20 de fevereiro de 2020, 21h16

Passo em frente à espera de Luz

Futebol

Em casa, na próxima quinta-feira (27 de fevereiro), o Benfica tem de marcar para vencer e corrigir a derrota (2-1) sofrida no reduto do Shakhtar, na Ucrânia, na 1.ª mão dos 16 avos de final da Liga Europa.

O resultado do jogo da 1.ª mão dos 16 avos de final da Liga Europa não foi favorável ao Benfica (derrota por 2-1 frente ao Shakhtar em Kharkiv, na Ucrânia), mas deixa bem aberta a possibilidade de apuramento para os "oitavos".

A eliminatória decide-se na próxima quinta-feira (dia 27) no Estádio da Luz. As águias têm de marcar (e vencer) para seguir em frente.

O primeiro momento fogoso no relvado do Estádio OSK Metalist foi protagonizado por Taarabt ao minuto 10. O marroquino recuperou a bola, embalou pelo corredor central, mas depois foi travado em falta, esfumando-se a hipótese de provocar um desequilíbrio na zona de decisão.

Shakhtar-Benfica

Os lances de possível golo não surgiam para o Benfica, que aos 20' poderia ter sido golpeado por um contra-ataque do Shakhtar, muito rápido e incisivo no aproveitamento dos espaços. Marlos introduziu mesmo a bola na baliza encarnada, numa recarga após defesa de Odysseas a remate de Júnior Moraes, mas, na revisão da jogada, o videoárbitro identificou uma irregularidade: Marlos estava em posição de fora de jogo aquando do remate do companheiro de ataque. Golo anulado (22')!

Numa infiltração pela direita, Kovalenko deu trabalho a Odysseas aos 24', mas o guarda-redes sacudiu o esférico. Pelo Benfica, Taarabt agitou o jogo com nova arrancada poderosa pelo corredor central, seguida de cruzamento de Grimaldo para o meio da área, onde Seferovic viu Stepanenko antecipar-se e anular a ameaça (39').

A melhor ocasião de golo para as águias passou por Pizzi: aos 44', recebendo um passe de Cervi a partir da esquerda, o camisola 21 fez uma finta curta na área e rematou de pé esquerdo rente ao poste direito. O Shakhtar não ficou atrás e, ainda antes do intervalo, terminou um contra-ataque com intervenção de Marlos no momento final. O remate saiu à figura de Odysseas.

Shakhtar-Benfica

A equipa ucraniana reentrou mais enérgica no segundo tempo. Veloz a manobrar na zona ofensiva, o Shakhtar foi rompendo e criando problemas à defensiva benfiquista. Júnior Moraes ameaçou aos 46', Ismaily foi mais contundente aos 51': depois de ultrapassar Tomás Tavares, rematou cruzado e acertou no poste direito.

Grimaldo deu troco aos 51' num tiro de fora da área (a bola passou perto da barra), mas o Shakhtar, nesta fase, desequilibrava mais e Alan Patrick, num remate colocado de fora da área (com assistência de Marlos), inaugurou o marcador: 1-0 aos 56'.

O Benfica ripostou e, numa aproximação à baliza de Pyatov, Tomás Tavares marcou (62'). O golo, no entanto, não seria validado. O videoárbitro analisou o lance, e o árbitro Bobby Madden, depois de ver as imagens, anulou o golo e assinalou penálti por falta de Kryvtsov sobre Cervi (65'). Da marca dos onze metros, Pizzi enganou Pyatov (1-1) ao minuto 66. Foi o 23.º golo do 21 das águias nesta temporada!

Shakhtar-Benfica

Na fase em que os encarnados estavam melhor e a elaborar mais jogo perto da grande área do Shakhtar (e já com Vinícius no lugar de Seferovic desde os 69'), o Shakhtar marcou o 2-1. Taison pressionou Rúben Dias (que protegia o esférico em zona defensiva), levou a melhor no duelo e tocou para Júnior Moraes, que prontamente assistiu a finalização de Kovalenko (72').

Grimaldo, de pé direito, teve uma aberta na área do conjunto da casa, mas o remate de pé direito foi sustido por Pyatov (79'). Rafa rendeu Chiquinho (79'), Samaris também ainda rendeu Pizzi, mas o Benfica não conseguiu alcançar o segundo golo e empatar o jogo.

O reencontro, que determinará quem avança para os oitavos de final da Liga Europa, está agendado para as 20h00 da próxima quinta-feira (27 de fevereiro) na Catedral. Os bilhetes estão à venda.

Texto: João Sanches

Fotos: João Paulo Trindade / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar