Futebol

09 agosto 2021, 17h06

Jorge Jesus

ANTEVISÃO

O técnico do Benfica está em alerta para os perigos inerentes a uma reação do Spartak, após o triunfo Benfiquista em Moscovo, e pretende ver a sua equipa a apresentar a mesma "qualidade" exibida no duelo da primeira mão, como deu conta na conferência de Imprensa de antevisão no Benfica Campus.

Entre a revelação de que espera mudanças no elenco russo, tanto a nível tático como ao nível das unidades a utilizar, Jorge Jesus mostrou-se feliz pelo regresso dos adeptos encarnados ao Estádio da Luz, contando com o seu apoio para, "como sempre", ajudarem a equipa a seguir rumo ao play-off.

Palavras elogiosas também para Gonçalo Ramos, pelo que "jogou e correu" em prol da equipa em Moreira de Cónegos, na vitória frente ao Moreirense. Afinal, atirou o técnico: "É muito difícil um ponta de lança correr quase 13 quilómetros num jogo."

Está a meio da eliminatória, a vantagem parece ser algo confortável. Quanto é que está o Benfica com o apuramento garantido?

Não temos esse pensamento, temos um jogo para decidir o play-off. A vantagem não nos garante nada! Temos de ganhar ou não perder por mais de dois golos. Vamos tentar jogar ao nível de Moscovo, onde o Benfica fez um grande jogo em termos táticos e técnicos, foi espetacular. Pretendemos ter o mesmo comportamento, o adversário vai jogar com sistema diferente e com outro posicionamento de alguns jogadores. Não tem nada a perder.

Jorge Jesus

Que expectativas tem para este jogo? Espera um Spartak mais atrevido no ataque porque joga o tudo por tudo? Por outro lado, o que se pode esperar do Benfica no regresso do público às bancadas?

Este jogo tem vários fatores associados, o desportivo e o dos adeptos que vão estar connosco. Estamos ansiosos para isso acontecer, espero que nos ajudem, como sempre, a passar esta eliminatória para irmos para o play-off. O nosso adversário perdeu o primeiro jogo, mas tem hipóteses no segundo. Esta equipa também pode pensar da mesma maneira que nós em Moscovo, vamos tentar que isso não aconteça, pois acreditamos no que fazemos e temos todas as condições para passar. Penso que com os nossos adeptos vai ser mais fácil.

"Estamos ansiosos pela ajuda dos adeptos"

O jogo de amanhã [terça-feira] é especial por ser no Estádio da Luz, com público nas bancadas, diante de um adversário com um treinador português e por estar inserido na caminhada para a fase de grupos da Champions?

Para mim, é especial, porque ao fim de um ano [desde 29 de outubro de 2020, com o Standard Liège] é o primeiro jogo em que vou ter público. Fui habituado a ter 60 mil e 65 mil adeptos a empurrarem-nos para as vitórias. Por esse motivo é especial. Mais algum motivo especial? Não há. Vou jogar contra uma equipa que tem um treinador português, mas não é por causa disso que é mais ou menos especial. O jogo tem a sua responsabilidade, queremos derrotar este rival para passarmos ao play-off.

Jorge Jesus

Neste início de temporada há algumas dúvidas no ataque do Benfica. Gonçalo Ramos está apto para o jogo?

Ainda não sei como estão os jogadores, ainda não os treinei desde Moreira de Cónegos, sei do ponto de vista fisiológico. A ciência ajuda-nos a ter alguns sinais se os jogadores estão cansados, é um dado importante para tomar as opções. Se o Gonçalo Ramos estiver recuperado é ele que vai jogar. Com o Moreirense foi o jogador que mais quilómetros correu, é muito difícil um ponta de lança correr quase 13 quilómetros num jogo. Ficámos com menos um jogador, ajudou a equipa, correu muito e ficou arrasado.

"Gonçalo Ramos correu quase 13 quilómetros frente ao Moreirense"

Tem feito elogios a Gonçalo Ramos. O rendimento que tem apresentado deixa-o mais tranquilo quanto à possibilidade de perder pontas de lança?

É normal esta evolução do Gonçalo Ramos e de toda a equipa. Gonçalo Ramos treina comigo há um ano, mal de mim como treinador se não tivesse capacidade para fazer evoluir quem trabalha comigo, assim como a equipa.

Jorge Jesus

Vai jogar com uma linha de três ou quatro defesas frente ao Spartak?

Não falo em estratégia, se vamos jogar com três ou quatro defesas, pois a estratégia pode ter influência.

Jorge Jesus somou duas vitórias nos primeiros dois jogos oficiais, coisa que nunca aconteceu nas anteriores temporadas no Benfica. É bom prenuncio para o que espera para esta época?

Queremos começar bem, seja em que competição for. Mas isto interessa é como acaba e não como começa. Estamos a começar melhor, porque há um ano de trabalho, há melhor conhecimento da equipa, os jogadores sabem melhor o que quero. Naturalmente, neste início de temporada estamos mais fortes.

Texto: Marco Rebelo e Rui Miguel Gomes
Fotos: João Paulo Trindade / SL Benfica
Última atualização: 9 de agosto de 2021

Patrocinadores principais do Futebol


Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar