Futebol

07 novembro 2021, 23h56

Festejos da equipa

RESUMO DO JOGO

Foi com uma incontestável vitória por 6-1 que o Benfica recebeu e venceu o SC Braga, em jogo da 11.ª jornada da Liga Bwin. Exibição brilhante, letal e personalizada de uma equipa ligada e que sabe muito bem o que quer.

Ressaca de mais uma noite europeia, ressaca da perda da liderança na Liga após o empate frente ao Estoril, semana intensa, com focos de especulação externa... Ora, a equipa respondeu em campo, os adeptos responderam nas bancadas e ponto final, parágrafo: 6-1, indiscutível!

Benfica-SC Braga

Regresso ao Estádio da Luz, 18 dias depois e quatro jogos volvidos, regresso também às contas do Campeonato Nacional, e logo para um desafio que se perspetivava de elevado grau de dificuldade, perante um adversário "com provas dadas", como lançara Jorge Jesus na antevisão.

Com algumas caras novas face ao último encontro, Odysseas, Lucas Veríssimo, Otamendi, Vertonghen, Gilberto, Weigl, João Mário, Grimaldo, Rafa, Everton e Darwin foram as escolhas do técnico para o onze inicial, num encontro, como se veria mais tarde, com algumas contrariedades e uma estreia.

Apito inicial de Artur Soares Dias, primeiro ataque do Benfica... e golo! Boa iniciativa de Darwin pela direita, a cruzar com régua e esquadro para Grimaldo, que, solto de marcação, de cabeça (isso mesmo!), inaugurou o marcador para alegria das muito bem preenchidas bancadas da Luz. Sem hipóteses de defesa para Matheus, e os encarnados colocaram-se em vantagem aos 2'.

Benfica-SC Braga

Entrada poderosa das águias como se pedia, a mandarem no jogo, velozes, fortíssimas na recuperação de bola e transição, perante um Braga com algumas dificuldades em construir e a explorar o contragolpe. Ora, precisamente numa dessas situações, aos 12', Ricardo Horta foi lançado nas costas da defensiva encarnada, isolou-se e, no frente a frente com Odysseas, rematou seco e colocado para o empate

Um remate enquadrado para cada uma das equipas, dois golos, 50 por cento de posse bola para cada um dos lados! Eficácia máxima e equilíbrio a pautarem os primeiros 15 minutos do desafio.

Ao minuto 23, a primeira contrariedade para os encarnados, com João Mário a sentir dificuldades e a ter de ser substituído por Paulo Bernardo. Estreia oficial no Campeonato Nacional para o jovem formado no Benfica Campus.

Empatadas, as equipas encaixaram, com ambas a olharem-se nos olhos e a mostrarem ambição e vontade, muita vontade...

Benfica-SC Braga

E nova contrariedade para Jorge Jesus. Num lance disputado com Galeno, que chamou Odysseas a intervir com segurança, Lucas Veríssimo caiu, aleijou-se no joelho direito e acabou por ser substituído, retirado de maca do relvado, aos 34'. Entrou Morato para o seu lugar.

E o melhor estava mesmo guardado para o fim da primeira parte! Minuto 37, Grimaldo acreditou, rematou forte de meia distância, Matheus sacudiu para a frente e eis que surgiu Darwin, na hora H, a fazer a recarga para dar novamente vantagem às águias (2-1).

Com os arsenalistas a tentarem reagir, foi em transição que os encarnados chegaram ao 3-1. Everton a conduzir o lance, desmarcação de Rafa, que, com muita classe sentou Diogo Leite e rematou por entre as pernas de Matheus.

Benfica-SC Braga

Embalada, a equipa chegou aos 4-1 já em tempo de compensação (45'+3') e em mais um contra-ataque viperino. E os protagonistas repetiram-se. Everton aguentou o ombro a ombro na ala direita, serviu Rafa, com o camisola 27 a não desperdiçar e a rematar friamente para o fundo das redes. Com este bis, o internacional português igualou Darwin no topo da lista de melhores marcadores da equipa na Liga Bwin, ambos com cinco golos averbados.

Benfica-SC Braga

Filme do jogo

Ver mais

E a segunda metade arrancou como terminara a primeira... com a chancela do golo! Minuto 52, trabalho de Rafa a levar tudo e todos à frente, a servir Everton. O médio brasileiro tirou Paulo Oliveira do lance e rematou cruzado e forte para a mão-cheia de golos na Catedral.

Insaciáveis, as águias tornaram a marcar (59'). Velocidade de Darwin a fazer toda a ala esquerda, cruzamento rasteiro a viajar de ponta a ponta, com Everton no flanco oposto, com ângulo já apertado, a disparar para o 6-1.

Benfica-SC Braga

E como não há duas sem três... mais uma contrariedade, desta feita com Darwin, tocado, a ter de sair do jogo. Saíram também Everton e Gilberto. Jorge Jesus colocou em campo Gonçalo Ramos, Pizzi e Diogo Gonçalves (65') numa assentada.

A partir daqui, mais posse de bola, circulação e gestão, com o 7-1 a ser evitado por Matheus, aos 72', com Gonçalo Ramos a finalizar na área, após assistência de Grimaldo. Grande defesa.

6-1 final, a vitória mais dilatada das águias na Liga Bwin 2021/22, vitória muito importante e que vinca uma equipa ligada, solidária, com uma personalidade forte e que nesta noite foi tremendamente eficaz ao fazer seis golos em 11 remates enquadrados.

Benfica-SC Braga

Com este resultado, os encarnados mantêm-se firmes a um ponto da liderança, na perseguição ao topo.

Segue-se um interregno para compromissos das seleções nacionais, com a formação comandada por Jorge Jesus a regressar aos relvados no dia 19 de novembro, sexta-feira O Benfica-Paços de Ferreira tem início às 20h45, no Estádio da Luz, e é relativo à 4.ª eliminatória da Taça de Portugal.

Black Friday: Descontos até 30%

Texto: Sónia Antunes
Fotos: Isabel Cutileiro e Tânia Paulo / SL Benfica
Última atualização: 16 de novembro de 2021

Patrocinadores principais do Futebol


Relacionadas

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar