7 de maio de 2019, 16h42

O visitante que não pede licença

Futebol

O Benfica é quem mais pontos soma fora de casa entre os líderes das sete principais ligas europeias.

Numa altura em que está cada vez mais perto de se conhecer o Campeão Nacional 2018/19, o Benfica é o clube, dos líderes dos sete principais campeonatos da Europa, com a melhor média pontual em jogos fora de casa.

Aproxima-se a passos largos o fim da edição 2018/19 da Liga NOS e a equipa liderada por Bruno Lage tem, no domingo, 12 de maio, a última deslocação da temporada, onde vai ao encontro do Rio Ave. Olhando para trás, desde 18 de agosto – com uma viagem ao Bessa na 2.ª ronda da competição –, o Benfica jogou 16 vezes como visitante: Boavista, Nacional, Chaves, Belenenses SAD, Tondela, V. Setúbal, Marítimo, Portimonense, Santa Clara, V. Guimarães, Sporting, Desportivo das Aves, FC Porto, Moreirense, Feirense e SC Braga.

Com 13 vitórias, apenas um empate e duas derrotas, o conjunto encarnado soma, à entrada para aquela que será a última jornada em casa de um adversário, 40 pontos. Ora, feitas as contas, o Benfica contabiliza uma média de 2,50 pontos por jogo, mais do que qualquer outro dos comandantes das sete principais ligas europeias (Portugal, Itália, Inglaterra, Alemanha, Espanha, França e Rússia).

Top 7 da Europa

Equipa Média pontual por jogo N.º de vitórias Diferença de golos
Benfica 2,50 13 +25
Juventus 2,41 13 +18
Manchester City 2,27 13 +24
Bayern 2,19 11 +21
Barcelona 2,11 11 +20
Paris Saint-Germain 2,05 11 +21
Zenit 1,71 7 +3

 

Só a Juventus, já consagrada campeã de Itália, se aproxima do registo das águias: 41 pontos em 17 jogos fora de Turim (2,41 por partida).

Mas não é só na média pontual que o Benfica se destaca. É ainda a equipa com maior diferença de golos fora de portas (+25). Com 37 tentos marcados em terrenos adversários, regista uma média de 2,31 remates certeiros por encontro, liderando, também aí, o top 7 da Europa.

O Manchester City segue imediatamente atrás. A formação onde atua Bernardo Silva (jogador Made in Caixa Futebol Campus) tem uma diferença positiva de 24 golos, entre os marcados e sofridos fora de casa (34 e 10, respetivamente). Mas, se aqui se aproxima da formação de Bruno Lage, na média da relação entre pontos e jogos fica aquém: 2,27.

Na liga espanhola, o Barcelona já é campeão. No entanto, fica bem atrás do Benfica nos números: com 38 pontos em 54 possíveis, o conjunto catalão tem uma média de 2,11 pontos por jogo e uma diferença positiva de 20 golos (menos cinco do que os encarnados) entre marcados e sofridos (37-17).

Festejos

Do Top 7 europeu restam Bayern Munique (Alemanha), Paris Saint-Germain (França) e Zenit (campeão russo 2018/19), que seguem ainda longe dos registos dos encarnados. Os alemães não foram além de das 11 vitórias fora de portas, contabilizando uma média de 2,19 pontos por jogo.

Em França, o Paris Saint-Germain ocupa a penúltima posição deste top 7 com uma média de 2,05 de pontos por jogo fora do Parque dos Príncipes, fruto dos – apenas – 37 pontos (17 jornadas) em 51 possíveis.

Por seu lado, os russos do Zenit, já campeões, contabilizam uma média de 1,17 pontos por jogo, ocupando a última posição desta lista também na diferença entre golos marcados e sofridos (18-15, respetivamente).

Ao Benfica, líder isolado do campeonato português, falta ainda uma jornada – fora de casa – para fazer subir estes números.

No domingo, é esperada mais uma Onda Vermelha em Vila do Conde. Os encarnados já fizeram saber que os bilhetes para o encontro com o Rio Ave (domingo, dia 12, às 20h00), da 33.ª jornada e penúltima final da Liga NOS, estão esgotados

Texto: Filipa Fernandes Garcia

Fotos: Arquivo / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar