Casas Benfica

04 dezembro 2020, 09h11

Casa Benfica Paredes

REPORTAGEM BTV

O programa da BTV "Pelas Casas do Benfica" deslocou-se até Paredes, a mais de 300 quilómetros de Lisboa, e visitou o espaço n.º 116 do Clube.

A Casa Benfica Paredes conta com 400 Sócios, é um dos espaços que mais merchandising vende do Clube e tem o futsal e atletismo como modalidades-bandeira.

Habituado a enchentes – dentro do espaço e nas zonas contíguas – a Casa Benfica Paredes teve de se adaptar a uma nova realidade com o surgimento da COVID-19.

Casa Benfica Paredes

"Tivemos de reduzir a capacidade de pessoas que podíamos ter cá dentro, organizar o espaço das mesas, colocar sinaléticas e definir um trajeto de entrada e saída da Casa. O bar é explorado por nós, e temos dois funcionários, mas a afluência baixou bastante. Até mudámos os horários, começámos a abrir mais tarde porque não havia pessoas para atender", revelou Miguel Couto, presidente da Casa.

Aos 39 anos, Miguel Couto, benfiquista desde pequeno, sublinhou, ainda, a importância do espaço na venda de material do Clube naquela região.

"Vendemos um pouco de todo o merchandising, mas as camisolas é o que vendemos mais, nomeadamente em agosto com a presença dos emigrantes", destacou o presidente da Casa.

Casa Benfica Paredes

António Ferreira, um dos sócios-fundadores da Casa Benfica Paredes, falou com a BTV e partilhou como tudo aconteceu.

"A fundação desta Casa começou numa reunião organizada por um primo meu, que tinha a paixão de ter uma Casa Benfica Paredes. Houve um jantar que reuniu muitos benfiquistas e criou-se uma comissão para a instalação da Casa. Houve várias reuniões até que um Sócio teve a ideia de termos um espaço para as próprias instalações. Eu era sócio da empresa que estava situada onde é a Casa, falei com os meus outros sócios, aceitaram, fizemos uma faixa e colocámos na frente do prédio a dizer: 'Futuras instalações da Casa Benfica Paredes.' Fomos depois à procura de benfiquistas que quisessem entrar como sócios-fundadores", explicou.

Casa Benfica Paredes

Alexandre Almeida, de 47 anos, é o presidente da Câmara Municipal de Paredes, e elogiou o papel importante que ocupa o espaço do Benfica junto da comunidade e no desenvolvimento do desporto local.

"A Casa do Benfica já era, só por si, uma mais-valia para Paredes, uma vez que ocupa um espaço nobre da cidade. Foi fundada por adeptos fervorosos do Benfica, que quiseram um espaço com aquela dignidade e que tem sido um espaço de muita confluência de adeptos e simpatizantes do Benfica aquando das suas conquistas. Para além disso, como associação que é, não ficaram só por ser uma Casa, mas têm também uma equipa de atletismo e organizam todos os anos um Grande Prémio de Atletismo", enalteceu.

Casa Benfica Paredes

"A Casa Benfica Paredes acolhe vários desportos, nomeadamente o atletismo, mas já teve patinagem. E quando realiza eventos desportivos pede ajuda à junta de freguesia e há uma boa parceria entre a Casa Benfica Paredes e a Junta de Freguesia de Paredes. A Casa tem muita dinâmica, envolve muitas pessoas com vontade. A nível nacional é uma Casa que não desprestigia o Benfica", acrescentou Artur Silva, presidente da Junta de Freguesia de Paredes, que seguiu pelo mesmo diapasão elogioso do edil da cidade.

Casa Benfica Paredes

Paulo Borges é o responsável pela secção de atletismo da Casa Benfica Paredes desde 2005, uma entrada neste mundo que aconteceu… quase de paraquedas.

"A secção de atletismo nasceu em 2001. Em 2005 entrei aqui um pouco de paraquedas. O meu filho veio para cá praticar atletismo e ao fim de um ano pediram-me para assumir a secção. Entrei e fiquei até hoje. A secção começou com um âmbito regional, cresceu e teve vários atletas campeões nacionais. Já formámos nove atletas campeões nacionais. Daqui, para o Benfica, saíram sete atletas", enfatizou.

Texto: Marco Rebelo

Fotos: SL Benfica

Última atualização: 4 de dezembro de 2020

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar