30 de outubro de 2017, 18h25

Passado, presente e futuro

Benfica

Luís Filipe Vieira está no quinto mandato à frente dos destinos do Clube, sendo o líder mais duradouro de sempre da história do Benfica.

 

Luís Filipe Vieira, de 68 anos, entrou no Benfica como dirigente em 2001, mas foi a 31 de outubro de 2003 que chegou à liderança, na qual permanece há 14 anos consecutivos, o que faz dele o presidente em funções durante mais tempo.

Quando se assinala os 14 anos à frente do Sport Lisboa e Benfica – foi eleito pela primeira vez com 91,74% dos votos, sucedendo a Manuel Vilarinho –, os meios do Clube mostram-lhe o passado, o presente e antecipam-lhe o futuro da obra de Luís Filipe Vieira.

Futebol e modalidades: um mar de êxitos em todas as frentes

Luís Filipe Vieira é nome ligado a sucessos, mas também à ideia de ter reanimado o Clube, devolvendo-lhe credibilidade após um período muito negro, não só no plano desportivo, mas também financeiro.

Durante este período, o 33.º presidente do Benfica levou a equipa de futebol à conquista de 20 troféus, conseguindo um Tri que lhe escapava há 39 anos e, nas páginas da história, fica para sempre conhecido como o pai do Tetra.

 

Aos seis campeonatos na era Vieira somam-se ainda três Taças de Portugal, sete Taças da Liga e quatro Supertaças Cândido de Oliveira, que elevam para 20 o número de troféus do atual presidente, que, neste período, ainda viu o Benfica chegar a duas finais europeias - da Liga Europa - em 2013 e 2014. 20 troféus, um número que não pára de aumentar e trouxe de volta a hegemonia do Benfica em Portugal.

  

Ponto de ordem tem sido também a manutenção da matriz eclética do Benfica. São dezenas as modalidades desportivas em atividade e, ao todo, 748 títulos conquistados desde que Luís Filipe Vieira chegou à presidência do Clube. 16 êxitos internacionais, 413 nacionais e 319 regionais e ainda a aposta nas modalidades olímpicas, promovendo a aposta contínua em atletas de referência mundial.

 

Caixa Futebol Campus sempre a crescer 

O sonho de erigir um centro de treino com as condições necessárias para o desenvolvimento de jovens jogadores e que também servisse de caixa-forte para a equipa profissional de futebol foi tornado realidade no dia 22 de setembro de 2006. Apesar de o conceito permanecer inalterado desde o primeiro dia – Formar a Ganhar –, muita coisa mudou no Seixal. Gradualmente, várias obras têm sido levadas a cabo com o intuito de melhorar as instalações do Caixa Futebol Campus.

11 anos depois, e mais do que nunca, o Caixa Futebol Campus está de boa saúde e recomenda-se. O investimento feito no aumento do número de camas, do alargamento do refeitório e da criação de um edifício para a parte técnica, aliado ao projeto do Colégio, vem reforçar a vontade do presidente de tornar o Seixal “o coração do Benfica”.

 

Centro de Alto Rendimento a nascer

O Centro de Alto Rendimento de Oeiras é um projeto integrador e que terá zonas de contacto com o Caixa Futebol Campus, no desenvolvimento de valências que sirvam ao desporto profissional e de alto rendimento de todo o clube, desde o futebol às modalidades.

Um conceito abrangente que visa dotar o Benfica, as suas equipas e os seus atletas de condições de treino de excelência, com o objetivo de reforçar o estatuto hegemónico de maior potência desportiva do país e uma das maiores do desporto mundial.

  

 

“Ser um grande na europa com estes jovens”, deseja Luís Filipe Vieira

Em entrevista à BTV, Luís Filipe Vieira recordou os momentos mais marcantes de 14 anos de liderança e, cada vez mais seguro da importância do Seixal como pilar estratégico do Clube, não escondeu um dos seus maiores sonhos. Leia e veja aqui a entrevista completa.

 

 

Os homens que acompanham o presidente 

Uma caminhada que Luís Filipe Vieira não faz sozinho. São oito os homens que o acompanham na direção do Sport Lisboa e Benfica. Os vice-presidentes Alcino António, Sílvio Cervan, Domingos Almeida Lima, José Eduardo Moniz, Nuno Gaioso, Varandas Fernandes, João da Costa Quinta e Fernando Tavares falaram sobre a liderança do presidente do Benfica, destacando as mudanças que o Clube sofreu nos últimos 14 anos. 

 

 

RUI COSTA: "O presidente parece ter pilhas que nunca acabam"

Administrador da SAD do Benfica, o seu clube de sempre, Rui Costa é fonte privilegiada e voz autorizada para falar do trabalho comandado por Luís Filipe Vieira, que acaba de completar 14 anos de presidência.

“Os meus parabéns ao presidente pelos 14 anos e pela obra que realizou no nosso clube ao longo destes anos. Os dados estão bem à vista, as modificações – o antes e o depois da presença dele são bem significativos, não preciso de estar aqui a referenciá-los todos, desde os títulos às infraestruturas, ao estádio... tudo e mais alguma coisa”, assinalou o antigo Maestro. Leia a entrevista completa aqui.

RUI VITÓRIA: "Visão do presidente faz com que o Benfica seja uma referência" 

Rui Vitória, um dos sete treinadores do Benfica nos 14 anos de presidência de Luís Filipe Vieira, foi contratado no verão de 2015. Já conhecia bem o líder do Clube antes de iniciar funções, mas o trabalho em conjunto deu-lhe diferentes perspetivas sobre o comandante das águias.

“Quando cá entrei, não só comprovei isto tudo como vivi esta forma de trabalhar e de estar do presidente; vivi toda essa organização e de certa forma também ajudei, com a minha quota parte, a que tudo também pudesse continuar a funcionar”, assumiu Rui Vitória. Leia as declarações completas aqui.

PEDRO PROENÇA: “O Benfica tornou-se uma marca empresarial de referência”

Pedro Proença destacou as mudanças que o Clube sofreu em 14 anos, desde a primeira eleição do líder máximo dos encarnados, a 31 de outubro de 2003, salientando que foi com Luís Filipe Vieira que o Benfica se tornou uma marca de referência no universo empresarial.

 

Em 14 anos, foram muitos os momentos que marcaram o líder da Liga Portugal. No entanto, há um que se destaca: 25 de outubro de 2003, o dia em que o velho Estádio da Luz deu lugar à nova Catedral, a poucos dias de Luís Filipe Vieira ser eleito como o 33.º presidente do Sport Lisboa e Benfica. Leia as declarações completas aqui.

 

ARTUR MORAES: “O Benfica voltou a ser uma potência”

Bicampeão nacional pelo Benfica, o antigo guarda-redes das águias destacou a dimensão da obra de 14 anos do presidente Luís Filipe Vieira, em entrevista ao Site Oficial.

Artur Moraes depois de uma vitória na Luz

O que vivi junto com Vieira durante quatro anos deu para entender o quanto ele está sempre ao lado da equipa. Em todos os momentos, sejam bons ou ruins, sempre demonstrou seriedade. Esteve sempre perto de nós e isso foi muito importante para os jogadores, porque, independentemente do nosso momento, sabíamos que íamos tê-lo do nosso lado,  disse o brasileiro. Leia aqui a entrevista completa.

 

Texto: Filipa Fernandes Garcia

Fotos: Arquivo / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar