Futebol feminino

22 maio 2021, 19h02

Campeãs Nacionais 2020/21

RESUMO DO JOGO

O dérbi foi jogo do título para o Benfica! No Estádio José Alvalade, casa do Sporting, as águias venceram por 0-3, em jogo da 14.ª e última jornada da fase de apuramento de campeão da Liga BPI, e conquistaram o 1.º Campeonato Nacional da sua história. 

O duelo incontornável do futebol português, mesmo no feminino, começou antes, com a visita cheia de Mística e Benfiquimo de José Augusto, Bicampeão Europeu pelas águias e antigo selecionador nacional no masculino e no feminino. Já Sílvia Rebelo e Tiago Carmo garantiram "foco" e "raça, querer e ambição" para o jogo de todas as emoções. 

À flor da relva, o dérbi ainda estava em fase de estudo mútuo quando se deu o primeiro golo, aos 5'. Transição rápida do Benfica pela esquerda conduzida por Cloé Lacasse, a canadiana ultrapassou Bruna Lourenço, ganhou a linha, cruzou atrasado e Nycole, de pé direito, a bater Inês Pereira e a fazer o 0-1 em Alvalade.

Dérbi

A perder no jogo e a jogar em casa, o Sporting aumentou a pressão sobre a equipa do Benfica, fez subir as linhas e acercou-se mais vezes da área encarnada. O Benfica, por outro lado, tentava sacudir a pressão com contra-ataques venenosos que deixavam as verdes e brancas em sentido. Aos 32', após boa circulação de bola coletiva, as encarnadas estiveram perto do golo, através do tiro de Andreia Faria, desviado por Inês Pereira

Nos descontos, aos 45'+6', num livre indireto a favor do Sporting, a bola sobrou para Raquel Fernandes, que rematou para grande intervenção de Letícia. Ao intervalo, o resultado do dérbi era de 0-1 para as águias.

Para o segundo tempo, as jogadoras do Sporting vieram mais acutilantes, com elevada pressão e vários ataques. Num deles, aos 54', Letícia teve de se aplicar após um cruzamento tirado por Ana Borges, com a bola a desviar em Lúcia Alves e quase a trair a guarda-redes do Benfica. A resposta das águias aconteceu aos 57'. Cloé Lacasse, rodeada de leoas, a disparar do meio da rua para grande estirada de Inês Pereira.

Dérbi

Com o decorrer dos minutos, as equipas técnicas mexeram nas peças, tentavam dar um safanão na partida, nomeadamente Susana Cova, treinadora do Sporting, que precisava de vencer. Porém, Letícia estava segura entre os postes da baliza do Benfica e na frente, Cloé Lacasse, aos 83' "matava" o jogo com um remate de pé esquerdo após bom trabalho individual sobre Joana Marchão. Era o 0-2 no Estádio José Alvalade, o 16.º golo da avançada canadiana, a melhor marcadora na Liga BPI 2020/21!

O dérbi já parecia resolvido e mais ficou, aos 87'. Ana Borges derrubou Catarina Amado na área e a árbitra Catarina Campos apontou para a marca da grande penalidade. Nos 11 metros, Kika Nazareth bateu Inês Pereira e fixou o resultado em 0-3

A equipa feminina de futebol do Benfica é um projeto iniciado em 2018/19 e que já conquistou todos os títulos nacionais. Ao Campeonato Nacional (1.º do palmarés), juntam-se 2 Taças da Liga, 1 Taça de Portugal, 1 Supertaça e ainda 1 Campeonato da 2.ª Divisão.

Dérbi

DECLARAÇÕES

Filipa Patão: "É um dia muito especial. Concretizei um sonho de conquistar o título de Campeão Nacional pelo Sport Lisboa e Benfica. Não escondo, nem nunca o fiz, é o clube do meu coração. Foi aí que me formei. É uma grande emoção. Depois, por estas jogadoras e por todo este staff… mereciam, em termos de respeito e de conquista do espaço delas neste futebol. Infelizmente, o jogo, apesar do resultado, não foi como queria e perspetivava. É um título e é pelo Benfica. Temos de ter a cabeça no sítio. Conquistámos o título, respeito, mas não chega, para o Benfica não chega. Temos de passar para outro patamar, e isso é estas jogadoras crescerem. Elas são jovens e ainda temos um caminho pela frente. Dar os parabéns ao Sporting, foi um excelente rival que tivemos em todo o Campeonato. Conseguimos este marco frente a uma excelente equipa que estava do outro lado. É um título que o Benfica e os Sócios mereciam. O que fez a diferença neste jogo foi a alma que elas tiveram, a alma ganhadora, a alma do que é estar no Benfica. ‘O ama o Benfica e nada te faltará’ é um lema que começou na equipa B – de onde vem grande parte desta equipa técnica – e que queríamos que a jogadora do Benfica entendesse que, mais do que crescer e desenvolver, é sentir o que é estar dentro de uma casa. Aqui existe uma mentalidade e uma Mística, o jogo não é só as componentes técnicas e táticas, também tem emoção. Amar o clube onde estamos e representamos vai-nos dar uma força extra."

Sílvia Rebelo (defesa e capitã): "Já esperava por este dia há muito tempo, sempre trabalhei para isto e estou bastante feliz porque foi com o clube do meu coração e foi o recompensar de muito trabalho. Foi uma época muito longa e estamos de parabéns. Estou feliz por mim e pelas minhas colegas. Agradecer aos nossos adeptos, também é uma prenda para eles porque, independentemente de não poderem estar no estádio, sempre estiveram connosco e foram fundamentais na nossa caminhada."

Dérbi

Letícia (guarda-redes): "Vim do Brasil para o Benfica com o objetivo de continuar a ganhar títulos. Estou a fazer um bom trabalho e espero continuar. Todos têm a sua importância, este é mais um título especial. Conseguimos controlar o jogo. Sabíamos que até o empate nos favorecia, mas viemos para ganhar. Tivemos paciência e tranquilidade, o que nos ajudou bastante a sair com esta vitória de 0-3."

Carolina Vilão (guarda-redes): "É fantástico ser campeã nacional com este símbolo ao peito! É o nosso primeiro título nacional e espero que seja o primeiro de muitos. Que os adeptos estejam sempre connosco!"

Dani Neuhaus (guarda-redes): "É muito gratificante. Em três anos conquistámos tudo o que podíamos ganhar a nível nacional. Faltava-nos ganhar a Liga BPI, conseguimos agora. O Benfica merece, é também o reconhecimento do nosso trabalho."

Ana Seiça (defesa): "Ganhar um Campeonato pelo Benfica é incrível, um sentimento indescritível. Sei que a minha família está comigo e superfeliz com esta conquista."

Matilde Fidalgo (defesa): "Tenho tido a sorte de poder festejar por equipas diferentes e finalmente fui campeã pela minha equipa do coração. Sinto-me muito contente, acho que foi um trabalho merecido, estamos de parabéns e vamos festejar."

Carole Costa (defesa): "É incrível estar cada vez mais nestes ambientes e jogar contra uma equipa assim. Saiu para o nosso lado, trabalhámos muito para isso e conseguimos. Só faltou o público, mas tenho a certeza de que os adeptos estavam em casa a ver e a apoiar."

Dérbi

Catarina Amado (defesa/média): "É o primeiro Campeonato ganho. São boas emoções. Esta medalha vai ser guardada junto de todas as que ganhei até hoje."

Lúcia Alves (defesa/avançada): "Isto é lindo. Ser campeã nacional e representar o Benfica. É lindo!"

Pauleta (média): "É uma sensação incrível, foi uma época difícil para todas, particularmente para mim devido a algumas lesões, mas conseguimos chegar aqui muito bem fisicamente, com bom futebol e conseguimos ganhar bem, somos merecidamente campeãs. O que o Benfica está a fazer no futebol feminino é muito bom. Só queremos trabalhar ainda mais e ter mais qualidade em campo."

Ana Vitória (média): "A sensação é de dever cumprido, muita gratidão para com todos os que trabalharam juntos para que este sucesso fosse possível. Estou muito feliz pela evolução da modalidade e pela conquista deste título!"

Dérbi

Beatriz Cameirão (média): "Sinto-me felicíssima. O objetivo foi traçado no início da época. Demos tudo para que o Benfica fosse campeão. Estou muito feliz, sinto um orgulho enorme nas jogadoras e nesta equipa técnica."

Evy Pereira (média): "Apesar de estar lesionado, nesta equipa todas contamos. O sentimento é de muita gratidão pelo título, pelo trabalho feito e merecemos tudo o que nos está a acontecer. Isto é à Benfica e pelo Benfica! Concretizar este sonho é um sentimento indescritível."

Cloé Lacasse (avançada): "É um momento de grande orgulho para mim e para a equipa. Viemos para este jogo sabendo que nos bastava um empate para sermos campeãs nacionais, mas queríamos a vitória. Demos tudo o que tínhamos para levar o troféu para casa. Este título premeia o trabalho que temos desenvolvido, queríamos ser campeãs, ir à Liga dos Campeões e continuar a fazer com que o Benfica se orgulhe de nós."

Nycole (avançada): "Isto é o fruto de bastante trabalho em grupo durante a época, é merecido e somos todas responsáveis por isto. Eu acho que agora é realmente o concluir de um trabalho bem-feito. A época passada terminou a meio devido à pandemia, mas agora, graças a Deus, pudemos terminar o Campeonato e sermos campeãs. Trabalhámos duro para isto e agora temos de aproveitar este momento."

Dérbi

Kika Nazareth (avançada): "Primeiro de tudo dizer que eu amo o Benfica! É um prémio [de revelação], é importante, mas o mais importante é este prémio com esta excelente equipa, que é a melhor coisa que me aconteceu neste ano. Isto é o Benfica. É muito bom e fico contente que as pessoas percebam que eu estou a evoluir e que sou uma revelação, mas agora o mais importante é focarem-se nesta equipa e neste troféu, que é a melhor coisa que o Benfica nos pôde dar e que nós pudemos dar ao Benfica."

Sporting-Benfica
0-3
Estádio José Alvalade
Onze do Benfica
 Letícia, Catarina Amado, Sílvia Rebelo, Carole Costa, Lúcia Alves (Matilde Fidalgo, 72'), Andreia Faria (Christy Ucheibe, 80'), Pauleta, Beatriz Cameirão (Ana Vitória, 61'), Cloé Lacasse, Nycole (Marta Cintra, 61') e Kika Nazareth
Suplentes
 Carolina Vilão, Ana Seiça, Matilde Fidalgo (72'), Christy Ucheibe (80'), Ana Vitória (61'), Jolina e Marta Cintra (61')
Ao intervalo 0-1
Golos do Benfica
 Nycole (5'), Cloé Lacasse (83') e Kika Nazareth (87' gp)

Camisola Benfica Campeas Feminino 2020-2021

Texto: Marco Rebelo
Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica
Última atualização: 22 de maio de 2021

Patrocinadores Futebol Feminino


Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar