Covid-19

31 dezembro 2020, 23h40

A pandemia COVID-19 parou o mundo desportivo, financeiro e político. Leia aqui as principais notícias oficiais, desportivas e generalistas do que se passou em Portugal e no mundo em dezembro. Ver DIRETO aqui.

31 de dezembro

Relatório DGS

PORTUGAL: SIC Notícias [14h12] | 7627 infetados nas últimas 24 horas. "Número diário de infetados é o mais alto desde o início da pandemia. Portugal contabiliza nesta quinta-feira mais 76 mortes relacionadas com a COVID-19 e 7627 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo o relatório diário da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 6906 mortes e 413 678 casos de infeção pelo vírus SARS-CoV-2, estando nesta quinta-feira ativos 72 496 casos, mais 4291 em relação a quarta-feira.

Quanto aos internamentos hospitalares, o boletim epidemiológico da DGS revela que estão internadas em enfermaria 2840 pessoas, menos 56 do que ontem, e 482 em cuidados intensivos, menos 5 doente.

As autoridades de saúde têm sob vigilância 88 534 contactos, menos 2556 relativamente a quarta-feira.

O boletim revela ainda que foram dados como recuperados mais 3260 doentes. Desde o início da epidemia em Portugal, em março, já recuperaram 334 276 pessoas."

30 de dezembro

DGS Relatório 30 Dezembro

PORTUGAL: Expresso [13h46] | "Mais 6049 infetados (o pior número do último mês), 79 mortes e 3222 recuperados." "Desde dia 5 de dezembro que Portugal não registava um número tão elevado de infeções em 24 horas. Nesta quarta-feira, há mais 6049 infetados (foram 6087 no dia 5/12), 79 óbitos e 3222 recuperações.

O país tem hoje um total de 406 051 infetados, 6830 mortes, 331 016 recuperados, 68 205 casos ativos e 91 090 contactos em vigilância.

No entanto, os internamentos mantêm a tendência decrescente da véspera: há nesta quarta-feira menos 34 doentes internados (total: 2896), mas mais um (total: 487) internado em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI).

As vítimas mortais ocorreram em todas as regiões de Portugal continental e distribuem-se da seguinte forma: 31 no Norte, 25 em Lisboa e Vale do Tejo, 12 no Centro, 9 no Alentejo e 2 no Algarve."

29 de dezembro

DGS

PORTUGAL: Rádio Renascença [14h03] | Menos internados e menos doentes em Unidades de Cuidados Intensivos. "Portugal conta, nesta terça-feira, com mais 3336 casos de COVID-19 e 74 mortes com a doença provocada pelo novo coronavírus. O país passou os 400 mil casos de infeção.

Segundo os dados do boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS), diminuiu o número de doentes internados: são menos 37, subindo o total para 2930.

Há, também, menos 17 pessoas em unidades de cuidados intensivos, onde permanecem 486 em todo o país.

O dia de hoje é marcado também por uma redução de 2850 no número de casos ativos (um total de 65 457), e há mais 6112 recuperados, que são agora 327 794 desde março.

A região Norte volta a liderar o número de novas infeções: mais 1494, atingindo um total de 204 986 desde a chegada da pandemia a Portugal. Pertencem a esta região 45% dos novos casos detetados desde sábado.

Quanto ao número de óbitos, são mais 24, num total de 3126.

A Lisboa e Vale do Tejo (LVT) cabem 30% dos novos casos. Foram mais 995 infeções nas últimas 24 horas e mais 33 mortes. Desde março, esta região conta 128 841 casos e 2352 óbitos.

A terceira região com mais casos e vítimas mortais é o Centro, com 968 mortes e 45 243 infeções desde março. Nesta terça-feira, contribui com 19% dos novos casos.

Seguem-se o Alentejo, com um total de 202 mortes e 10 398 casos, e o Algarve com 7259 casos e 69 óbitos em cerca de dez meses.

Nas ilhas, os Açores contam um total de 1749 casos e 27 mortos (sendo que nesta terça-feira houve uma morte associada à pandemia) e a Madeira 1526 casos e 12 óbitos (nesta terça-feira não houve óbitos associados à COVID-19)."

28 de dezembro

Boletim DGS

PORTUGAL: Observador [15h26] | Portugal registou mais 58 mortes e 2093 novos casos em 24 horas. "O boletim da DGS desta segunda-feira aponta para mais 58 mortes nas últimas 24 horas. É o número mais baixo desde 21 de dezembro, dia em que o número de mortes foi de 57. Antes disso, é preciso recuar mesmo a 14 de novembro para ver um dia menos letal — então, com 55 mortes.

Além disso, dá conta de mais 2093 casos em todo o país, o que significa um aumento de 42,5% em relação ao dia de ontem, em que se registaram 1577 casos. É também registada uma ligeira subida dos casos ativos, que são agora 68 307 e mais 99 do que na véspera. Este é o primeiro dia em que os casos ativos sobem desde o Natal. Nos dois dias anteriores, tinha havido descidas consideráveis neste campo: menos 409 a 26 de dezembro; e menos 1561 a 27 de dezembro.

A nível de internamentos, o boletim da DGS dá conta de uma subida de 97, subindo assim o total para 2967. Desde 26 de dezembro que esse parâmetro tem vindo a aumentar (no dia de Natal e nos três anteriores desceu sempre): 36 no dia 26/12, 80 no dia 27/12 e agora 97. A nível dos cuidados intensivos, há hoje menos um internado. Assim, são 503 as pessoas que estão naquele tipo de unidades.

O boletim desta segunda-feira aponta ainda para uma concentração dos novos casos a Norte. Entre os 2097 novos casos, 907 são na região do Norte — ou seja, 43,3% do total. Segue-se Lisboa e Vale do Tejo, onde foram registados 669 novos casos (31,9%). A terceira região mais afetada é o Centro (296 novos casos, 14,1%), seguindo-se o Alentejo (101, 4,8%), o Algarve (57, 2,7%), a Madeira (34, 1,6&) e por fim os Açores (29, 1,4%).

A nível de mortes, entre as 58 é a região de Lisboa e Vale do Tejo que tem mais registos: são 20, o que equivale a 34,5% do total. Logo atrás está o Norte, onde houve 19 mortes, ou seja, 32,6% do total de óbitos em todo o país. Depois, o Centro, com 14 mortes (24,1% do total). Fora destas três regiões, registaram-se ainda cinco mortes: 3 no Algarve e 2 no Alentejo."

27 de dezembro

Boletim DGS

PORTUGAL: Rádio Renascença [14h05] | Balanço DGS. Mais 63 mortos e 1.577 novos casos. "Número de pessoas internadas aumentou, mas há menos doentes com COVID-19 nos cuidados intensivos.
Portugal conta, neste domingo, com mais 1 577 casos de COVID-19 e 63 mortes com a doença provocada pelo novo coronavírus.

Segundo os dados do boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS), aumentou o número de doentes internados: são mais 80, subindo o total para 2 870.

Há, contudo, menos nove pessoas em unidades de cuidados intensivos, onde permanecem 504 em todo o país.

Do total de óbitos, 39 são relativos a pessoas com 80 ou mais anos. Seis ocorreram na faixa etária dos 60 aos 69 anos e 18 no segmento 70-79 anos.

A região Norte volta a liderar o número de novas infeções: mais 717, atingindo um total de 202 585 desde a chegada da pandemia a Portugal. Pertencem a esta região 45% dos novos casos detetados desde sábado.
Quanto ao número de óbitos, são mais 23, num total de 3 083.

A Lisboa e Vale do Tejo (LVT) cabem 29% dos novos casos. Foram mais 464 infeções nas últimas 24 horas e mais 24 mortes. Desde março, esta região conta 127 177 casos e 2 299 óbitos.

A terceira região com mais casos e vítimas mortais é o Centro, com 945 mortes e 44 319 infeções desde março. Neste domingo, contribui com 18% dos novos casos.

Seguem-se o Alentejo, com um total de 194 mortes e 10 245 casos, e o Algarve com 7 112 casos e 65 óbitos em cerca de dez meses. Nas últimas 24 horas, não foi registada qualquer morte com COVID-19 nesta região.

Nas ilhas, os Açores contam um total de 1 693 casos e 21 mortos (sendo que neste domingo não houve óbitos associados à pandemia) e a Madeira 1 442 casos e 12 óbitos (mais um hoje)."

26 de dezembro

DGS Boletim

PORTUGAL: SIC Notícias [14h16] | Mais 78 mortes e 1 214 casos nas últimas 24 horas. "Portugal regista este sábado mais 78 mortes relacionadas com a COVID-19 e 1 214 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo o boletim Direção-Geral da Saúde (DGS).

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 6 556 mortes e 392 996 casos de infeção pelo vírus SARS-CoV-2, estando este sábado ativos menos 409 casos, num total de 69 769.

Quanto aos internamentos hospitalares, o boletim epidemiológico da DGS revela que estão internados 2 790 doentes, mais 36 em relação a sexta-feira, das quais 513 em cuidados intensivos, mais 9 face ao dia anterior.

As autoridades de saúde têm em vigilância 90 318 contactos, mais 225 relativamente a sexta-feira.

O boletim revela ainda que 1 545 casos foram dados como recuperados. Desde o início da epidemia em Portugal, em março, já recuperaram 316 671 pessoas.

Relativamente às 78 mortes registadas nas últimas 24 horas, o boletim revela que 30 ocorreram na região Norte, 32 na região de Lisboa e Vale do Tejo, 8 no Centro, 7 no Alentejo e uma no Algarve.

Segundo o boletim da DGS, a região Norte foi também a que registou o maior número de novas infeções por SARS-CoV-2 nas últimas 24 horas (451).

Desde o início da pandemia a região Norte registou 201 868 casos de infeção e 3 060 mortes.

Na região de Lisboa e Vale do Tejo foram notificadas 438 novas infeções, contabilizando-se até agora 126 713 casos e 2 275 mortes.

Na região Centro registaram-se mais 148 casos, acumulando um total de 44 040 infeções e 934 mortos.

Já no Alentejo, foram assinalados mais 85 casos, totalizando 10 213 infeções e 190 mortos desde que começou a epidemia em Portugal.

A região do Algarve tem hoje notificados 43 novos casos, somando 7 074 infeções e 65 mortos.

A Madeira registou 28 novos casos. Desde março, esta região autónoma contabiliza 1 405 infeções e 11 mortes.

Na Região Autónoma dos Açores foram registados 21 novos casos nas últimas 24 horas, somando 1 683 infeções e 21 mortos."

25 de dezembro

boletim dgs

PORTUGAL: Rádio Renascença [14h15] | "Dia de Natal com mais 65 mortes e 4.146 casos. Boletim da Direção-Geral da Saúde refere menos 99 pessoas internadas com a doença nos hospitais portugueses.

Portugal regista esta sexta-feira, dia de Natal, mais 65 morte e 4 146 casos de COVID-19, indica a Direção-Geral da Saúde (DGS).

Nos hospitais estão internadas menos 99 pessoas, refere o boletim epidemiológico, num total de 2 754 doentes.

Em unidades de cuidados intensivos há 504 internados, menos um doente em relação ao balanço de quinta-feira.

Desde a chegada da pandemia a Portugal, estão confirmados 6 478 mortes e mais de 391 mil casos de COVID-19.

Nas últimas 24 horas foi registado um aumento de 1 488 casos ativos: são agora 70 178 pessoas com o novo coronavírus.

Recuperaram da doença mais de 2 500 pessoas e há agora mais 1 115 contactos de vigilância, num total de 90 mil.

A região Norte ultrapassou nesta sexta-feira, Dia de Natal, os 200 mil casos de COVID-19 desde o início da pandemia, mais concretamente 201 417 infeções.

Nas últimas 24 horas, morreram 29 pessoas no Norte e 1 697 ficaram infetadas na região Norte.

Lisboa e Vale do Tejo regista esta sexta-feira 23 mortos e 1 463 casos, seguido do Centro com 10 mortes e 620 infeções.

O Alentejo tem mais três mortes e 201 casos, o Algarve 125 casos, os Açores 29 e a Madeira 11."

24 de dezembro

Boletim DGS

PORTUGAL: Rádio Renascença [14h43] | "Balanço DGS. Mais 70 mortos e 4 378 infetados em 24 horas.  Menos um morto do que na quarta-feira, mas mais mil novos casos.

O boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) mostra que Portugal, nas últimas 24 horas, registou mais 70 mortes e 4 378 novos casos de COVID-19.

Em relação a quarta-feira verifica-se menos um óbito, mas um aumento significativo de mais de mil novos casos, tendo o número de quarta sido de 3 334.

O maior número de novos casos verificou-se no norte, com mais 1 952. Esta região lidera ainda no número de mortos, com mais 28.

Segue-se a região de Lisboa e Vale do Tejo, com mais 1 271 novos casos e 24 óbitos.

A região centro contabiliza mais 810 novos casos e 13 mortos, o Alentejo mais 200 novos casos e 4 mortos e o Algarve regista mais 94 novos casos.

Nas ilhas há a assinalar um morto na Madeira e 34 novos casos enquanto os Açores tiveram 17 novos casos."

23 de dezembro

Relatório DGS

PORTUGAL: TVI24 [14h26] | 4602 novos casos de infeção. "Foram registados nas últimas 24 horas em Portugal mais 89 mortes e 4602 novos casos de infeção por COVID-19, de acordo com o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

O país soma agora um total de 383 258 casos confirmados e 6343 óbitos desde o início da pandemia.

A maioria dos óbitos ocorreu em Lisboa e Vale do Tejo, com 40, seguindo-se o Norte com 32, Centro com 14 e três no Alentejo. Algarve, Madeira e Açores não registaram qualquer vítima mortal nas últimas 24 horas.

Relativamente aos internamentos, foram contabilizados menos 105 doentes em enfermaria e mais três em Unidade de Cuidados Intensivos.

Portugal tem agora 68 469 casos ativos, mais 892 do que no domingo, e foram dados como recuperados, nas últimas 24 horas, mais 3621, num total de 308 446 desde o início da pandemia.

A DGS refere também que as autoridades de saúde têm em vigilância 87 043 contactos, mais 709.

Na Região Autónoma dos Açores foram registados 22 novos casos nas últimas 24 horas, enquanto na Madeira foram registados mais 38."

22 de dezembro

Relatório DGS dia 22

PORTUGAL: SIC Notícias [14h11] | 63 mortes e 2436 novos casos nas últimas 24 horas. "Portugal regista esta terça-feira mais 63 mortes relacionadas com a COVID-19 e 2436 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo o boletim Direção-Geral da Saúde (DGS).

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 6254 mortes e 378 656 casos de infeção pelo vírus SARS-CoV-2, estando esta terça-feira ativos menos 2849 casos, num total de 67 577.

Quanto aos internamentos hospitalares, o boletim epidemiológico da DGS revela que estão internados 3095 doentes, menos 63 em relação a segunda-feira, das quais 508 em cuidados intensivos, mais 6 face ao dia anterior.

As autoridades de saúde têm em vigilância 86 334 contactos, mais 1185 relativamente a segunda-feira.

O boletim revela ainda que 5222 casos foram dados como recuperados. Desde o início da epidemia em Portugal, em março, já recuperaram 304 825 pessoas.

Relativamente às 63 mortes registadas nas últimas 24 horas, o boletim revela que 15 ocorreram na região Norte, 26 na região de Lisboa e Vale do Tejo, 17 no Centro, 4 no Alentejo e uma na Região Autónoma da Madeira."

21 de dezembro

Relatório DGS

PORTUGAL: Rádio Renascença [15h40] | "Número de óbitos e infeções é o mais baixo em muitos dias." "Portugal regista mais 57 mortes, 2099 casos e 131 internados com COVID-19 nas últimas 24 horas, avança nesta segunda-feira a Direção-Geral da Saúde (DGS).

O número de óbitos e infeções é o mais baixo em muitos dias, contrastando com a subida de doentes internados nos hospitais.

Desde o início da pandemia, no início de março, Portugal contabiliza 6191 mortes e mais de 376 mil casos de COVID-19.

Nos hospitais portugueses estão internadas 3158 pessoas, mais 131 em relação a domingo.

Em unidades de cuidados intensivos há agora 502 pacientes em estado mais grave, uma subida de 19 casos em 24 horas.

De acordo com os dados desta segunda-feira, há menos 328 casos ativos da doença, num total de 70 426 pessoas infetadas neste momento."

20 de dezembro

Relatório DGS

PORTUGAL: SIC Notícias [14h13] | 3334 novos casos. "Portugal regista neste domingo mais 71 mortes relacionadas com a COVID-19 e 3334 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo o boletim Direção-Geral da Saúde (DGS).

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 6134 mortes e 374 121 casos de infeção pelo vírus SARS-CoV-2, estando hoje ativos mais 844 casos, num total de 70 754.

Quanto aos internamentos hospitalares, o boletim epidemiológico da DGS revela que estão internados 3027 doentes, mais 54 doentes em relação a ontem, das quais 483 em cuidados intensivos, menos 2 face a sábado.

As autoridades de saúde têm em vigilância 82 591 contactos, mais 3088 relativamente a ontem.

O boletim revela ainda que 2419 casos foram dados como recuperados. Desde o início da epidemia em Portugal, em março, já recuperaram 297 233 pessoas.

Relativamente às 71 mortes registadas nas últimas 24 horas, o boletim revela que 25 ocorreram na região Norte, 22 na região de Lisboa e Vale do Tejo, 21 no Centro, duas no Alentejo, uma no Algarve e as Regiões Autónomas da Madeira e dos Açores não tiveram qualquer óbito."

19 de dezembro

COVID-19

PORTUGAL: SIC Notícias [14h13] | "Ultrapassadas as 6 mil mortes." "Portugal regista neste sábado mais 86 mortes relacionadas com a COVID-19 e 3835 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo o boletim Direção-Geral da Saúde (DGS).

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 6063 mortes e 370 787 casos de infeção pelo vírus SARS-CoV-2, estando hoje ativos 69 910, menos 375 em relação a sexta-feira.

Quanto aos internamentos hospitalares, o boletim epidemiológico da DGS revela que estão internados 2973 doentes, menos 88 em relação a ontem, das quais 485 em cuidados intensivos, mais um face a sexta-feira."

18 de dezembro

boletim DGS

PORTUGAL: Rádio Renascença [14h01] | COVID-19 mata jovem em Portugal, em dia com menos 81 internamentos. É a segunda pessoa a morrer na faixa etária entre os 10 e 19 anos desde a chegada da pandemia a Portugal. Nas últimas 24 horas, morreram 75 pessoas e há registo de mais 4 336 casos de COVID-19.

A COVID-19 matou um jovem em Portugal, num dia com menos 81 internamentos, avança esta sexta-feira a Direção-Geral da Saúde.

É a segunda pessoa a morrer na faixa etária entre os 10 e 19 anos desde a chegada da pandemia a Portugal.

Nas últimas 24 horas, morreram 75 pessoas e há registo de mais 4 336 casos de COVID-19.

Desde o início da pandemia estão confirmados um total de 5 977 óbitos e quase 367 mil infeções pelo novo coronavírus.

Nos hospitais portugueses estão internadas 3 061 doentes com COVID-19, menos 81 pessoas em relação ao dia anterior.

Em unidades de cuidados intensivos também há menos 10 internados, num total de 484.

Os números desta sexta-feira dão conta de mais 599 casos ativos, num total de 70 285 pessoas atualmente doentes com COVID-19.

Recuperaram da doença 3 662 pessoas e há mais 981 em contacto de vigilância, por terem contraído o vírus ou estarem em isolamento profilático.

A região Norte ultrapassou esta sexta-feira a barreira dos dois mil casos diários de COVID-19 e regista 31 mortes.

Lisboa e Vale do Tejo tem mais 1 360 casos e 27 óbitos, o Centro 674 casos e 12 mortes, o Alentejo 195 infeções e quatro óbitos e o Algarve 67 casos.

Nas regiões autónomas, os Açores regista 21 novos casos e uma vítima mortal, enquanto a Madeira tem mais 18 casos.

O primeiro-ministro anunciou, na quinta-feira, que o Governo voltou atrás em relação ao que tinha dito há duas semanas e decidiu proibir todos os festejos de Ano Novo.

Embora não haja novas restrições para o Natal, haverá recolher obrigatório a partir das 23h00 de dia 31 de dezembro, e a partir das 13h00 nos dias 1, 2 e 3 de janeiro, disse António Costa, numa declaração ao país."

17 de dezembro

DGS relatório 17 dezembro

PORTUGAL: Rádio Renascença [14h42] | "Menos internados." "Portugal regista nesta quinta-feira uma redução do número de internados, mas há mais 87 mortes e 4320 casos de COVID-19, avança o boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Desde a chegada da pandemia, no início de março, estão confirmados 5902 óbitos e mais de 362 mil casos do novo coronavírus.

Nos hospitais portugueses há esta quinta-feira 3142 pessoas internadas, uma redução de 39 doentes em relação ao dia anterior.

Mas em unidades de cuidados intensivos há mais oito internados em estado grave, num total de 494 em UCI.

O novo balanço dá conta de uma subida de 924 casos ativos de COVID-19 em Portugal. Atualmente, 69 686 pessoas estão infetadas com a doença.

Nas últimas 24 horas recuperaram da doença 3.309 pessoas e há mais 2161 em contactos de vigilância, por estarem infetadas ou em isolamento.

A região Norte continua a ser o epicentro da doença em Portugal. Esta quinta-feira regista mais 40 mortes e 1992 casos.

Lisboa e Vale do Tejo regista 28 óbitos e 1288 infeções e a região Centro 15 mortes e mais 731 casos.

O Alentejo contabiliza esta quinta-feira mais três mortes e 169 casos, o Algarve 73 casos, Açores 32 casos e Madeira uma morte e 35 casos.

A vacinação contra a COVID-19 em Portugal começa entre 27 e 29 de dezembro, anunciou nesta quinta-feira a ministra da Saúde, Marta Temido, em conferência de imprensa após uma reunião com responsáveis do planeamento da vacinação.

Os profissionais de saúde serão os primeiros a receber a nova vacina para o coronavírus nos dias iniciais do processo. Depois, será a vez dos outros grupos de risco prioritários, como os residentes em lares de idosos."

 

16 de dezembro

Relatório DGS

PORTUGAL: Rádio Renascença [14h12] | 4720 casos e nova descida de internamentos. "Portugal regista nesta quarta-feira mais 82 mortes e 4720 casos de COVID-19, avança a Direção-Geral da Saúde (DGS). O número de internamentos desce pelo segundo dia consecutivo.

Com a nova atualização dos dados estão confirmados 5815 mortes e mais de 358 mil casos do novo coronavírus desde a chegada da pandemia ao país, no início de março.

O número de novos casos aproxima-se dos 5 mil, depois de dois dias em que andou na casa dos 2 mil.

Nesta quarta-feira, o maior aumento diário de casos foi registado na faixa etária entre os 20 e 29 anos, com 696 infeções.

Nos hospitais portugueses estão internados 3181 doentes com COVID-19, menos 25 em relação ao dia anterior. Em cuidados intensivos há menos 20 internados, num total de 486.

A DGS dá conta de mais 957 casos ativos, num total de 68 762 infetadas neste momento em Portugal.

Mais de 3600 pessoas recuperaram da doença nas últimas 24 horas.

Os serviços de saúde têm em contactos de vigilância mais de 74 mil pessoas, são menos 282 em relação a terça-feira.

A região Norte continua a ter o maior número diário de mortes e casos, foram mais 35 óbitos e 2182 infeções diagnosticadas no último dia.

Lisboa e Vale do Tejo tem mais 30 mortes e 1375 casos, a região Centro 840 casos e 14 mortes, o Alentejo 177 casos e duas mortes e o Algarve 94 infeções e um óbito.

Nas regiões autónomas, os Açores registaram 36 casos em 24 horas e a Madeira mais 16 infeções."

 

15 de dezembro

Boletim DGS

PORTUGAL: Rádio Renascença [14h09] | "Mais 84 mortes e 2.638 casos. Número de internados desce." "Há agora 3.206 internados com COVID-19, uma descida de 48 no espaço de um dia. Em cuidados intensivos, estão 506 pacientes, menos sete em relação ao balanço de segunda-feira.

Foram registadas mais 84 mortes e 2 638 casos de COVID-19 em Portugal nas últimas 24 horas, indica o boletim epidemiológico divulgado esta terça-feira pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

Desde a chegada da pandemia ao país estão confirmados um total de 5 733 óbitos e 353 576 casos do novo coronavírus.

O maior aumento de novos casos ocorreu na faixa etária entre os 20 e os 29 anos, com 413 infeções no espaço de um dia. Quase 70% das mortes (57) foram de pessoas com mais de 80 anos.

O número de pessoas internadas nos hospitais portugueses desceu, em comparação com o dia anterior.

Há agora 3 206 internados com COVID-19, uma descida de 48. Em cuidados intensivos, estão 506 pacientes, menos sete em relação ao balanço de segunda-feira.

Recuperaram na doença 5 761 pessoas e há um total de 67 805 casos ativos, menos 3 207 em 24 horas.

Quase 75 mil pessoas estão em contactos de vigilância, por terem COVID-19 ou estarem em isolamento profilático.

A região Norte continua a ser aquele com mais mortes e casos diários. Esta terça-feira, contabiliza 1 348 infeções e 36 óbitos.

Segue-se Lisboa e Vale do Tejo, com 682 casos e 26 mortes, e o Centro com 436 casos e 18 óbitos.

O Alentejo soma 59 infeções e três óbitos, o Algarve 42 casos, a Madeira mais uma morte e 27 casos e os Açores 44 infeções por COVID-19."

14 de dezembro

Relatório DGS

PORTUGAL: Rádio Renascença [14h11] | "2194 casos, o número mais baixo em quase dois meses." "Portugal registou mais 90 mortes e 2194 casos de COVID-19 nas últimas 24 horas, indica o boletim epidemiológico divulgado nesta segunda-feira pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

Trata-se do número mais baixo de novos casos de infeção pelo novo coronavírus em quase dois meses, desde 20 de outubro.

O maior aumento de novos casos foi registado na faixa etária entre os 30 e 39 anos, com 323 infeções no espaço de um dia.

Setenta por cento das mortes (63) verificadas nas últimas 24 horas foram pessoas com mais de 80 anos.

Desde a chegada da pandemia, estão confirmadas 5649 mortes e mais de 350 mil casos de COVID-19 em Portugal.

Nos hospitais há mais 97 pessoas internadas em enfermaria com o novo coronavírus, num total de 3254 pacientes. Nos cuidados intensivos o número de internados mantém-se nos 513.

O balanço desta segunda-feira mostra que há 71 mil casos ativos, menos 851 em relação ao dia anterior.

O número de recuperados no último dia é de 2955 e há mais 2711 pessoas em contactos de vigilância.

Por regiões, o Norte tem mais 936 casos e 29 mortes esta segunda-feira, seguido de Lisboa e Vale do Tejo com 777 casos e 32 mortes.

A região Centro regista mais 255 casos e 24 mortes, o Alentejo 101 infeções e três óbitos, o Algarve 39 casos e dois óbitos, os Açores 62 casos e a Madeira 24."

13 de dezembro

DGS relatório 13 de dezembro

PORTUGAL: TVI24 [14h02] | "Novo máximo diário de mortes." "Portugal regista, neste domingo, um novo máximo diário de mortes por COVID-19, depois de contabilizar, nas últimas 24 horas, mais 98 mortos e 4044 infetados, de acordo com o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 5559 mortes e 348 744 casos, estando hoje ativos 71 863, mais 1077 do que no sábado.

Relativamente aos internamentos hospitalares, estão internadas 3157 pessoas, mais 64 do que no dia anterior, das quais 513 em salas de cuidados intensivos (mais 10).

Das 98 mortes registadas nas últimas 24 horas, 43 ocorreram na região Norte, 30 na região de Lisboa e Vale do Tejo, 18 na região Centro, quatro no Alentejo, duas na Madeira e uma no Algarve.

As autoridades de saúde têm em vigilância 74 012 contactos, mais 35 do que no sábado, tendo-se registado mais 2869 doentes recuperados, totalizando, desde o início da epidemia, 271 322."

12 de dezembro 

Boletim DGS

PORTUGAL: Expresso [14h03] | "Mais 4413 infetados, 88 mortes e 4805 recuperados em Portugal." "Portugal registou nas últimas 24 horas 4413 novos casos de COVID-19, 88 óbitos e 4805 recuperados. Assim, os números totais desde o início da pandemia são: 344 700 infetados, 268 453 recuperados e 5461 mortos.

Nas últimas 24 horas foi registada a primeira morte na faixa etária entre os 10 e os 19 anos. Trata-se de uma doente do sexo feminino, segundo o boletim da DGS.

As mortes ocorreram nas seguintes regiões do país: Norte (38), Lisboa e Vale do Tejo (26), Centro (21) e Alentejo (3). O Norte é, de longe, a região mais atingida em número de vítimas mortais: 2616. Segue-se Lisboa e Vale do Tejo (1889), Centro (734), Alentejo (131), Algarve (58), Açores (20) e Madeira (3).

Nos hospitais portugueses estão, neste sábado, menos 137 pessoas internadas (a maior redução no número de internamentos desde o início da pandemia), ainda assim mantendo-se acima dos 3000 (mais concretamente, 3093). Quanto aos internamentos em unidades de cuidados intensivos, também desceram (menos 4), permanecendo 503 doentes em UCI.

A região mais afetada pelo novo coronavírus continua a ser o Norte do país (+2078 casos, total: 180.456), seguido por Lisboa e Vale do Tejo (+1347; total: 111.982), Centro (+738; total: 36.096), Alentejo (+130; total: 7743), Algarve (+62; total: 6077), Açores (+31; total: 1301) e Madeira (+27; total: 1045)."

11 de dezembro 

Boletim COVID-19

PORTUGAL: SIC Notícias [14h05] | "Portugal regista 95 mortes e 5080 casos de Covid-19 nas últimas 24 horas." "Portugal registou nas últimas 24 horas mais 5080 casos de infeção e mais 95 mortes associadas à doença COVID-19, segundo o boletim da Direção-Geral da Saúde desta sexta-feira.

Desde o início da pandemia morreram em Portugal 5373 pessoas, dos 340.287 casos de infeção confirmados. Foram considerados curados mais 4100 doentes nas últimas 24 horas, totalizando 263.648.

menos 2 doentes internados nas Unidades de Cuidados Intensivos, totalizando 507. Em relação aos internamentos em enfermaria, há menos 74 pessoas internadas, totalizando agora 3230.

A DGS refere também que as autoridades de saúde têm em vigilância 74.894 contactos, menos 739 em relação a quinta-feira, e que estão ativos mais 885 casos, totalizando 71.266.

No que diz respeito aos 5080 novos casos, 2395 registam-se na região Norte, 1618 em Lisboa e Vale do Tejo, 787 na região Centro, 193 no Alentejo, 66 no Algarve, 16 nos Açores e 5 na Madeira.

Das 95 mortes a lamentar nas últimas 24 horas, o pior registo desde o início da pandemia, 41 ocorreram na região Norte, 32 em Lisboa e Vale do Tejo, 16 na região Centro, duas no Alentejo, duas no Algarve, uma nos Açores e uma na Madeira."

10 de dezembro

DGS Relatório 10 dezembro

PORTUGAL: TVI24 [14h11] | 3134 novos casos de infeção. "Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais 86 mortes e 3134 novos casos de infeção por COVID-19, de acordo com o último boletim epidemiológico revelado pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

O país soma agora um total de 335 207 casos confirmados e 5278 óbitos desde o início da pandemia.

Desta vez, foi na região de Lisboa e Vale do Tejo que ocorrem a maioria dos óbitos, 37. Seguindo-se o Norte com 32, Centro com 14, dois no Alentejo e um no Algarve. Açores e Madeira não registaram qualquer óbito nas últimas 24 horas.

Relativamente aos internamentos, foram contabilizados menos 28 doentes em enfermaria, mas mais cinco em Unidade de Cuidados Intensivos.

Portugal tem agora 70 381 casos ativos, menos 1000 do que na quarta-feira, e foram dados como recuperados, nas últimas 24 horas, mais 4848, num total de 259 548 desde o início da pandemia.

A DGS refere também que as autoridades de saúde têm em vigilância 75 633 contactos, menos 772.

Na Região Autónoma dos Açores foram registados 19 novos casos nas últimas 24 horas, enquanto na Madeira foram registados apenas seis."

9 de dezembro

Boletim DGS

PORTUGAL: SIC Notícias [14h04] | 70 mortes e 4097 casos nas últimas 24 horas. "Portugal registou nas últimas 24 horas mais 4097 casos de infeção e mais 70 mortes associadas à doença COVID-19, segundo o boletim da Direção-Geral da Saúde desta quarta-feira.

Desde o início da pandemia morreram em Portugal 5192 pessoas dos 332 073 casos de infeção confirmados.

Há mais 5 doentes internados nas Unidades de Cuidados Intensivos, totalizando 504. Em relação aos internamentos em enfermaria, há mais 69 pessoas internadas, totalizando agora 3332.

A DGS refere também que as autoridades de saúde têm em vigilância 76 405 contactos, menos 1360 em relação a terça-feira, e que foram dados como recuperados mais 2272, num total acumulado de 254 700 desde o início da pandemia.

Das 70 mortes registadas nas últimas 24 horas, 30 ocorreram na região Norte, 21 na região de Lisboa e Vale do Tejo, 13 na região Centro e seis no Alentejo.

Segundo o boletim da DGS, a região Norte é a que regista o maior número de novas infeções por SARS-CoV-2 nas últimas 24 horas (2 076), totalizando 174 612 casos e 2 505 mortes desde março.

Na região de Lisboa e Vale do Tejo foram notificados 1157 novos casos, contabilizando-se até agora 108 053 casos de infeção e 1 794 mortes.

Na região Centro registaram-se mais 555 casos de COVID-19, num total de 34 127, e 683 mortos desde março.

Já no Alentejo, foram assinalados mais 163 casos, totalizando 7153 casos e 134 mortos desde que começou a epidemia em Portugal.

A região do Algarve tem hoje notificados 97 novos casos, somando 5 886 casos e 55 mortos.

Na Região Autónoma dos Açores foram registados 28 novos casos nas últimas 24 horas, somando 1235 infeções detetadas e 19 mortos desde o início da pandemia.

A Madeira registou 21 novos casos. Desde março, a região autónoma contabiliza 1007 infeções e dois óbitos.

Os casos confirmados distribuem-se por todas as faixas etárias, situando-se entre os 20 e os 59 anos o registo de maior número de infeções.

O novo coronavírus já infetou em Portugal pelo menos 146 088 homens e 179 781 mulheres, referem os dados da DGS, segundo os quais há 6 204 casos de sexo desconhecido, que se encontram sob investigação, uma vez que estes dados são fornecidos de forma automática.

Do total de vítimas mortais, 2731 eram homens e 2461 mulheres.

O maior número de óbitos continua a concentrar-se nas pessoas com mais de 80 anos."

8 de dezembro

boletim dgs

PORTUGAL: Rádio Renascença [14h11] | Mais 81 mortos e 2 905 casos. Há menos internados e menos casos ativos. "Região Norte continua a ser a zona do país com maior número de novos casos (1 584), seguido de Lisboa e Vale do Tejo (758). Na região Centro há 418 novos casos, no Algarve 75 e no Alentejo 40.

Portugal regista nas últimas 24 horas mais 2 905 novos casos de Covid-19 e mais 81 vítimas mortais da doença. Segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde, o número de casos ativos voltou a recuar, fixando-se agora em 70 426. É o número de casos ativos mais baixo desde 6 de novembro, quando havia 70 354 ativos.

A região Norte continua a ser a zona do país com maior número de novos casos (1 584), seguido de Lisboa e Vale do Tejo (758). Na região Centro há 418 novos casos, no Algarve 75 e no Alentejo 40.

O número de internados também recuou. Há agora 3 263 pessoas internadas com Covid-19 (menos 104 do que ontem), das quais 499 em cuidados intensivos (menos 14).

Desde o início da pandemia, já foram confirmados 327 976 casos da doença, dos quais 5 122 acabaram por morrer e 252 428 já foram dados como recuperados."

7 de dezembro

Relatório DGS

PORTUGAL: SIC Notícias [14h23] | 2597 novos casos de infeção e 2788 recuperados. "Portugal registou nas últimas 24 horas mais 2597 casos de infeção e mais 78 mortes associadas à doença COVID-19, segundo o boletim da Direção-Geral da Saúde desta segunda-feira.

Desde o início da pandemia morreram em Portugal 5041 pessoas dos 325 071 casos de infeção confirmados.

Há mais 99 doentes internados nas Unidades de Cuidados Intensivos, totalizando 3367. Em relação aos internamentos em enfermaria, há menos 1 pessoa internada, totalizando agora 513.

A DGS refere também que as autoridades de saúde têm em vigilância 77 498 contactos, mais 78 em relação a domingo, e que foram dados como recuperados mais 2788 doentes, num total acumulado de 245 843 desde o início da pandemia."

6 de dezembro

Relatório DGS 6 de dezembro

PORTUGAL: TVI24 [14h11] | 3834 novos casos de infeção. "Foram registadas nas últimas 24 horas mais 87 mortes e 3834 novos casos de infeção por COVID-19 em Portugal, de acordo com o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

O país soma agora um total de 322 474 casos confirmados e 4963 óbitos desde o início da pandemia.

Do total de mortos, 50 ocorreram na região Norte, 21 em Lisboa e Vale do Tejo, 14 no Centro e dois no Alentejo. Algarve, Açores e Madeira não registaram qualquer óbito nas últimas 24 horas.

Relativamente aos internamentos, foram contabilizados mais 39 doentes em enfermaria. Já em Unidade de Cuidados Intensivos foram registados menos três.
Portugal têm agora 74 456 casos ativos, mais 895 do que no sábado, e foram dados como recuperados, nas últimas 24 horas, mais 2852 doentes, num total de 243 055 desde o início da pandemia.

A DGS refere também que as autoridades de saúde têm em vigilância 77 420 contactos, menos 223.

Na Região Autónoma dos Açores foram registados 22 novos casos nas últimas 24 horas, enquanto na Madeira foram registados apenas quatro."

5 de dezembro

Boletím 5 dezembro

PORTUGAL: TVI24 [14h24] | Número de novos casos aumentou para 6087. "Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais 73 mortos e 6087 novos casos de infeção por COVID-19, de acordo com o último boletim divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

O país soma agora um total de 318 640 casos confirmados e 4876 óbitos desde o início da pandemia.

Do total de mortos, 43 ocorreram na região Norte, 20 em Lisboa e Vale do Tejo, oito no Centro, um no Alentejo e um no Algarve. Açores e Madeira não registaram qualquer óbito nas últimas 24 horas.

Relativamente aos internamentos, foram registados menos 66 doentes em enfermaria e em Unidade de Cuidados Intensivos menos nove.

Portugal têm agora 73 561 casos ativos, menos 151 do que na sexta-feira, e foram dados como recuperados, nas últimas 24 horas, mais 6165 doentes, num total de 240 203 desde o início da pandemia.

A DGS refere também que as autoridades de saúde têm em vigilância 77 197 contactos, menos 446 em relação a sexta-feira.

Na Região Autónoma dos Açores foram registados 27 novos casos nas últimas 24 horas, enquanto na Madeira foram registados mais 20."

4 de dezembro

Boletim DGS

PORTUGAL: TVI24 [14h02] | Portugal com mais 79 mortos e 4935 novos casos. "Portugal registou mais 79 mortos e 4935 novos casos de infeção por COVID-19 nas últimas 24 horas, indica o boletim diário da Direção-Geral de Saúde (DGS). Relativamente aos internamentos hospitalares, o boletim revela que estão internados 3295 doentes, menos 35 do que no dia anterior, dos quais 526 em cuidados intensivos (mais um).

A região Norte continua a registar o maior número de casos e de aumentos diários. Em 24 horas, foram contabilizadas 2577 novas infeções, para um total de 164.463 casos. Na região Centro há mais 626 infetados, em Lisboa e Vale do Tejo mais 1508, no Alentejo 111 e no Algarve mais 73.

Em relação aos óbitos, 45 registaram-se na região Norte, 14 no Centro, 15 em Lisboa, um no Alentejo e três no Algarve.

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 4803 mortes e 312.553 casos de infeção pelo novo coronavírus, estando hoje ativos 73.712 casos, menos 164 do que na quinta-feira."

3 de dezembro

Relatório DGS

PORTUGAL: Rádio Renascença [15h07] | Novos casos de infeção outra vez abaixo dos 4000. "Foram registadas mais 79 mortes e 3772 casos de COVID-19 nas últimas 24 horas, segundo avançados esta quinta-feira pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

Desde o início da pandemia estão confirmadas 4724 mortes e mais de 307 mil casos em Portugal.

Nos hospitais portugueses estão internados 3330 doentes com COVID-19, menos oito em comparação com o dia anterior.

Em unidades de cuidados intensivos encontram-se 525 pessoas, não havendo qualquer variação em relação a quarta-feira.

Portugal registou nas últimas 24 horas menos 1879 casos ativos de COVID-19 e mais 5572 recuperados.

Em contacto de vigilância há quase 78 mil pessoas, uma descida de 827 em 24 horas.

Numa análise por regiões, o Norte tem mais de metade dos novos casos diários (60%). São 2244 infeções e 37 mortes no espaço de um dia.

Lisboa e Vale do Tejo regista mais 960 casos e 25 óbitos, o Centro 444 infeções e 17 mortes, o Alentejo 54 casos, o Algarve 31, Açores e Madeira 35 e quatro novas infeções, respetivamente."

2 de dezembro

DGS relatório

PORTUGAL: TVI24 [14h01] | 3384 novos casos de infeção. "Portugal registou, nas últimas 24 horas, mais 3384 casos e 68 mortos por COVID-19. São números avançados no último boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 4645 mortes e 303 846 casos de infeção pelo novo coronavírus, estando hoje ativos 75 755 casos, mais 747 do que na terça-feira.

O documento divulgado nesta quarta-feira dá conta de um aumento do número de internamentos: são mais 63 do que ontem, num total de 3338 doentes hospitalizados. Há também mais doentes em cuidados intensivos: mais quatro do que onte, num total de 525.

O maior número de novos casos continua a registar-se na região Norte do país (mais 1857 casos), seguida de Lisboa e Vale do Tejo (mais 939 casos).

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 303 846 casos."

1 de dezembro

Boletim DGS 1 de dezembro

PORTUGAL: Lusa [15h00] | Números do dia. Portugal ultrapassou hoje a barreira dos 300 mil casos de COVID-19 desde o início da pandemia no país, em março, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). Portugal registou hoje mais 2401 novos casos, tendo passado a contabilizar 300 462 infeções pelo novo coronavírus desde março, refere o boletim epidemiológico da DGS divulgado hoje. Desde o início da pandemia, morreram 4577 pessoas, estando, de momento, 75 008 casos ativos no país. A região com mais casos contabilizados é o Norte (total de 157 785), seguindo-se Lisboa e Vale do Tejo (99 061).

 

Ver todas as notícias de novembro aqui.

Ver todas as notícias de outubro aqui.

Ver todas as notícias de setembro aqui.

Ver todas as notícias de agosto aqui.

Ver todas as notícias de julho aqui.

Ver todas as notícias de junho aqui.

Ver todas as notícias de maio aqui.

Ver todas as notícias de abril aqui.

Ver todas as notícias de março aqui.

Texto: Márcia Dores, Filipa Fernandes Garcia, Diogo Nascimento, Sónia Antunes e Marco Rebelo

Fotos: Tuttosport / Corriere dello Sport / The Guardian / Le Figaro / Mundo Deportivo / L'Équipe / AS / La Repubblica / El País / Portugal.gov.pt / UEFA / Twitter Roland Garros / Il Messaggero / Corriere della Sera / Liga Portugal / ACP / COI / Reuters / New York Times / The Telegraph / FIFA / De Telegraaf / Público / Expresso

Última atualização: 19 de janeiro de 2021

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar