números da COVID-19 no nosso País ao final da manhã: "1280 infetados, 156 doentes internados, 35 estão nos cuidados intensivos, 5 estão recuperados e já há 12 falecidos pela COVID-19."

20 de março

António Costa

PORTUGAL: RTP1 [21h42] | "Temos de ser sérios com as pessoas que nos estão a ouvir: decretámos estado de emergência por 15 dias, mas ninguém sabe se daqui a 15 dias não o estaremos a renovar." O primeiro-ministro, António Costa, falou aos portugueses, já na noite desta sexta-feira, após reunião urgente do Conselho de Ministros, no Palácio da Ajuda, para debater as medidas de apoio social e económico para a população afetada pela pandemia de COVID-19.

"Temos de ser sérios com as pessoas que nos estão a ouvir. Decretámos estado de emergência por 15 dias, mas ninguém sabe se daqui a 15 dias não o estaremos a renovar. E sejamos francos: se agora foi necessário decretar o estado de emergência, não será daqui a 15 dias que as razões para o estado de emergência terão desaparecido."

"A crise que estamos a viver tem uma causa extraordinária e bem conhecida. É uma crise que, com base num vírus, tem devastado a nível global as economias. Isto tem um impacto absolutamente extraordinário, que não podemos evitar que exista. Não podemos é aceitar e conformar-nos com que esse impacto se torne irreversível."

António Costa

"Todos sabemos já que a curva da pandemia se estende pelo menos nesta primeira onda até ao final de maio. Há incertezas sobre o que acontece a seguir: haverá uma segunda onda? O vírus continuará entre nós no próximo inverno? Há muitos pontos de interrogação. Há algo que é absolutamente certo: é que temos de conseguir preservar-nos até junho para, uma vez concluída esta primeira onda pandémica, podermos então avaliar os danos e perspetivar o futuro em conjunto."

António Costa

"Está em causa uma pandemia, está em causa tratar e salvar a vida dos portugueses, mas este é também um momento de urgência econômica. Este será seguramente um trimestre muito duro para todos, e aquilo que é absolutamente essencial é podermos assegurar a travessia destes três meses que temos pela frente para em junho podermos avaliar os danos sofridos e perspetivar um novo futuro para a nossa economia."

António Costa

"É absolutamente essencial que possamos proteger o emprego, que possamos garantir o rendimento das famílias e evitar a destruição das empresas. Este é um esforço que compete a todos. Ninguém seguramente tem ilusões que seja possível ter um encerramento de um tão vasto número de atividades e empresas, e termos uma atitude de recolhimento generalizado sem que isso tenha pesadas consequências para a nossa economia."

FRANÇA: Le Monde [18h30] | Coronavírus: 450 mortos desde o início da epidemia em França. "Em França 450 pessoas já morreram por causa do coronavírus, anunciou sexta-feira Jérôme Salomon, diretor-geral de Saúde. O país tem agora 12 612 casos confirmados, dos quais 5226 estão hospitalizados, 1297 deles em estado grave/terapia intensiva. 1587 saíram do hospital curados."

UNIÃO EUROPEIA: Observador [17h43] | Bruxelas suspende disciplina do défice. Governos podem injetar os milhões que forem necessários nas economias. "A Comissão Europeia ativou, pela primeira vez, a cláusula de salvaguarda do pacto de estabilidade dos países da zona euro, permitindo aos estados-membros gastar tudo o que for necessário, ou tudo o que conseguirem, para travar o impacto do surto de COVID-19 na economia. O anúncio foi feito pela presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyden, através do Twitter. Pela primeira vez fica suspensa a disciplina orçamental que obriga os países a cumprirem metas para o défice e para a dívida pública."

Itália

ITÁLIA: La Stampa [17h03] | Coronavírus: 4032 vítimas mortais, mais 627 do que ontem. "As autoridades italianas registaram 4670 novos casos de infeção com o novo Coronavírus nas últimas 24 horas. O número de mortes causadas pela COVID-19 atingiu as 4032, com 627 óbitos no espaço de apenas um dia, revela o mais recente boletim divulgado hoje pela Proteção Civil."

BRASIL: El País Brasil [16h20] | "Senado aprova por unanimidade estado de calamidade pública no Brasil." "O Senado Federal aprovou por unanimidade o decreto de Jair Bolsonaro que declara estado de calamidade pública no Brasil. A partir de agora, o Executivo tem autorização para desobedecer às metas fiscais estabelecidas para 2020 desde que os recursos sejam usados para custear as medidas de combate à pandemia de COVID-19."

COREIA DO SUL: Yohnhap News Agency [14h34] | Quarentena para passageiros vindos da Europa. "A Coreia do Sul registou novamente menos de 100 novos casos diários de COVID-19, mas as autoridades de saúde permaneceram em alerta máximo sobre novas infeções por casos importados. A partir de domingo, todos os passageiros da Europa para estadias prolongadas enfrentarão uma quarentena de 14 dias, independentemente dos sintomas."

ESPANHA: El Confidencial [14h12] | Infeções por coronavírus em Espanha aumentam para 19 980 e há 1002 mortos. "O diretor do Centro de Alertas e Emergências de Saúde do Ministério da Saúde espanhol, Fernando Simón, oficializou os dados de infeções por COVID-19 em Espanha, que chega aos 19 980, com um aumento de 16,5% em relação a ontem (2833 novos casos positivos). Além disso, 1002 mortes foram registadas, representando um aumento de 30,6% em comparação com os dados do dia anterior."

Conferência de Imprensa DGS

PORTUGAL: TVI24 [12h45] | A partir da próxima semana quem entrar em Portugal fica em quarentena 14 dias. Graça Freitas, diretora-geral de Saúde, diz que vai haver uma norma nova, que entra em vigor na próxima semana, para que "quem entre em Portugal vai ter de ficar em isolamento profilático durante 14 dias".

Em conferência de Imprensa, Graça Freitas relembrou que o isolamento de pessoas doentes e sinalizadas é "obrigatório" e não uma recomendação e alertou para que, além dos "idosos", também os "hipertensos, diabéticos, pessoas com doença cardiovascular ou doença oncológica" precisam de "privar o mínimo possível com outros".

Na mesma conferência, António Lacerda Sales, secretário de Estado da Saúde, referiu que a linha SNS 24 continua também a ser reforçada."Os tempos de resposta ainda não são os que gostaríamos que fossem, mas continuamos a trabalhar. (…) Tivemos um recorde de chamadas na Linha de Atendimento ao Médico: 4150 chamadas atendidas", indicou António Lacerda Sales que disse ainda que "o sucesso no combate à epidemia, depende da resiliência pessoal" e que é importante "continuar a respeitar as orientações da Direção-Geral de Saúde".

PORTUGAL: SIC Notícias [12h09] | 6 mortos e 1020 casos de Covid-19 em Portugal. "A Direção-Geral da Saúde (DGS) anunciou a existência de seis mortes e 1020 casos confirmados de COVID-19 em Portugal. O número total de infetados subiu para 1020, mais 235 em relação a ontem, uma subida que representa um aumento de 30% em relação aos dados do dia anterior."

19 de março

Ovar

PORTUGAL: TVI24 [18h55] | Autarca de Ovar anuncia a primeira morte no concelho. Salvador Malheiro, presidente da Câmara Municipal de Ovar, confirmou a primeira morte por COVID-19 no concelho, a quarta em Portugal. "Era alguém bastante idoso", revelou o autarca.

PORTUGAL. PRINCIPAIS REGRAS DO ESTADO DE EMERGÊNCIA:

Imposto o ISOLAMENTO OBRIGATÓRIO (no hospital ou em casa) PARA PESSOAS INFETADAS com a COVID-19. Esta violação será considerada um crime de desobediência civil.

Medidas Estado Emergência COVID-19

PODEMOS sair para trabalhar, embora o teletrabalho seja recomendado a todos os trabalhadores que o possam fazer. Há TRANSPORTES PÚBLICOS para deslocações, mas com lotação limitada. Neste contexto PODEMOS circular em carro próprio, e os postos de combustível vão estar a funcionar.

PODEMOS ir ao supermercado. É permitido sair à rua para comprar bens de alimentação para levar para casa. Respeitando sempre os limites de número de pessoas dentro dos estabelecimentos.

PODEMOS encomendar comida. Os restaurantes estão fechados para o atendimento direto ao público, mas o fornecimento de refeições take-away é incentivado pelo Governo, bem como para fazer entregas ao domicílio.

Medidas Estado Emergência COVID-19

PODEMOS ir à padaria, à mercearia e/ou à farmácia. Estas podem manter-se abertas. Os centros comerciais vão estar fechados, exceto os supermercados ou quiosques que façam parte do centro comercial, porque vendem produtos considerados essenciais como comida, bebida, jornais e tabaco. 

PODEMOS ir aos bancos. Estes estão abertos, mas têm aconselhado os clientes a recorrer aos serviços online, no que for possível.

PODEMOS sair de casa para acompanhamento de menores em períodos de recreação ao ar livre de curta duração.

Medidas Estado Emergência COVID-19

PODEMOS IR CORRER, MAS NÃO EM GRUPO. As deslocações têm de ser de curta duração, e temos de ir sozinhos.

PODEMOS tratar do Cartão de Cidadão. As lojas do cidadão vão estar encerradas, porque concentram muitas pessoas, mas há postos de atendimento aos cidadãos descentralizados.

NÃO PODEMOS sair de carro para circular em lazer. As deslocações em carros particulares só podem acontecer quando servem para cumprir um dos fins permitidos para circular na via pública. Se for para comprar comida PODEMOS ir de carro.

Medidas Estado Emergência COVID-19

É TAMBÉM PERMITIDO CIRCULAR NA VIA PÚBLICA PARA: deslocações por motivos de urgência; deslocações por razões familiares, para assistência de pessoas vulneráveis, pessoas portadoras de deficiência, filhos, progenitores, idosos ou outros dependentes; deslocações por outras razões familiares imperativas, designadamente o cumprimento de partilha de responsabilidades parentais, conforme determinada por acordo entre os titulares das mesmas ou pelo tribunal competente; deslocação a agências bancárias e agências de corretores de seguros ou seguradoras; deslocações por parte de pessoal das missões diplomáticas, consulares e das organizações internacionais localizadas em Portugal, desde que relacionadas com o desempenho de funções oficiais.

Às pessoas com MAIS DE 70 ANOS é IMPOSTO UM DEVER ESPECIAL DE PROTEÇÃO. São aconselhadas a ficarem em casa. PODEM SAIR apenas em circunstâncias muito excecionais e estritamente necessárias, como, por exemplo, para comprar comida ou ir à farmácia. Ir ao banco ou aos CTT para tratar da reforma são situações consideradas muito excecionais e estritamente necessárias.

Medidas Estado Emergência COVID-19

É PERMITIDO ir ao centro de saúde, fazer "pequenos passeios higiénicos nas imediações da residência" ou passear os animais de companhia. Tirando estes casos, devemos permanecer em casa, respeitar o dever de recolhimento domiciliário. Ou seja, devemos evitar sair de casa além do necessário.

Nos estabelecimentos em espaço físico, devem ser adotadas as medidas que assegurem uma DISTÂNCIA MÍNIMA DE DOIS METROS ENTRE AS PESSOAS, uma permanência pelo tempo estritamente necessário à aquisição dos produtos e a proibição do consumo de produtos no seu interior. Pessoas com deficiência ou incapacidade, grávidas, pessoas acompanhadas de crianças de colo, profissionais de saúde ou outras pessoas que se encontrem numa situação de especial vulnerabilidade em virtude da COVID-19 devem ser atendidas com prioridade.

Medidas Estado Emergência COVID-19

Funerais com limite de pessoas e celebrações de cariz religioso proibidas. Está proibida a realização de celebrações de cariz religioso e de outros eventos de culto que impliquem uma aglomeração de pessoas. Mas existem soluções online. No site do Patriarcado de Lisboa, por exemplo, há horários de missas transmitidas online. A realização de funerais está condicionada à adoção de medidas organizacionais que garantam a inexistência de aglomerados de pessoas e o controlo das distâncias de segurança, designadamente a fixação de um limite máximo de presenças, a determinar pela autarquia local que exerça os poderes de gestão do respetivo cemitério.

PORTUGAL: [17h45] | O primeiro-ministro, António Costa, falou aos portugueses para apresentar as medidas aprovadas em Conselho de Ministros, relembrando que a violação das mesmas é considerado "crime de desobediência"

A preocupação foi assegurar "a máxima contenção e o mínimo de perturbação", disse António Costa, no início da sua declaração, anunciando o "isolamento obrigatório para pessoas doentes com COVID-19" e "pessoas em situações de vigilância decretada pelas autoridades de saúde". Os grupos de risco, reforçou, têm um "dever especial de proteção".

ESTADOS UNIDOS: The Guardian | [17h37] Trump diz que navios de cruzeiro serão disponibilizados como hospitais flutuantes. "O presidente americano, que anteriormente subestimou a ameaça do vírus, reconhece que a pandemia está a afetar várias partes do mundo."

ITÁLIA: II Messaggero [17h27] | Números oficiais do dia em Itália sobre o coronavírus. Segundo os dados divulgados pela Proteção Civil, o número de casos com coronavírus subiu para 41 035. Atualmente os casos positivos são 33 190, havendo mais 4480 que ontem, ou seja, o maior aumento de casos até agora. Itália regista também 3405 mortes, tendo ultrapassado o número de mortos na China, e 415 recuperações, somando um total de 4440.

PORTUGAL: SIC [14h18] | Regras do estado de emergência anunciadas às 17h00. O Conselho de Ministros reuniu-se hoje para aprovar medidas que concretizem o estado de emergência decretado pelo Presidente da República, aprovado pelo parlamento na quarta-feira, depois de parecer favorável do Governo. As regras do estado de emergência são anunciadas hoje às 17h00.

INGLATERRA: The Times [14h00] | Premier League suspensa pelo menos até 30 de abril. "As principais partes interessadas do futebol profissional inglês concordaram em estender a temporada 'indefinidamente', numa tentativa de terminar as competições nacionais, aumentando a perspetiva de um atraso para a época 2020/21."

Conferência DGS

PORTUGAL: TVI24 [12h23] | A diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, anunciou que, dos portugueses infetados com COVID-19, "só 15% estão internados". "Estamos a subir a curva, e nesta fase vamos mudar a nossa forma de atendimento. Gradualmente vamos passar de atendimento em hospitais de referência para outro modelo de atendimento. Quem tem sintomas ligeiros a moderados deve ligar para o SNS24, e será seguido no seu domicílio."

Na mesma conferência de Imprensa, o secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, disse que "a declaração de estado de emergência deixa-nos ainda mais alerta". "Os grupos de risco têm mesmo de estar em casa", reforçou o secretário de Estado, que anunciou ainda uma reorganização dos cuidados de saúde primários "quer para apoiar doentes com COVID-19 em tratamento domiciliário, quer para dar suporte a todos os doentes crónicos".

PORTUGAL: TVI24 [12h00] | 3 mortos e 785 casos confirmados em Portugal. "O número de mortos devido à pandemia de COVID-19 subiu para três em Portugal. De acordo com o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS), divulgado esta quinta-feira, o número de casos confirmados com coronavírus subiu para 785, ou seja, foram registados 143 novos casos nas últimas 24 horas." Casos suspeitos: 6061; casos não confirmados: 4778; casos que aguardam resultado laboratorial: 488; cadeias de transmissão ativa: 24.

ESPANHA: El País [12h00] | Espanha soma mais 169 mortos e 3431 novos casos de coronavírus. "Nas últimas 24 horas, Espanha soma 3431 novos casos de coronavírus e mais 169 mortes, segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde. No total, existem 17 147 infeções registadas e 767 mortes. Os novos positivos representam um aumento de aproximadamente 25%, segundo Fernando Simón, diretor do Centro de Coordenação de Emergências em Saúde. Há 939 pessoas internadas em unidades de terapia intensiva, 165 a mais que no dia anterior, e 1107 foram curadas."

COREIA DO SUL: Lusa [08h42] Coreia do Sul com 152 novos casos, mais 59 do que na véspera. "A Coreia do Sul registou hoje 152 novos casos de coronavírus, mais 59 do que na véspera, na sequência de novos focos de contágio locais no sudeste do país e nos arredores da capital, Seul. Ao todo, o Centro de Controlo da Prevenção de Doenças Contagiosas (KCDC) sul-coreano contabilizou 8565 contágios, dos quais 6527 estão ativos, enquanto 407 doentes tiveram alta e 91 morreram."

PORTUGAL: RR [00h00] "Está em vigor o estado de emergência." "Declarado pelo Presidente da República para conter a pandemia de Covid-19, o estado de emergência entrou em vigor às 00h00 desta quinta-feira e prolonga-se até às 23h59 de 2 de abril, segundo o decreto publicado em Diário da República. (...) A definição em concreto das condições de limitação dos direitos no estado de emergência ainda vai ser regulamentado pelo Governo no Conselho de Ministros na quinta-feira."

18 de março

Marcelo Rebelo de Sousa

PORTUGAL: RTP1 [20h00] | Marcelo Rebelo de Sousa declara estado de emergência. Nunca comunicação oficial ao País, o Presidente da República anunciou ter declarado o estado de emergência em Portugal. "Acabei de decretar o estado de emergência. É uma decisão excecional para um tempo excecional. Está a ser, e vai ser, um teste nunca vivido pelo nosso Sistema Nacional de Saúde e sociedade portuguesa, chamada a uma contenção e tratamento em família sem precedentes. Um desafio enorme para a nossa maneira de viver e economia", afirmou Marcelo Rebelo de Sousa num tom grave. "Trata-se de uma verdadeira guerra (...) Apostamos na contenção para tentar evitar o contágio e ganhar tempo para encontrar uma resposta. O Serviço Nacional de Saúde continua a fazer um trabalho notável. Os portugueses disciplinaram-se e foram, e têm sido, exemplares. Muitos esperam um milagre. Entendi ser do interesse nacional dar este passo. Agradeço ao primeiro-ministro e ao Governo por terem aderido. E à Assembleia da República por ter aprovado com prontidão." O estado de emergência entra em vigor à meia-noite desta quarta-feira.

FRANÇA: L'Équipe [19h35] | UEFA: fair-play financeiro menos feroz por causa do coronavírus. "Os especialistas da UEFA serão recetivos" e menos agressivos no cumprimento das regras de fair-play financeiro "aos clubes afetados economicamente com o coronavírus".

PORTUGAL: Lusa [19h34] | "Três militares infetados." "Três militares estão infetados com o novo coronavírus, apresentando 'bom prognóstico', um dos quais está internado no Hospital das forças Armadas, disse hoje à Lusa fonte do Ministério da Defesa Nacional."

ALEMANHA: Der Spiegel | "Alemanha suspende a admissão de refugiados humanitários". De modo a combater a pandemia COVID-19, a República Federal da Alemanha não aceitará mais refugiados, estando a admissão humanitária "suspensa até novo aviso".

ITÁLIA: Corriere dello Sport [18h37] | Brescia fecha sede. Numa nota oficial publicada no seu site, o clube italiano informou que a sede do clube estará encerrada até 28 de março pelo facto de ter dois funcionários infetados.

EUROPA: UEFA | "Youth League adiada." "À luz dos desenvolvimentos da propagação da COVID-19 na Europa e das decisões relacionadas tomadas por diferentes governos, os jogos dos oitavos de final e quartos de final da UEFA Youth League foram adiados. Consequentemente, a final four da UEFA Youth League, prevista durar entre 17 de abril e 20 de abril de 2020, também foi adiada." A nota que o organismo que tutela o futebol europeu tem no seu site informa que "mais informações sobre o reagendamento da competição serão fornecidas em devido tempo."

Estoril Open

PORTUGAL: MaisFutebol [18h07] | "Estoril Open cancelado." Num comunicado, a ATP informou do prolongamento da suspensão de todo o circuito até 7 de junho, o que abrange a prova de ténis realizada em Portugal que, em 2020, decorreria entre 25 de abril e 3 de maio.

ITÁLIA: Il Messaggero [17h38] | Números do dia em Itália sobre o coronavírus. "O alarme do coronavírus em Itália não cessa. Segundo os dados divulgados pela Proteção Civil, o total de casos desde o início da epidemia sobe para 35713." Atualmente, em Italia, há "28 710 casos positivos". Já morreram "2978 pessoas e 4025 estão curadas". O comissário da Proteção Civil italiana Ângelo Borrelli revelou que o número de recuperados é positivo, dado que há "1084 recuperados a mais do que ontem".

INGLATERRA: The Times [17h00] | "Boris Johnson anuncia o fecho das escolas em Inglaterra." O primeiro-ministro inglês anuncia que os estabelecimentos de ensino serão encerrados em Inglaterra a partir desta sexta-feira, dia 20 de março.

FRANÇA: A Bola [16h39] | "Prova 24 horas de Le Mans adiada para setembro." "O Automobile Club de l'Ouest, organizador das 24 Horas de Le Mans, decidiu, em conjunto com a Federação Internacional de Automobilismo (FIA), adiar para 19 e 20 de setembro a emblemática corrida que estava inicialmente prevista para os dias 13 e 14 de junho."

ESPANHA: Marca [16h37] | Javier Tebas acredita que a competição em Espanha regressa em maio. Em entrevista, o presidente da Liga espanhola de futebol mostrou-se otimista quanto ao término da temporada do futebol espanhol após ver confirmado o adiamento do Campeonato da Europa 2020.

INGLATERRA: The Guardian [16h35] | COVID-19: números oficiais no Reino Unido. Segundo o boletim de saúde revelado há momentos, o número de mortes no Reino Unido por coronavírus aumenta para 104, sendo que só 99 foram em Inglaterra. Os 32 óbitos do dia de hoje tinham idades compreendidas entre os 59 e 94 anos.

António Costa

PORTUGAL: TVI24 [15h50] | Audição formal ao Governo para o decreto do Estado de Emergência. Após o Conselho de Ministros extraordinário realizado no Palácio da Ajuda, em Lisboa, António Costa fez uma declaração ao País: "Como é do conhecimento público, depois de ouvir o Conselho de Estado, o Presidente da República procedeu à audição formal do Governo para o decreto de Estado de Emergência em Portugal. Atenta a gravidade desta situação pelo facto de ser a primeira vez que é decretado desde a Constituição de 1976. Entendi, assim, que o Governo se devia pronunciar."

O primeiro-ministro de Portugal assumiu que o Governo dará um parecer favorável ao decreto presidencial. "Atentando nos fundamentos do Presidente da República, o Governo dá um parecer favorável ao decreto que o Presidente da República dará para apreciação e votação na Assembleia da República. Com a declaração de estado de emergência, a democracia não será suspensa. Continuaremos a ser uma sociedade aberta, com cidadãos livres, que são responsáveis por si e pelos outros", adiantou, elogiando de seguida a postura do povo português na luta contra a COVID-19: "Notável exemplo de civismo dos portugueses, seguindo as orientações da Direção-Geral de saúde e evitando os contactos sociais e acatando as indicações das autoridades."

"A nossa primeira prioridade é prevenir a doença, conter a pandemia e salvar vidas. Todas as cadeias de abastecimento de bens e serviços essenciais têm de continuar. O País não vai parar", garantiu e finalizou, afirmando: "O Conselho de Ministros apreciará as medidas a tomar se a Assembleia da República aprovar a proposta de decerto presidencial."

TURQUIA: Le Figaro [15h22] | "Turquia fecha fronteiras com Grécia e Bulgária." Devido ao coronavírus, "os pontos de cruzamento terrestres da Turquia com esses países serão fechados a partir das 00h00 desta quarta-feira, informou a agência de notícias DHA, citando o ministro do Interior".

Matuidi

ITÁLIA: La Gazzetta dello Sport [15h10] | Matuidi testa positivo e deixa mensagem. "O centrocampista da Juventus após testar positivo para coronavírus: ‘Sou portador assintomático. Estou a ter excelente acompanhamento. Este desafio vai-nos melhorar’."

PORTUGAL: Expresso | "António Costa convoca Conselho de Ministros." "O primeiro-ministro convocou para agora um Conselho de Ministros para dar conta das decisões da reunião do Conselho de Estado, que acaba de terminar. António Costa fará uma declaração no final, depois das 15h00."

UNIÃO EUROPEIA: ABC [13h04] | "Banco Central Europeu garante ter condições para lutar contra o coronavírus." Isabel Schnabel, membro integrante da direção, assegurou que "o Banco Central Europeu está pronto para aliviar a turbulência do mercado".

ESTADOS UNIDOS: Twitter oficial de Donald Trump [13h37] | Fechadas as fronteiras com o Canadá. Na sua rede social oficial Twitter, o Presidente dos Estados Unidos da América deixou uma declaração: “Por consentimento mútuo, fecharemos temporariamente a fronteira norte com o Canadá para tráfego não essencial. O comércio não será afetado.”

António Sales

PORTUGAL: CMTV [12h34] Secretário de Estado da Saúde confirma a segunda morte pelo coronavírus. António Sales, secretário de Estado da Saúde, em conferência de Imprensa, confirmou o segundo óbito em Portugal devido à COVID-19. Trata-se de Vieira Monteiro, presidente do conselho de administração do Banco Santander. "Existem dois óbitos e três casos de recuperação. Ovar inspira uma preocupação acrescida, tendo sido determinado estado de calamidade pública por fortes indícios de contaminação comunitária. Às pessoas de Ovar, que estão em quarentena geográfica, uma palavra de alento. Esta é a melhor fora de proteger a vossa saúde e a de terceiros. Este é mais um caso para nos deixar mais alerta", sublinhou.

ESPANHA: La Rázon [12h23] | Amanhã arrancam os testes rápidos. “Saúde espanhola espera uma avalanche de casos positivos”, que se poderão juntar aos 13716 diagnosticados até hoje.

MUNDO: Agência Reuters | COVID-19: os números totais e por país. Detetado em dezembro último em Wuhan (China), o novo coronavírus já se espalhou por todo o mundo, e a Reuters fez um levantamento dos números totais até ao momento. Foram detetados "198 366 casos de pessoas infetadas com coronavírus, no total já morreram 8418 em todo o globo, 107 722 estão pendentes de resultados laboratoriais".

BOLÍVIA: France-Presse | Estado de emergência decretado. "A Bolívia decretou na noite desta terça-feira emergência sanitária com recolher obrigatório até 31 de março, para enfrentar a pandemia do novo coronavírus, informou o ministro da Presidência, Yerko Núñez."

DIREÇÃO-GERAL DA SAÚDE: Números do dia em Portugal. O boletim da DGS revelado ao final da manhã deu conta dos novos números em Portugal sobre a COVID-19: "642 pessoas estão infetadas, 351 aguardam resultados laboratoriais, 6656 estão sob vigilância e há já três doentes recuperados."

Espanha

ESPANHA: Lusa [11h54] | Números atualizados em Espanha. "O coronavírus já causou a morte de 598 pessoas em Espanha (67 nas últimas 24 horas) e infetou 13 716 (mais 2538), segundo os últimos dados fornecidos pelo ministério da Saúde espanhol." O boletim fornecido pelo Ministério da Saúde revelou que "5717 permanecem hospitalizados, 774 (…) estão em unidades cuidados intensivos, enquanto 1081 já tiveram alta".

COLÔMBIA: El Espectador | "Declarado o estado de emergência social e económico na Colômbia." "O presidente Iván Duque anunciou o isolamento preventivo obrigatório a partir das 7h00 da manhã de sexta-feira, 20 de março, e até 31 de maio para todos os adultos com mais de 70 anos."

17 de março

FUTEBOL: LUSA [19h30] | Liga das Nações, Europeu Sub-21 e Europeu feminino... Tudo adiado! A fase final da Liga das Nações de futebol, o Europeu de Sub-21 e o Europeu feminino, que estavam agendados para junho e julho do próximo ano, foram adiados devido à pandemia de Covid-19, anunciou hoje a UEFA. Depois de já ter informado sobre o adiamento do Euro2020 para 2021, a UEFA divulgou igualmente o reagendamento de outras competições, numa decisão conjunta com a Associação Europeia de Clubes (ECA), a Associação das Ligas Europeias (ALE) e FIFPro. Na mesma reunião, realizada por videoconferência, foi também decidido o adiamento da terceira e quarta jornadas da qualificação europeia para o Mundial2022, que estavam agendadas para junho de 2021. De acordo com a UEFA, existe ainda "o compromisso de concluir todas as competições nacionais e europeias de clubes até ao final da presente época desportiva, ou seja, até 30 de Junho de 2020, o mais tardar, se a situação melhorar e o reatamento dos jogos for prudente e adequado", explica o organismo. 

Eduardo Cabrita

PORTUGAL: RTP3 [19H14] | Suspensos voos de e para países fora da UE. O primeiro-ministro de Portugal, António Costa, esteve presente por videoconferência no 2.º Conselho Europeu, onde ficaram decididas medidas de restrições do espaço aéreo nos países da União Europeia. "Fizemos uma articulação para o controlo das fronteiras internas e externas. Internas: princípio da liberdade de circulação na União Europeia, salvo as situações pontuais existentes; externas: com base nas linhas da Comissão Europeia foram feitas restrições para os próximos 30 dias. A partir da 00h00 de amanhã [quarta-feira] estão suspensos todos os voos internacionais para fora do espaço da União Europeia ou voos que venham de fora da União Europeia para qualquer aeroporto português. Duas exceções: os voos para países extracomunitários com grande presença de comunidades portuguesas (Canadá, EUA, Venezuela e África do Sul) e manter as ligações aéreas com todos os países de Língua Oficial Portuguesa. Em relação ao Brasil serão restringidas as rotas entre Lisboa-Rio de Janeiro e Lisboa-São Paulo", revelou António Costa.

O primeiro-ministro português deu, ainda, a conhecer medidas do ponto de vista da saúde: "Tratámos de articular as nossas ações para garantir o abastecimento do mercado europeu a nível de material de proteção individual e ventiladores para hospitais por forma a que não haja carência em nenhum país da União Europeia." Será feito, igualmente, um "esforço para repatriamento de cidadãos nacionais em países terceiros e que, por via do cancelamento de voos, têm tido dificuldades em regressar". Foi também anunciado "o mecanismo de resseguro europeu para os subsídios de desemprego e medidas de apoio à empresa para evitar o recurso ao layoff".

Marta Temido

PORTUGAL: SIC Notícias [18h48] | Estado de Calamidade na cidade de Ovar. Numa conferência de Imprensa conjunta, os ministros da Administração Interna e da Saúde, Eduardo Cabrita e Marta Temido, respetivamente, explicaram a razão para interditar – salvo raras exceções – as entradas e saídas do município de Ovar.

Marta Temido começou por explicar a razão que levou a esta quarentena geográfica: "Devido à evolução da epidemiológica da COVID-19 na região centro, e concretamente numa área geográfica, o diretor regional de Saúde emitiu um despacho a considerar que nos encontramos numa área de transmissão comunitária ativa. Isso corresponde a um risco generalizado e podem ser criadas cadeias de transmissão." A ministra da Saúde revelou, ainda, que há "51 casos confirmados na área regional de saúde do centro, 30 só no concelho de Ovar e 440 contactos identificados em monitorização que estão recomendados para quarentena". "Estamos perante elevado número de casos tendo em conta que é uma área muito restrita", acrescentou.

Eduardo Cabrita

Eduardo Cabrita referiu que foi decretado o "estado da calamidade para a cidade de Ovar, decisão tomada de forma imediata por parte do governo após despacho do Primeiro-ministro e do ministro da Administração Interna." O ministro esclareceu sobre o que é a cerca sanitária: “Criámos a situação de cerca sanitária aplicável a todo o município. Haverá restrições a atividades económicas e circulação de pessoas.” “Fica vedada a saída dos residentes de Ovar para outros municípios e a entrada de outros cidadãos não-residentes no município. Ficam, igualmente, interditas todas as atividades comerciais ou industriais, exceto as relacionadas com o setor alimentar (padarias ou supermercados); ficam ainda abertos bancos, farmácias e postos de abastecimento”, completou.

CICLISMO: Record [19h00] | Milão-Sanremo cria prova virtual aberta a todos após cancelamento. Os organizadores da Milão-Sanremo, clássica de ciclismo anulada devido à pandemia de Covid-19, anunciaram hoje a criação de uma versão virtual e aberta a todos e que recria os últimos 57 quilómetros do percurso. A participação requer uma bicicleta eletrónica na qual é colocada uma versão digital dos 57 quilómetros do percurso original, completo com as subidas aos 'Capi', a chegada a Cipressa e a subida ao Poggio de Sanremo, a última subida antes da meta, na via Roma.

FUTEBOL: Lusa [18h30] | Campeonato Africano das Nações adiado indefinidamente. O Campeonato Africano das Nações (CAN), previsto para abril nos Camarões, foi hoje adiado indefinidamente devido à pandemia de Covid-19, anunciou hoje a Confederação Africana de Futebol (CAF). O evento, que reúne 16 seleções a cada dois anos, e que estava previsto realizar-se de 4 a 25 de abril, foi suspenso após uma avaliação médica da situação nos Camarões, onde foram relatados 10 casos de Covid-19. "Embora os Camarões considerem que a situação está sob controlo no país, a crise ainda não está estabilizada em África e é muito difícil prever a sua evolução nos próximos dias", explicou a CAF. Esta decisão segue-se a uma outra tomada pela CAF de suspender duas rondas eliminatórias para a Taça das Nações Africanas (CAN) de 2021.

ALEMANHA: Der Spiegel [18h18] | Entradas proibidas para cidadãos fora da UE. "Os chefes de estado e de governo da União Europeia decidiram congelar a entrada" em alguns aeroportos alemães. "A polícia federal já foi instruída a rejeitar todos os cidadãos de fora da União Europeia nos aeroportos de Frankfurt e Munique."

ESTADOS UNIDOS: New York Times [18h13] | Incremento financeiro contra o coronavírus. Casa Branca solicitou a disponibilização de "850 mil milhões de dólares para estimular a economia do país e pede envio de cheques para o povo norte-americano".

Futebol Argentino, Salvio

ARGENTINA: Record [18h00] | "Futebol argentino interrompido a pedido dos jogadores e treinadores." O presidente do Sindicato dos Futebolistas Argentinos (FAA), Sergio Marchi, disse esta terça-feira que o governo irá suspender o futebol devido ao surto de COVID-19, a pedido de jogadores e treinadores e à recusa do River Plate em jogar no sábado.

ITÁLIA: Il Messaggero | Mãe de 43 anos é a primeira pessoa a testar a vacina contra a COVID-19. Jennifer Haller "vive em Seattle (EUA) e recebeu a vacina experimental contra o coronavírus".

EUROPA: Record | "Competições europeias de voleibol suspensas por tempo indeterminado." Depois de ter adiado todos os eventos da modalidade até 3 de abril, o organismo continental informou agora que as competições por si organizadas ficam suspensas "devido ao recente aumento de casos relacionados com o novo coronavírus por toda a Europa". Esta decisão implica a paragem de competições masculinas e femininas de pavilhão, como a Liga dos Campeões e outros torneios continentais de clubes, bem como as provas de voleibol de praia.

RÚSSIA: Record | "Rússia suspende competições de futebol." A Federação Russa de Futebol decidiu nesta terça-feira suspender todas as competições com efeitos imediatos devido à pandemia de Covid-19, colocando-se em linha com a maioria dos países europeus, que já tinham adotado a mesma medida. A decisão do organismo federativo surge após a realização de uma jornada do campeonato russo que provocou a maior concentração de adeptos em toda a Europa.

Angelo Barrelli

ITÁLIA: La Repubblica [17h23] | Números oficiais do dia em Itália. Ângelo Borrelli, chefe da Proteção Civil italiana, revelou os números do dia no país sobre a COVID-19. "Hoje recuperaram 192 pessoas, foram detetados 2989 novos casos, aumentando o número de infetados para 26062." Desde o início da pandemia já faleceram 2503 pessoas no país transalpino.

FRANÇA: L'Équipe | "Paris-Roubaix, Flèche Wallonne e Liège-Bastogne-Liège adiadas devido ao coronavírus." A ASO, empresa responsável pelo "Tour de France" e outras grandes competições de ciclismo, anunciou a suspensão temporária destas três provas: Paris-Roubaix (12 de abril), Fleche Wallonne (22 de abril) e Liege-Bastogne-Liege (26 de abril), afirmando que estão novas datas em discussão.

FRANÇA: Le Figaro [16h44] | "Operadores turísticos franceses adiam todas as partidas." Devido à pandemia de COVID-19, "os operadores turísticos do país adiaram todas as partidas agendadas até 30 de abril". "Esta decisão afeta cerca de 350 mil clientes, segundo informou o sindicato à AFP."

INGLATERRA: The Guardian [16h41] | Números do coronavírus no Reino Unido. O departamento de Saúde informou que faleceram, devido à COVID-19, 14 pessoas no dia de hoje, "elevando o número para 67". O boletim acrescenta que "os pacientes falecidos tinham idades compreendidas entre os 45 e os 93 anos e patologias subjacentes".

ténis

FRANÇA: Twitter Roland Garros [16h30] | Roland Garros adiado para setembro. Através do twitter oficial, a organização do torneio Roland Garros anunciou, nesta terça-feira, que a competição foi adiada para 20 de setembro, competição essa inicialmente marcada para 24 de maio. "Tomámos uma decisão difícil, mas corajosa, nesta situação sem precedentes, que evoluiu muito desde o último fim de semana. Estamos a agir com responsabilidade e devemos trabalhar juntos na luta para garantir a saúde e a segurança de todos envolvidos", explicou Bernard Giudicelli, presidente da Federação Francesa de Ténis, em comunicado.

ESPANHA: La Razón [16h15] | "Pedro Sánchez garante a mobilização de 200 mil milhões de euros para combater o coronavírus." O presidente do Governo espanhol deu a conhecer as novas medidas do país para combater a COVID-19. "Estamos diante de um momento excecional que exige medidas excecionais para proteger nossa saúde e mitigar os efeitos econômicos e sociais dessa pandemia", referiu Pedro Sánchez. O primeiro-ministro espanhol referiu, ainda, que serão mobilizados 117 mil milhões de euros de dinheiro estatal e 83 mil milhões de euros "de recursos privados para apoiar famílias, trabalhadores e empresas".

UNIÃO EUROPEIA: Lusa [15h47] | "COVID-19: Comissão Europeia espera vacina no mercado até ao outono." "A Comissão Europeia disse hoje esperar que a potencial vacina para o novo coronavírus, que está a ser criada por um laboratório alemão, esteja no mercado até ao outono, podendo 'salvar vidas dentro e fora da Europa'. 'Estamos [Comissão Europeia] a acelerar a investigação. Ontem [segunda-feira] falei com os gestores de uma empresa inovadora que está a trabalhar numa tecnologia promissora para desenvolver uma vacina contra o coronavírus', indica a presidente do executivo comunitário, Ursula von der Leyen, através de um vídeo publicado na rede social Twitter."

ginastica

PORTUGAL: MaisFutebol [15h29] | Campeonatos da Europa de ginástica artística cancelados. Os campeonatos da Europa de ginástica artística, femininos e masculinos, foram cancelados devido à pandemia de Covid-19, anunciou hoje a Federação Europeia de Ginástica (UEG). O Europeu feminino estava agendado para Paris, entre 30 de abril e 3 de maio, mas foi cancelado, bem como o campeonato masculino, que iria decorrer em Baku, entre 27 e 31 de maio. "As nossas maiores preocupações são a segurança e o bem-estar dos atletas, das suas equipas técnicas e dos adeptos. Tendo em conta a situação, consideramos que esta decisão é a melhor opção", anunciou Farid Gayibov, presidente da UEG, que admitiu ainda a hipótese de as competições decorrerem mais tarde, mas ainda este ano. A UEG cancelou também o Campeonato da Europa de trampolim, tumbling e duplo-mini trampolim, que estava previsto para Gotemburgo, entre 7 e 10 de maio, e o Europeu de ginástica rítmica, previsto para Kiev, entre 21 e 24 de maio.

PORTUGAL: Federação Portuguesa de Futebol | Euro 2020: presidente da FPF votou favoravelmente ao adiamento. O organismo que superintende o futebol europeu decidiu, nesta terça-feira, após reunião com as 55 federações filiadas, adiar a realização do Euro 2020 até ao próximo ano devido ao impacto da pandemia Covid-19. O Presidente da FPF, Fernando Gomes, votou favoravelmente a esta decisão.

"A prova será agora jogada entre dias 11 de junho e 11 de julho de 2021 nas mesmas 12 cidades europeias que iam acolher a competição este ano. A UEFA assegurou que o dinheiro dos bilhetes já adquiridos será reembolsado integralmente no caso dos compradores não poderem marcar presença na competição. O Euro 2020 tinha início marcado para 12 de junho e final agendada para 12 de julho.

O adiamento da competição vai igualmente permitir a todos os países ajustarem os calendários das competições nacionais que estão presentemente interrompidos devido ao impacto da pandemia global. Foi eleito um comité com todas as partes representadas para tomar essas decisões. A UEFA anunciou ainda que comunicará atempadamente quaisquer outros adiamentos que possam vir a ser decididos nas sua competições masculinas e femininas.

As competições de clubes e jogos de equipas, masculinos e femininos, incluindo amigáveis, foram suspensos até melhor avaliação. Os jogos do play-off do Euro 2020 e os jogos internacionais amigáveis que estavam marcados para o fim de março serão, salvo novas decisões em contrário, jogados na janela internacional do início do mês de junho.

A CONMEMBOL também anunciou esta terça-feira o adiamento da Copa América para 2021. A prova sul-americana também será jogada entre os dias 11 de junho e 11 de julho."

FUTEBOL: UEFA.com [14h40] | "Apresentado um conjunto de opções para que as competições terminem nesta temporada com segurança." Anunciadas as decisões tomadas pelo Comité Executivo da UEFA, depois de concluídas as reuniões por videoconferência com os Presidentes e Secretários-Gerais das 55 associações nacionais, bem como com representantes da Associação Europeia de Clubes, Ligas Europeias e FIFPro Europe, o presidente da UEFA, Aleksander Ceferin, disse: "Estamos à frente de um desporto, que um grande número de pessoas vive e respira, que se confrontou com um adversário invisível e veloz. É nestes momentos que a comunidade do futebol precisa de mostrar responsabilidade, unidade, solidariedade e altruísmo. A saúde dos adeptos, funcionários e jogadores tem de ser a nossa prioridade número um e, nesse espírito, a UEFA apresentou um conjunto de opções para que as competições possam terminar esta temporada com segurança, e estou orgulhoso pela resposta dos meus colegas no futebol europeu. Havia um verdadeiro espírito de cooperação, com todos a reconhecerem que tinham de sacrificar algo para alcançar o melhor resultado."

Aleksander Ceferin UEFA

FUTEBOL: UEFA.com [14h30] | "EURO 2020 adiado por 12 meses." "A UEFA anunciou hoje o adiamento da sua principal competição de seleções, o UEFA EURO 2020, que seria disputada em junho e julho deste ano. A saúde de todos os envolvidos no jogo é a prioridade, além de evitar pressionar desnecessariamente os serviços públicos nacionais envolvidos na realização de partidas. A mudança ajudará a concluir todas as competições domésticas, atualmente em espera devido à emergência da COVID-19."

Todas as competições e jogos da UEFA (incluindo amigáveis) de clubes e seleções nacionais, masculinas e femininas, foram suspensas até nova deliberação. Os jogos do 'play-off' do UEFA EURO 2020 e os amigáveis internacionais, agendados para o final de março, serão disputados na janela internacional do início de junho, sujeitos a uma revisão da situação."

"Foi criado um grupo de trabalho com a participação de ligas e representantes de clubes para examinar soluções de calendário que permitiriam a conclusão da temporada atual e qualquer outra consequência das decisões tomadas hoje."

"As decisões, tomadas pelo Comité Executivo da UEFA, seguiram-se a reuniões de videoconferência realizadas hoje com os Presidentes e Secretários-Gerais das 55 associações nacionais, bem como com representantes da Associação Europeia de Clubes, Ligas Europeias e FIFPro Europe, convocados pelo Presidente da UEFA, Aleksander Ceferin."

ESPANHA: La Vanguardia [13h09] | "Madrid prepara abertura de hotéis medicalizados para doentes leves." Os pacientes leves de coronavírus – 60% do total – obrigaram a comunidade de Madrid implementar novos níveis de assistência médica, nomeadamente a abertura de hotéis medicalizados para doentes já recuperados, mas que ainda exigem isolamento.

ESPANHA: El País [12h23] Números oficiais do coronavírus em Espanha. Os números de infetados no país vizinho saíram ao final manhã. Segundo o El País, "o governo não cumpre as recomendações da OMS para estender os testes ao máximo". "Os números do contágio estão longe da verdadeira imagem da epidemia." Espanha tem "11 178 doentes, 5100 permanecem hospitalizados, 563 estão nos cuidados intensivos e 491 já faleceram devido ao COVID-19".

VENEZUELA: Folha de Pernambuco [12h14] | "Maduro anuncia 'quarentena total' na Venezuela por coronavírus." "O presidente da Venezuela declarou nesta segunda-feira quarentena em todo o país devido à pandemia do novo coronavírus, após a deteção de 16 novos casos no país, elevando o total para 33."

Governo espanhol

ESPANHA: El País [12h06] | “Governo espanhol lança moratória para o pagamento de empréstimos." "O Conselho de Ministros finalizou o segundo pacote de medidas económicas para enfrentar as consequências do coronavírus. Inclui uma moratória ao pagamento de hipotecas na residência habitual para trabalhadores e trabalhadores independentes que estão em situação de vulnerabilidade económica por via da COVID-19."

PORTUGAL: Expresso [12h02] | Mais 117 casos de infetados com coronavírus em Portugal. "O mais recente boletim da Direção-geral da Saúde dá conta de 448 pessoas com COVID-19 em Portugal. São mais 117 casos do que os registados na segunda-feira." Há 323 casos à espera do resultado laboratorial e 4030 casos estão sob vigilância por suspeita de coronavírus.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE: El País [10h08] | "Não estamos no auge da epidemia, mas no começo." Em entrevista, David Nabarro, comissário da OMS para o Covid-19 na Europa, sublinhou que "o surto está a ocorrer a grande velocidade". "Há uma onda explosiva e teremos batalhas épicas. E precisamos de fazer duas coisas: organizarmo-nos como comunidade, os serviços de saúde e o governo, e, por outro lado, limitar os movimentos entre áreas onde há muita incidência. E uma coisa sem a outra não funciona. Não estamos no auge da epidemia. Provavelmente estamos no começo, o que exigirá que todos trabalhemos juntos de uma maneira sem precedentes."

JAPÃO: Lusa | "Tóquio2020: governo japonês reitera Jogos Olímpicos nas datas previstas e de forma plena". "O governo japonês reiterou nesta terça-feira que tem a intenção de organizar os Jogos Olímpicos nas datas previstas, entre 24 de julho e 9 de agosto, e de 'uma forma completa', aludindo à presença de público nos recintos. Esta foi a vontade demonstrada pelo primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, ao explicar a conversa que teve durante a noite com os outros líderes do G7, sustentadas, nessa ocasião, por testemunhos e garantias de outros ministros do executivo nipónico. O chefe do governo não precisou a que se referia ao utilizar a expressão 'uma forma completa', mas a ministra para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos, Seiko Hashimoto, esclareceu que aludia às datas previstas e à abertura ao público das competições desportivas. 'É correto, é o nosso objetivo', afirmou Hashimoto."

16 de março

PORTUGAL: SIC | [21h25] António Costa: "Pico do surto a crescer" e "pancada" na economia. Entrevistado em direto, o primeiro-ministro português disse que "o pico do surto estará a crescer até finais de abril e não terminará até ao final de maio". António Costa admitiu que o novo coronavírus vai dar "pancada" na economia e detalhou que "o maior dos problemas é a pancada que isso constitui para a trajetória de crescimento da economia nacional, que estava desde 2017 a crescer acima da média da União Europeia". "É uma pancada no emprego, que depois de se ter reduzido a taxa de desemprego para 6,5% está hoje sob grande pressão porque muitos dos sectores de grande empregabilidade estão a ser duramente atingidos."

BRASIL: FLAMENGO | Jorge Jesus, "com teste positivo fraco ou inconclusivo", faz contraprova. Em comunicado oficial, o Flamengo informou que o treinador Jorge Jesus "realizou um primeiro teste para a COVID-19 e o resultado foi um positivo fraco ou inconclusivo". Jorge Jesus, "sob os cuidados do departamento médico do Flamengo" e com um "quadro estável de saúde", terá de repetir o teste (contraprova) para perceber se está realmente infetado.

Mário Centeno

PORTUGAL: RTP3 [19h48] | Presidente do Eurogrupo, Mário Centeno, apresenta várias medidas em videoconferência. Tendo em conta a pandemia COVID-19 que tem afetado toda a Europa, Mário Centeno, presidente do Eurogrupo, deixou algumas medidas a entrar em vigor no imediato, por forma a que mundo financeiro e político continue a responder positivamente ao coronavírus. Para Mário Centeno, é importante "coordenar esforços para complementar a nível europeu as medidas já tomadas a nível nacional". O presidente do Eurogrupo revelou, ainda, que serão cedidos "37 milhões de euros para ajudar no combate ao coronavírus" e "oito mil milhões de euros para a economia europeia para que os bancos possam ter capacidade de ceder crédito às empresas". A finalizar, Mário Centeno deixou uma mensagem para os mercados financeiros e elogios à União Europeia: "Será necessária muita flexibilidade para ultrapassarmos esta crise. Elogio a União Europeia pelas medidas tomadas contra a pandemia COVID-19."

ITÁLIA: La Repubblica | "2470 novos casos positivos em Itália." Morreram 349 pessoas nas últimas 24 horas. As informações foram divulgadas nesta segunda-feira pelo chefe da Proteção Civil, Angelo Borrelli.

INGLATERRA: The Sun | "Número de mortos no Reino Unido sobe para 55. Boris Johnson pede aos britânicos para trabalharem em casa." O número de pessoas infetadas no Reino Unido subiu para 1543, havendo um aumento de 171 em relação a ontem. O secretário da Saúde, Matt Hancock, afirmou que esta é "a emergência de saúde pública mais séria que o país enfrenta nesta geração".

FRANÇA: Le Figaro [19h06] | Emmanuel Macron fez declaração ao povo francês. O Presidente de França fez um anúncio ao país em que revelou as próximas medidas para travar o crescimento dos números do coronavírus. "Vamos ter de viajar menos. Reuniões ao ar livre não serão mais permitidas, encontrar amigos não será mais possível: é uma questão de limitar os contactos o mais longe possível além de casa", adiantou. Emmanuel Macron apelou para que as empresas criem condições para os trabalhadores entrarem em regime de teletrabalho.

Rússia Jogos Olímpicos Covid-19

PORTUGAL: Record [18h37] | "Rússia suspende todas as competições internacionais no seu território." "A Rússia suspendeu todas as competições internacionais no seu território até nova ordem, de modo a conter a propagação da pandemia COVID-19, anunciou, esta segunda-feira, o ministério do Desporto daquele país. A medida imposta afeta também atletas estrangeiros convidados a competir em solo russo, que na sua maioria tinha intenção de participar nos eventos de inverno."

ESCÓCIA: The Times Sport | Pedidos de anulação da temporada de futebol. Devido ao coronavírus, o chefe-executivo da Federação Escocesa de Futebol, Neil Doncaster, tem sido pressionado por alguns clubes para considerar nula esta época em relação ao campeonato escocês.

ALEMANHA: Der Spiegel | "Medidas que nunca existiram no nosso país". "Acabaram-se as viagens nacionais e internacionais e há enormes restrições à vida pública: a chanceler alemã, Angela Merkel, apresentou os planos estaduais e federais para conter a pandemia de COVID-19."

PORTUGAL: Liga Portugal [17h56] | "Comissão Permanente faz ponto de situação". "Clubes reforçam recomendação de suspensão de treinos em grupo e isolamento social. A Comissão Permanente de Calendários reuniu-se na tarde desta segunda-feira, por videoconferência, para fazer um primeiro ponto de situação, após a suspensão dos Campeonatos Profissionais, que foi decretada na passada quinta-feira. Assim, e contando com a presença de todos os clubes que integram a referida Comissão (SL Benfica, FC Porto, Sporting CP, Tondela, Gil Vicente, CD Cova da Piedade, Leixões e CD Mafra) e pelos respetivos responsáveis clínicos, bem como a AMEF e os operadores televisivos, a Comissão Permanente concluiu o seguinte:

      • Perante a situação atual que vivemos ainda não se mostra possível aferir de uma data expectável para o regresso das competições;
      • Continuação do permanente acompanhamento da evolução da situação do País, e escrupuloso cumprimento com todas as diretrizes definidas pelo Governo e pelas autoridades de saúde;
      • Reforçar a recomendação a todas as equipas da suspensão dos treinos em grupo, assim como da promoção de uma conduta de contenção social de todos os agentes desportivos;
      • Aguardar pelas conclusões da reunião de amanhã com a UEFA, onde a Liga Portugal estará representada, e que poderá trazer desenvolvimentos sobre cenários futuros das competições.

Expresso EMEL COVID-19

PORTUGAL: Expresso | "EMEL. Estacionamento gratuito em Lisboa durante a pandemia de COVID-19." Pelo menos até 9 de abril, estacionar em Lisboa vai ser gratuito. A autarquia optou por suspender o pagamento do estacionamento das Zonas de Estacionamento de Duração Limitada, assim como decidiu disponibilizar o acesso (gratuito) aos estacionamentos da EMEL para quem tem dístico de morador.

ESPANHA: Sport [17h27] | "La Liga planeia regressar à competição a 12 de maio." Decorreu nesta segunda-feira a reunião que juntou a comissão de delegados da liga espanhola que, devido ao coronavírus, aconteceu por videoconferência. "Se arrancar nessa data, a liga espanhola pode acabar antes do Euro 2020; um cenário mais otimista prevê o arranque da prova entre 24 de abril e 2 de maio, à porta fechada."

FRANÇA: L'Équipe [17h19] | "Campeonato da África do Sul suspenso." "O Campeonato de Futebol da África do Sul foi suspenso com efeito imediato devido à propagação da epidemia de coronavírus, anunciou o presidente da Liga de Futebol da África do Sul, Irvin Khoza, nesta segunda-feira. A África do Sul segue assim o exemplo de vários outros países africanos, incluindo Gana e Marrocos, que suspenderam seus campeonatos nacionais por causa da epidemia."

ESPANHA: AS | Números confirmados em Espanha. O ministério da Saúde espanhol revelou os números oficiais do dia sobre a pandemia no país vizinho. "Total de infetados: 9191; doentes recuperados: 540; falecimentos: 309."

PORTUGAL: Presidência da República Portuguesa | "Presidente da República apresenta condolências à família da vítima mortal de COVID-19." Marcelo Rebelo de Sousa "apresenta os seus sentidos pêsames à família da primeira vítima mortal da pandemia de Covid-19 em Portugal, cujo falecimento acaba de ser confirmado pelas autoridades de Saúde."

CI 16 de março Marta Temido

PORTUGAL: RTP3 [16h18] | Marta Temido anuncia primeira morte em Portugal por COVID-19. A ministra da Saúde, em conferência de Imprensa, anunciou o primeiro falecimento no País por coronavírus. "As primeiras palavras são de sinceras condolências do ministério da Saúde e do Serviço Nacional de Saúde à família e amigos deste doente. Tratava-se de um homem de 80 anos que se encontrava internado há vários dias." Apesar da circunstância, Marta Temido deixou uma palavra de apreço aos profissionais do SNS e particularmente do Hospital de Santa Maria. "Queremos, igualmente, sublinhar e agradecer o empenho dos profissionais do Hospital Santa Maria no apoio, no tratamento e na prestação de cuidados a este doente."

ESTADOS UNIDOS: New York Times | Escolas públicas prestes a fechar na cidade de Nova Iorque. O prefeito Bill de Blasio anunciou os planos para encerrar o maior sistema de ensino público do país.

António Cabrita Covid-19

PORTUGAL: SIC Notícias [16h03] | Eduardo Cabrita explica as circulações permitidas e proibidas entre Portugal e Espanha. O ministro da Administração Interna revelou ao País as decisões tomadas após a reunião com o seu homólogo espanhol, o ministro do Interior, Fernando Grande-Marlaska. Eduardo Cabrita revelou que haverá "partilha de informação nas zonas transfronteiriças" entre os dois países. "Nas fronteiras terrestres serão, às 23h00 (Portugal) e 00h00 (Espanha), repostos os controlos em nove pontos de fronteiras. Apenas será autorizada a circulação de veículos de mercadorias, de cidadãos nacionais ou de residentes em Portugal que venham de Espanha ou residentes em Espanha que venham de Portugal, pessoal do corpo diplomático, acessos a cuidados de saúde desde que seja comprovado que o auxílio é feito no outro lado da fronteira, a saída de cidadãos estrangeiros que residam noutros países da União Europeia." O ministro da Administração Interna português acrescentou que, "a partir desta noite, estão proibidas todas as circulações turísticas ou de lazer entre os dois países", bem como será "suspenso o tráfico aéreo entre os dois países a partir desta noite, suspensa a ligação ferroviária ou marítima e não será permitido a titular a embarcações de recreio de um país atracarem nas marinas do outro país". Segundo Eduardo Cabrita na sua intervenção, os nove pontos de fronteira autorizados são: Valença, Vila Verde de Raia, Quintanilha, Vilar Formoso, Termas de Monfortinho, Marvão, Caia, Vila Verde de Ficalho e Vila Real de Santo António. "Estas medidas vigoraram até 15 de abril", finalizou.

ESPANHA: ABC | "União Europeia propõe encerramento de fronteiras durante 30 dias para combater coronavírus." A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, apresentou a proposta esta segunda-feira.

BRASIL: FOX Sports [14h50] | "Campeonato Paulista paralisado por tempo indeterminado." Uma reunião na Federação Paulista de Futebol determinou que os jogos não possam acontecer devido à pandemia coronavírus.

Futebol húngaro parado

PORTUGAL: MaisFutebol [14h49] | "COVID-19: Hungria suspende futebol." "A Federação Húngara de Futebol (MLSZ) suspendeu todas as competições no país, devido à pandemia de COVID-19. A MLSZ pediu aos clubes que cancelem os treinos, de modo a que jogadores, treinadores e funcionários possam ficar em casa. 'Esperamos, desta forma, contribuir para evitar a propagação desta pandemia', afirmou o porta-voz da MLSZ, Jeno Sipos."

ITÁLIA: Corriere dello Sport [14h41] | Tudo adiado nas decisões sobre o futebol italiano. "A Federação Italiana de Futebol comunicou através de uma nota oficial no seu site que o Conselho Federal, que estava marcado para daqui a uma semana – e que tomaria decisões importantes sobre o presente e o futuro do futebol italiano –, foi adiado para uma data posterior."

ITÁLIA: La Gazzetta dello Sport [14h33] | "Daniele Rugani: 'Que golpe, mas estou bem! Vocês todos entenderam a gravidade do problema agora?'" O futebolista e primeiro infetado com coronavírus na Serie A falou através de um vídeo. Mostrou estar sereno. Apesar de positivo, Rugani mantém-se assintomático.

BRASIL: Lance [14h14] | "FERJ e clubes decidem suspender o campeonato carioca por 15 dias." "Uma reunião nesta segunda-feira determinou a suspensão do Campeonato Carioca por 15 dias por causa da pandemia do coronavírus. A decisão foi feita pela Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ), representantes dos clubes e Sindicato dos Atletas e de Treinadores. A medida é valida para todas as competições organizadas pela entidade, incluindo os escalões de formação."

Ferro Rodrigues

PORTUGAL: Expresso [13h30] | "Ferro Rodrigues diz que Parlamento não se pode demitir das suas funções." Numa comunicação ao País, o Presidente da Assembleia da República referiu que, enquanto órgão de soberania, a Assembleia da República não pode suspender os trabalhos. "Deve antes a Assembleia da República manter um acompanhamento permanente do evoluir da situação e uma cuidada fiscalização da ação do Governo em total respeito pela Constituição." Ferro Rodrigues acrescentou ainda: "Não se deve esquecer que, se há milhões de portugueses em casa, há milhões a trabalhar e a garantir que o País funciona, a economia não pára e Portugal não explode."

ESPANHA: Marca [12h26] | Faleceu Francisco García, treinador do Portada Alta. "O clube de Málaga Club Atlético Portada Alta anunciou a morte do jovem de 21 anos devido ao novo coronavírus." O treinador dos infantis tinha testado positivo há uns dias e estava inserido num grupo de risco, pois tinha-lhe sido detetado um problema oncológico.

PORTUGAL: Direção-Geral de Saúde | Mais 86 casos do que ontem. O número de casos confirmados de Covid-19 em Portugal é agora de 331, mais 86 do que ontem. Ao início da tarde, a Direção-geral da Saúde referiu ainda a existência de 2908 casos suspeitos, havendo 374 pessoas à espera de resultados de análises. Foram despistados 2203 casos e há 4592 em vigilância.

ESPANHA: El País | Espanha com quase mais 1000 casos apenas num dia. "Espanha registou mais acerca de 1000 casos de coronavírus em apenas um dia. A autoridade de saúde informou nesta segunda-feira que há 8744 infetados e 297 mortos, o último um homem de 21 anos de Málaga com patologias anteriores. Metade dos casos estão concentrados em Madrid e 40% dos pacientes são hospitalizados. A letalidade permanece em torno de 3%, explicou Fernando Simón, diretor do Centro de Coordenação de Alertas e Emergências em Saúde."

Fronteiras EL PAÍS COVID-19

ESPANHA: El País | Espanha e Portugal acordam deixar nove fronteiras abertas. Assim que entrar em vigor a medida, apenas poderão passar mercadorias e trabalhadores transfronteiriços.

FRANÇA: Le Figaro | "Consumo de eletricidade desce em França." A RTE (Sistema de Transmissão de Eletricidade em França) constatou "uma baixa no consumo de eletricidade de 10%, tendo em conta o que é consumido numa segunda-feira normal de março", devido à crise económica.

PORTUGAL: Expresso | Espaços comerciais preparados para as regras restritivas. "A Associação Portuguesa de Centro Comerciais (APPC) informou que os espaços associados estão preparados para o cumprimento das novas regras para a entrada em espaços comerciais a partir desta segunda-feira. As novas regras estabelecem um limite máximo de ocupação de quatro pessoas por cada 100 metros quadrados de área destinada ao público. 'Sendo a saúde pública uma das principais preocupações dos operadores económicos da APCC, estes têm acompanhado com preocupação os desenvolvimentos deste surto epidemiológico e compreendem a apreensão dos diversos lojistas e seus colaboradores, bem como os pedidos manifestados para o encerramento dos centros [comerciais]', refere António Sampaio de Mattos, presidente da APPC."

ESPANHA: Marca | Javier Tebas convencido de que terminará a temporada do futebol espanhol. O presidente da liga espanhola de futebol disse às Rádios Cope e Marca que esta será "uma semana muito importante".

15 de março

Marcelo Rebelo de Sousa

PORTUGAL: RTP1 [20h11] | Presidente da República convoca Conselho de Estado na quarta-feira para analisar possibilidade de "estado de emergência". Num curta mensagem vídeo ao País, feita a partir da sua residência, em Cascais, onde está de quarentena, e publicada na página oficial da Presidência, Marcelo Rebelo de Sousa anunciou que vai convocar o Conselho de Estado "para quarta-feira, para que se debruce também sobre a eventual decisão de decretar o estado de emergência". O Presidente da República elogiou e mostrou-se grato aos portugueses pelo que tem sido "uma verdadeira quarentena voluntária nos últimos dias". "O civismo, a maturidade, a compreensão e o respeito pelos outros" mereceram a melhor nota no comentário de Marcelo Rebelo de Sousa, que também agradeceu "ao pessoal de saúde, que trabalha 24 sobre 24 horas". "Por esse desafio e dedicação vos agradeço. Assim como a todas as forças de segurança, e aos que fazem circular pessoas e mercadorias para que a economia e a sociedade vivam, não definhem", disse ainda o Chefe de Estado. 

António Costa

PORTUGAL: TVI24 [18h20] | António Costa esclarece a temática das restrições nas fronteiras. Numa comunicação ao País, o primeiro-ministro deixou um esclarecimento sobre vários temas da atualidade tendo em conta a pandemia COVID-19. Fecho de fronteiras na UE. "Amanhã de manhã [segunda-feira] há reunião dos ministros da saúde e da Administração Interna dos países da União Europeia para uma decisão comum sobre a fronteira externa da União Europeia, algo particularmente importante para Portugal, que tem fronteiras aéreas e marítimas extensas." Fronteiras com Espanha. "Tive a oportunidade de falar com Pedro Sanchéz e acordámos em agir em conjunto na fronteira comum; em segundo lugar, logo a seguir à reunião dos ministros, o ministro do Interior espanhol e o nosso ministro da Administração Interna definiram as regras que deverão obedecer às seguintes regras: livre circulação de mercadorias, garantir os direitos dos trabalhadores transfronteiriços, mas haver uma restrição à circulação para efeitos de lazer ou turismo." Aumentar as restrições às liberdades, direitos e garantias dos portugueses. "Tive a oportunidade de fazer a avaliação com o Presidente da República da forma como os portugueses têm respondido às regras estabelecidas. O ministro de Administração Interna reuniu com o comando-geral da GNR e com o diretor nacional da PSP, e ambos testemunharam que as forças de segurança não têm sentido resistência dos portugueses às regras. Estamos a falar de uma pandemia, cujo período de evolução se mantém nos próximos meses."

ALEMANHA: Welt [18h06] | "Alemanha controla várias fronteiras." A partir da manhã desta segunda-feira, dia 16 de março, a Alemanha controlará várias fronteiras devido ao coronavírus. Em respostas às medidas alemãs, França anunciou controlos mais rígidos.

Marta Temido

PORTUGAL: RTP3 [17h43] | Marta Temido anuncia medidas excecionais. Na habitual de conferência de Imprensa de rescaldo do dia, a ministra da Saúde juntou todos os números aos já 245 novos casos de coronavírus em Portugal anunciados durante este domingo. "Há 18 casos internados em cuidados intensivos, oito são críticos e que nos inspiram preocupação. Há ainda 1746 casos não confirmados e 281 casos aguardam resultado laboratorial", começou por revelar. "A curva epidemiológica deve crescer até ao final de abril e deixo o aviso de que, depois da fase que estimamos que se situe no final de abril, enfrentaremos ainda casos de doença e temos de nos preparar para esta realidade", completou. Marta Temido revelou, igualmente, medidas excecionais. Suspensão das férias. "As férias que não forem gozadas agora, podem ser noutra altura, nomeadamente as férias não gozadas do ano anterior que teriam de ser usufruídas até 31 de março, mas levantámos essa obrigatoriedade." Proteção dos nossos profissionais de saúde. "Estabelecemos um regime especial: num agregado em que um dos progenitores não é profissional de saúde, a guarda de crianças deverá pertencer ao profissional que não trabalha na saúde; se o agregado só tem um progenitor ou ambos são profissionais de saúde, há medidas excecionais, e apelo a que as entidades empregadoras organizem o trabalho de forma a que não trabalhem em simultâneo; possibilidade de estes profissionais transferirem para uma pessoa a designar o subsídio que receberiam caso ficassem em casa a tomar conta das crianças."

ITÁLIA: La Repubblica | Os números oficiais de Itália. Segundo o boletim civil atualizado, "o número de pacientes com coronavírus atinge o total de 20603, com um aumento de 2853 em relação a sábado, 14 de março. Estes são os dados fornecidos pelo comissário de emergência Ângelo Borrelli." O número total de mortes no país transalpino chega às 1809.

Boletim de voto

FRANÇA: Le Figaro | "Eleições municipais de 2020: coronavírus perturba participação." O primeiro turno desta eleição foi mantido. A participação foi de 38,77% às 17h00. Foi registada uma queda de 16 pontos percentuais em relação a 2014.

ESPANHA: ABC [16h52] | "Vice-presidente da La Generalitat da Catalunha testa positivo." O vice-presidente da La Generalitat, Pere Aragonès, testou positivo para a COVID-19. A vice-presidência da Generalidade da Catalunha informou que o ministro da Economia e líder do CEI "está em boas condições". "Ele permanecerá na sua casa", seguindo as recomendações das autoridades de saúde e protocolos estabelecidos.

ESPANHA: El País [16h36] | "Exército distribui patrulhas nas principais cidades para combater o coronavírus." As Forças Armadas de Espanha já começaram a participar da luta contra o coronavírus. A primeira foi a Unidade de Emergência Militar (UME), que mobilizou 350 tropas em Madrid e noutras cidades espanholas onde possui bases, como Valência, Sevilha ou Saragoça.

ALEMANHA: Der Spiegel [16h25] | "Hamburgo proíbe todos os eventos." Depois de Berlim proibir todos os eventos públicos e privados, é a vez agora de Hamburgo tomar uma medida semelhante para a evitar a disseminação do novo coronavírus. Assim, todos os eventos são proibidos na cidade e isso aplica-se a todos os eventos e reuniões públicas e não públicas, independentemente do número de participantes.

Eduardo Cabrita

PORTUGAL: SIC Notícias [15h08] | Mensagem do ministro da Admnistração Interna sobre medidas extraordinárias. Eduardo Cabrita falou ao País sobre a aplicação das medidas extraordinárias em vigor em Portugal, devido ao coronavírus. O ministro da Administração Interna elogiou os portugueses e revelou novas medidas a serem aplicadas. "Estas medidas [extraordinárias] mereceram uma grande compreensão de todos pelo que nos é transmitido pelas forças de segurança. Refletindo sobre este quadro, queríamos fazer algumas chamadas de atenção. Que os cidadãos se coibam de fazer deslocações que não sejam absolutamente necessárias. Ou seja, trabalhar, adquirir produtos alimentares, visitar idosos ou familiares que necessitem de apoio direto. Os portugueses têm compreendido esta necessidade, mas queria fazer um apelo para que estas regras sejam estritamente cumpridas. Demos já a indicação às forças de segurança que a redução da utilização do espaço de restaurantes em 1/3 também será aplicado em esplanadas licenciadas. Iremos ser exigentes no cumprimento destas regras. Tomámos, ainda, a decisão sobre um conjunto de regras adicionais que iremos publicar como temos feito: reduzir a dimensão admitida de eventos para o máximo de 100 pessoas; determinar, igualmente, a proibição de consumo de bebidas alcoólicas na via pública; a partir de segunda-feira não haverá aulas de condução práticas ou teóricas, bem como ficam suspensos os exames de condução."

ARGENTINA: Marca Claro | "Treinadores e jogadores versus dirigentes: o choque do coronavírus." À espera que se completem os jogos da 1.ª jornada, a Taça da Superliga argentina abriu foco de tensão entre dirigentes, jogadores e treinadores devido à pandemia COVID-19 que afeta o mundo.  

INGLATERRA: Daily Mail [14h54] | Mais de 1300 casos confirmados no Reino Unido. No Reino Unido morreram, durante a noite, 14 pessoas por COVID-19, elevando o número total de mortes para 35. São já 1372 os casos confirmados, anunciou o departamento de saúde e assistência social nesta tarde.

ITÁLIA: Corriere dello Sport [14h46] | Jogadores da Fiorentina sob controlo. Joe Barone, diretor-geral da turma viola, falou sobre o coronavírus ao site da Fiorentina: "Espero que todos estejam em casa e bem, a assistir televisão, a conversar com membros da família e em paz. O momento é especial, as pessoas da Fiorentina envolvidas nessas terríveis situações são seguidas, estão sob controlo: todos seguem o protocolo que lhes foi atribuído."

Zanetti

ITÁLIA: Tuttosport | "Zanetti: 'Devemos respeitar as regras'." O vice-presidente do Inter de Milão lançou um apelo na sua rede social Twitter: "Fiquemos em casa e colaboremos para conseguirmos alcançar o que pretendemos."

ITÁLIA: La Gazzetta dello Sport [14h19] | Gabriele Gravina quer terminar o campeonato italiano e pede adiamento do Euro 2020. "O tempo passa com o futebol parado e a presidente da Federação Italiana de Futebol (FIGC) Gabriele Gravina estuda possibilidades para recuperar o tempo perdido. ‘Vamos tentar chegar ao final deste campeonato porque é mais correto definir os muitos investimentos e sacrifícios das nossas empresas."

ESPANHA: El País [14h00] | Atualização dos números da COVID-19 no mundo. Os últimos números divulgados sobre o coronavírus mostram que há "159 085 infetados em todo o mundo, 6031 mortos e 75575 recuperados". Só na China – país com registos mais elevados – há "81062 infetados, 3204 mortes e 67037 doentes recuperados".

PORTUGAL: Direção-Geral de Saúde | Há 245 casos confirmados de pessoas infetadas com COVID-19 (mais 76 do que ontem, sábado), segundo o novo boletim comunicado ao início da tarde pela DGS.

Roma e Lazio

ITÁLIA: Corriere dello Sport [12h58] | "Roma e Lázio, o dérbi de quarentena que nasce nas varandas." Os flash mobs tomaram conta de alguns bairros da capital italiana. Num dérbi diferente, as varandas pintaram-se de a'arelo e vermelho ou de branco e azul, cantando-se 'Roma, Roma, Roma’ de Venditti ou 'I Giardini di marzo' de Battisti.

ESPANHA: Sport [12h19] | Champions com final four? Perante a dificuldade de chegar ao final da temporada, a UEFA quer fixar as meias-finais e a final no mesmo local e em apenas quatro dias na Liga dos Campeões e na Liga Europa. Tudo depende da aprovação das 55 federações na próxima terça-feira e da FIFA, que deve dar as semanas da Campeonato do Mundo de Clubes ao Europeu, que passaria para 2021.

ESPANHA: Ezequiel Garay | Antigo defesa-central do Benfica anunciou neste domingo estar infetado com COVID-19. Nas redes sociais, Garay, que atualmente representa o Valência, garantiu estar bem. É o primeiro caso confirmado de jogadores da liga espanhola.

ESPANHA: El País | "Crescimento mais acelerado do que em Itália." Segundo gráficos publicados no El País, o contágio em Espanha é superior ao de Itália e da Coreia do Sul, países que seguem com dez dias de avanço.

Carris

PORTUGAL: SIC Notícias | "Entrada nos transportes da Carris pela porta traseira e validação da viagem é facultativa." "A empresa de transportes públicos de Lisboa anunciou várias medidas para evitar a propagação da Covid-19. A Carris está a reforçar as medidas de prevenção por causa da pandemia do novo coronavírus. A partir deste domingo, a entrada nos transportes passa a ser feita pela porta traseira, de modo a reduzir o contacto com os motoristas. A venda de bilhetes dentro dos autocarros e elétricos está suspensa por tempo indeterminado e a validação da viagem é facultativa. As medidas estendem-se também aos elevadores da Lavra e da Glória, assim como ao ascensor da Bica. De fora, fica apenas o elevador de Santa Justa, que a partir deste domingo está encerrado. Também há medidas para os trabalhadores: antes de entrarem nas instalações da Carris, todos vão ser sujeitos a uma medição de temperatura."

PORTUGAL: Lusa | Praias interditas em Portugal. "A Autoridade Marítima Nacional interditou no sábado à noite todas as atividades desportivas ou de lazer que juntem pessoas nas praias do continente, Madeira e Açores, para minimizar a probabilidade de disseminação do novo coronavírus (Covid-19). (...) A Autoridade Marítima Nacional reforça o apelo aos cidadãos para que não se desloquem às praias e não vão a banhos."

VATICANO: Lusa | Praça de São Pedro fechada na semana da Páscoa. O Vaticano anunciou que as celebrações da Semana Santa serão feitas sem fiéis. "A Prefeitura da Casa Pontifícia cumpre o dever de comunicar que, devido ao atual estado de emergência sanitária internacional, todas as celebrações litúrgicas da Semana Santa realizar-se-ão sem a presença física de fiéis."

AUSTRÁLIA: Expresso | Obrigado a isolamento quem chega ao país. "Todas as pessoas que chegarem à Austrália a partir da 0h00 (13h00 em Portugal continental) vão ser obrigadas a ficar em isolamento durante 14 dias. A medida vai ser aplicada a toda a gente, independentemente do país de origem. 'Isto é muito importante, o que temos visto nas últimas semanas é que mais países estão a ter problemas com este vírus, o que significa que as fontes de transmissão chegam de cada vez mais países', disse o primeiro-ministro Scott Morrison, que anunciou ainda que durante 30 dias todos os navios de cruzeiro estão proibidos de desembarcar no país. A Austrália tem 250 casos de Covid-19 confirmados e três mortes na sequência da infeção."

14 de março

Bares em Lisboa

PORTUGAL: Lusa | "Face à situação de Emergência de Saúde Pública de Âmbito Internacional da Covid-19", o ministro da Economia, o ministro da Administração Interna e a ministra da Saúde assinaram neste sábado "o despacho conjunto que determina o encerramento dos bares, todos os dias, a partir das 21 horas". "O despacho produz efeitos a partir de hoje [sábado, 14 de março] e até ao dia 9 de abril de 2020, podendo ser prorrogado em função da evolução da situação epidemiológica", diz a nota oficial.

FRANÇA: France-Presse | O primeiro-ministro francês, Edouard Philippe, anunciou neste sábado o encerramento, a partir da meia-noite, de "todos os locais públicos não essenciais", como bares, restaurantes e cinemas, e a entrada na fase 3 da epidemia, o que significa que o coronavírus está presente em todo o território.

PORTUGAL: RTP3 [18h27] | "Entrámos numa fase de crescimento exponencial." Em conferência de Imprensa, a ministra da Saúde, Marta Temido, fez o ponto de situação da pandemia COVID-19 em Portugal, onde estão confirmados 169 casos. "Entrámos, pelos dados epidemiológicos de que dispomos, numa fase de crescimento exponencial da pandemia, alinhada com o que estão a enfrentar outros países europeus. Esperamos, nos próximos dias, espelhar os resultados das medidas que temos vindo a tomar, mas é muito importante que todos colaborem."

Notícias COVID-19

ITÁLIA: La Repubblica | "Os números em Itália." Segundo os dados fornecidos pelo comissário de emergência da Proteção Civil Ângelo Borrelli, "existem 17750 pessoas com coronavírus em Itália, registando-se um aumento de 2795 de ontem para hoje, enquanto o número total de pessoas infetadas – incluindo as vítimas e os recuperados – atingiu os 21157. Há também 1966 curados, 527 a mais que ontem e mais 175 mortes desde ontem, chegando aos 1441 no total".

Notícias COVID-19

ESPANHA: El País [17h52] | "Estado de alerta de Espanha." "Espanha regista mais de 5700 infetados, 189 mortos e mais de 500 baixas médicas. O governo aprovou um decreto que limitará a circulação de cidadãos por todo o país. A restrição de movimento entrará em vigor a partir de segunda-feira às oito da manhã."

ITÁLIA: Corriere dello Sport [17h29] | "Nápoles põe a cidade a cantar e lança a hashtag #HaDaPassaANuttata." Todos contra o coronavírus. Também o Nápoles está solidário com o que se está a viver em Itália. Através dos seus canais de comunicação, o clube colocou uma mensagem de apoio a todos os adeptos.

Notícias Covid-19

ESPANHA: AS [16h37] | "Mensagem de Messi para a consciencialização e alento contra o coronavírus." Lionel Messi e sua família estão voluntariamente em quarentena, como o resto do plantel de Barcelona, devido à pandemia de coronavírus que está a atingir fortemente Espanha, como em muitos outros países do mundo. "É hora de ser responsável e ficar em casa", escreveu o jogador, que publicou uma imagem com os filhos. 

ITÁLIA: La Gazzetta dello Sport [16h13] | "Ferrari encerra toda a produção até 27 de março." A Ferrari também interrompe a produção devido à pandemia de Coronavírus. O construtor automóvel anunciou hoje que as atividades estão suspensas com efeito imediato e até 27 de março. “A medida – lê uma nota – foi decidida pela empresa no interesse principal do bem-estar dos trabalhadores e segue uma série de disposições rigorosas já implementadas para proteger a segurança do ambiente de trabalho, em conformidade com o Decreto do Governo Italiano da 11 de março”.

Notícias Covid-19

FRANÇA: L'Équipe [15h42] | "Didier Quillot (LFP) responde a Jean-Michel [Aulas]: 'A responsabilidade da Liga é defender o interesse geral'." O presidente da Liga Francesa já reagiu às declarações do presidente do Lyon ao "Le Monde", que sugeriu a anulação da temporada devido ao coronavírus.

ITÁLIA: Tuttosport [15h40] | "Título de campeão: a verdade sobre os playoffs. Seria um campeonato de verdade?" A hipótese que surgiu do último Conselho Federal não atrai a maioria dos clubes, mas poderia ser uma solução se o tempo for curto.

Notícias COVID-19

ESPANHA: Mundo Deportivo [14h47] | "Alavés deteta dois casos de coronavírus no clube." O Alavés detetou dois contágios de coronavírus na estrutura técnico-desportiva. Ambos, de acordo com as informações fornecidas pelo Alavés, "estão em perfeitas condições". Os treinos da equipa albiazul estão suspensos até novo aviso.

INGLATERRA: Dailystar Sport [14h18] | "Coronavírus: como as maiores estrelas do desporto ocupam o tempo durante o surto." O cancelamento de eventos desportivos devido ao coronavírus fez com que várias estrelas das mais variadas modalidades se isolassem de diferentes maneiras diferentes. Os atletas têm partilhado suas atividades nas redes sociais.

ITÁLIA: La Gazzetta dello Sport [14h04] | "Inter de Milão lança uma campanha de recolha de fundos e doa meio milhão de euros." O Inter de Mião lançou uma campanha que visa recolher fundos para ajudar o Hospital Sacco na procura pela vacina contra a COVID-19. Esta é a mais recente iniciativa do clube nerazzurri: dos jogadores até o último dos funcionários, passando pela equipa técnica, o Inter arrecadou 500 mil euros para doar à estrutura milanesa, na primeira fila na luta contra o coronavírus.

ITÁLIA: Il Messaggero [14h00] | "Três novos casos de coronavírus na área de Viterbo." O número de pessoas infetadas com coronavírus na área de Viterbo aumenta para 23.

Notícias Covid-19

FRANÇA: Le Figaro [13h47] | "Prisioneiro de Fresnes com coronavírus positivo." O recluso de 74 anos é o primeiro caso das prisões francesas, segundo a porta-voz do Ministério da Justiça Agnès Thibault-Lecuivre.

INGLATERRA: The Times Sport [12h01] | "Presidente da FA, Greg Clarke, teme que a temporada não termine." O presidente da Football Association, Greg Clarke, disse à Premier League que não acredita que a temporada de futebol seja concluída, levando a grandes repercussões financeiras para os clubes.

INGLATERRA: The Guardian | "Donald Trump declara emergência nacional." O presidente dos Estados Unidos declarou uma emergência nacional para combater a pandemia de coronavírus. Os casos nos EUA espalharam-se pelos 44 estados, envolvendo pelo menos 1920 infetados e 41 mortes.

Notícias Covid-19

INGLATERRA: The Guardian | "Escolas da Califórnia fecharam e eventos foram cancelados à medida que o Estado aumenta a resposta ao coronavírus." Com cinco mortes e 247 casos confirmados, a Califórnia tem agora o terceiro maior número de casos no país, depois de Washington e Nova York.

INGLATERRA: The Guardian | "Número de mortes por coronavírus no Reino Unido duplica em 24 horas." 10 pacientes com condições de saúde subjacentes elevaram o número total de mortes para 21.

Notícias Covid-19

ITÁLIA: Tuttosport | "Juventus solidária." Bonucci doou 120 mil euros ao hospital que salvou o seu filho. O fundo destina-se a aquisição de material importante na luta contra o coronavírus. Já Rugani – que testou positivo com a COVID-19 – deixou uma garantia através do Twitter, referindo que ele e a Juventus, juntos, estão a recolher fundos para distribuir em unidades hospitalares.

ESPANHA: Marca | "Europa fechada." As cinco principais ligas param até 3 de abril; UEFA suspende as Ligas Europa e dos Campeões; Giro de Itália e Masters de Golfe adiados.

ALEMANHA: Der Spiegel | "Falta de funcionários em hospitais alemães." A Alemanha possui muitos centros hospitalares em unidades de terapia intensiva, mas, com o aumento do número de pessoas infetadas com COVID-19, são poucos os profissionais de saúde para dar assistência a tanta gente.

Texto: Márcia Dores, Filipa Fernandes Garcia, Diogo Nascimento, Sónia Antunes e Marco Rebelo

Fotos: Tuttosport / Corriere dello Sport / The Guardian / Le Figaro / Mundo Deportivo / L'Équipe / AS / La Repubblica / El País / Portugal.gov.pt / UEFA / Twitter Roland Garros / Il Messaggero / Corriere della Sera / Liga Portugal / ACP / COI / Reuters / New York Times / The Telegraph / FIFA / De Telegraaf / Público / Expresso

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar